Observatório PUC-Campinas
Observatório
PUC-Campinas
Facebook
Central de
Atendimento
ao Aluno

 

 

Objetivos

O Programa de Pós Graduação Stricto Sensu em Sustentabilidade tem como objetivo qualificar seus discentes dentro de uma visão interdisciplinar para atuar de forma crítica e propositora em contextos diversos, tais como: na pesquisa científica, na docência do ensino superior, no desenvolvimento de projetos, na condução de políticas públicas, e na assessoria ao setor produtivo, de forma a fazer frente aos desafios impostos pela sociedade contemporânea.

 

O Programa possui os seguintes objetivos específicos:
a) Conferir ao aluno o grau de Mestre em Sustentabilidade.
b) Preparar o aluno para atuar no ambiente acadêmico, qualificando-o como produtor e disseminador de conhecimento científico.
c) Contribuir para o desenvolvimento de pesquisa e novos conhecimentos em Sustentabilidade.
d) Contribuir para o diagnóstico, avaliação e proposição de ações e programas de desenvolvimento sustentável, em especial, na Região Metropolitana de Campinas.
e) Promover a consolidação da Pontifícia Universidade Católica de Campinas na pesquisa em Sustentabilidade.

Histórico

O Mestrado Acadêmico em Sustentabilidade – Área Interdisciplinar - foi recomendado pelo Conselho Técnico Científico de Educação Superior - CTC/ES da CAPES/MEC, em 11 de dezembro de 2015.

Público Alvo

Graduados em áreas diversas, dentre elas, Administração, Economia, Ciências Sociais, Engenharias, Biologia, Pedagogia, Geografia, Direito, etc.

Processo Seletivo

Período de Inscrições: 1º a 31 de outubro de 2018

documentos necessários - clique aqui

 

O Processo de Seleção é composto das seguintes fases:

- 1ª fase eliminatória: prova de conhecimentos e suficiência em língua estrangeira, além de prova de suficiência em língua portuguesa para candidatos estrangeiros;
- 2ª fase eliminatória: entrevista;
- 3ª fase classificatória: média geral obtida a partir das notas parciais da prova de conhecimentos, do anteprojeto, do currículo e da entrevista.

 

Calendário do Processo Seletivo:

 

Prova escrita de conhecimentos específicos
Data: 08/11/2018 (das 9h às 12h)

 

Exame de Suficiência em Língua Estrangeira (inglês)

Data: 08/11/2018 (das 14h às 17h)

 

Exame de Suficiência em Língua Portuguesa (para candidatos estrangeiros)

Data: 08/11/2018 (das 14h às 17h)

 

Divulgação dos resultados da 1ª fase

Data: 21/11/2018 (às 17h)

 

Entrevistas

Data: 28 e 29/11/2018 (das 14h às 18h)

 

Publicação dos resultados classificatórios
07/12/2018 (às 17h)

 

Todo o processo de seleção será realizado no endereço abaixo:

PUC-Campinas – CAMPUS I – Centro de Economia e Administração – CEA – Prédio Administrativo 02
Rua Professor Doutor Euryclides de Jesus Zerbini, 1.516
Parque Rural Fazenda Santa Cândida – Campinas – SP
Ver mapa no site//www.puc-campinas.edu.br/institucional/mapas/

 

Bibliografia Básica:

 

BOFF, L. Sustentabilidade: o que é, o que não é. Petrópolis, RJ: Vozes, 2012.

BOMBARDI, L. M. Geografia do uso de agrotóxicos no Brasil e conexões com a União Europeia. São Paulo: FFLCH ­ USP, 2017.

DANTAS, F. V. A. et al. Uma análise da situação do saneamento no Brasil. FACEF Pesquisa-Desenvolvimento e Gestão, Franca,SP, v.15, n.3,  p.272-284, Set./Dez. 2012.

DAPPER, S. N.; SPOHR, C.; ZANINI, R. R. Poluição do ar como fator de risco para a saúde: uma revisão sistemática no estado de São Paulo. Estudos Avançados, São Paulo, v. 30, n. 86, p. 83-97, 2016.

DIAMOND, J. M. Colapso: como as sociedades escolhem o fracasso ou o sucesso. Rio de Janeiro: Record, 2005.

JACOB, P. Educação ambiental, cidadania e sustentabilidade. Cadernos de Pesquisa, São Paulo, n. 118, p. 189-205, mar. 2003.

MARQUES, L. Capitalismo e colapso ambiental. Campinas: Unicamp, 2015.

MELLO, F.; TONI, A. Sustentabilidade do desenvolvimento no Brasil pós-Rio+20. 2013.

NASCIMENTO, E. P. Trajetória da sustentabilidade: do ambiental ao social, do social ao econômico. Estudos Avançados, São Paulo, v. 26, n. 74, p. 51-64, 2012.

RUSCHEINSKY, A. Sustentabilidade: uma paixão em movimento. Porto Alegre: Sulina, 2004.

SACHS, I. Desenvolvimento: includente, sustentável, sustentado. Rio de Janeiro: Garamond, 2008.

SCHAEFFER, R. et al. Energia e economia verde: cenários futuros e políticas públicas. Rio de Janeiro: FBDS, 2012.

VEIGA, J. E. Desenvolvimento sustentável: o desafio do século XXI. Rio de Janeiro: Garamond, 2008.

 

 

Documentos Necessários

- Preenchimento do Formulário de Inscrição on-line

- Currículo Lattes *

- Histórico e Diploma **, ou Declaração de Conclusão de Curso de Graduação no ano corrente (por exemplo: Certidão de Pressuposta Conclusão de Curso de Graduação) ***

- CPF e RG

- Foto 3x4

- Anteprojeto de Pesquisa: 3 (três) vias

 

* É necessário trazer uma cópia impressa do currículo cadastrado na Plataforma Lattes do CNPq, documentado e com cópia das produções bibliográficas.

** Só serão aceitos os diplomas de Graduação emitidos em outros países, desde que revalidados no Brasil, de acordo com a legislação vigente.

*** OBS.: Por ocasião da matrícula, o candidato selecionado deverá, obrigatoriamente, apresentar Histórico e Diploma, ou Certidão de Conclusão de Curso.

 

Forma de apresentação do Anteprojeto de Pesquisa:

O Anteprojeto de Pesquisa deverá obrigatoriamente vincular-se a uma das linhas de pesquisa: (1) Ciência, Sociedade, Políticas Públicas e Sustentabilidade; (2) Planejamento, Gestão e Indicadores de Sustentabilidade. Os itens para a elaboração do Anteprojeto de Pesquisa são: título; linha de pesquisa; resumo; introdução teórica e problematização; objetivos geral e específicos; importância e contribuições do estudo; método e procedimentos; resultados esperados; cronograma e referências bibliográficas. A introdução teórica e o problema devem referir-se a um dos temas que tenha articulação com uma das linhas de pesquisa e devem contemplar uma revisão da literatura, a partir de periódicos indexados QUALIS (disponível em QUALIS/CAPES) e livros qualificados.

 

Aspectos formais para a apresentação do Anteprojeto de Pesquisa:

O Anteprojeto deve ter, no máximo, 10 (dez) páginas, formato A4, com letra Arial 12 e com espaçamento entre linhas de 1,5. A forma das referências bibliográficas deve ser feita de acordo com as normas da ABNT.

 

Entrega da Documentação:

Os documentos devem ser entregues no período de 1º de outubro a 1º de novembro na Secretaria Acadêmica do Programa, de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h.

ATENÇÃO: em função das datas de realização do Vestibular 2019 da PUC-Campinas, não será possível a entrega de documentos na Secretaria Acadêmica do Programa no dia 19 de outubro, sexta-feira.

Também serão aceitos os documentos enviados via correio para o endereço indicado abaixo, desde que a postagem ocorra até o dia 31 de outubro.

Obs.: A inscrição será indeferida se as regras institucionais não forem cumpridas.

 

Procedimento para confirmação da inscrição:

A inscrição será validada apenas e tão somente por ocasião da entrega dos documentos comprobatórios na Secretaria Acadêmica do Programa, além do pagamento da taxa de inscrição. Após o preenchimento e envio do Formulário de Inscrição on-line no Portal da PUC-Campinas, será fornecida a opção de pagamento da taxa de inscrição por meio de boleto bancário ou cartão de crédito/débito.

 

Endereço:

PUC-Campinas – Campus I
Prédio Administrativo 02 - Centro de Economia e Administração
Rua Professor Doutor Euryclides de Jesus Zerbini, 1.516
Parque Rural Fazenda Santa Cândida – Campinas – SP
CEP 13087-571

- CAPES/MEC: Programa de Suporte à Pós-Graduação de Instituições Comunitárias de Educação Superior.

- FAPESP: mediante solicitação em conjunto com o docente orientador, e aprovação da agência externa de fomento; além do recebimento da bolsa oriunda da FAPESP, o aluno tem isenção das parcelas da mensalidade do curso durante a vigência da bolsa.

- PUC-Campinas/Reitoria: isenção de 50% no valor da mensalidade escolar.

Anualmente, a PUC-Campinas realiza o processo de seleção para ingresso de novos alunos regulares nos Programas de Pós-Graduação Stricto Sensu. Regularmente, as inscrições ocorrem em outubro e a seleção em novembro.

O Processo de Seleção contempla as seguintes etapas:


- Prova dissertativa de conhecimentos da área;
- Análise pontuada do curriculum vitae do candidato;
- Prova de suficiência em língua estrangeira;
- Análise pontuada do anteprojeto de pesquisa;
- Entrevista.

 

Número de vagas fixado anualmente, pela Reitoria, ouvida a Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação.

Para a conclusão (*) do Mestrado em Sustentabilidade, visando o título de Mestre, são necessários um total de 32 créditos, assim distribuídos:

 

1) 02 disciplinas obrigatórias de 03 créditos, perfazendo um total de 06 créditos;
2) 04 disciplinas eletivas de 03 créditos, perfazendo um total de 12 créditos;
3) 03 módulos de Seminários Avançados de Pesquisa, todos obrigatórios, perfazendo um total de 06 créditos;
4) Aprovação em Exame de Qualificação: até o final do terceiro semestre de curso de Mestrado, o aluno deverá submeter seu projeto de dissertação a um Exame de Qualificação;
5) Dissertação: 08 créditos.

 

(*) Para a obtenção do título de Mestre, além do cumprimento dos créditos elencados acima, o aluno deve cumprir integralmente as disposições constantes do Regulamento Geral dos Programas de Pós-Graduação Stricto Sensu.

 

As disciplinas obrigatórias são especificadas a seguir:

- Fundamentos da Sustentabilidade: Conceitos e Reflexões

- Metodologias de Pesquisa em Sustentabilidade

 

A duração mínima do Mestrado em Sustentabilidade é de 12 e a máxima de 24 meses.

Desse modo, a progressão do curso distribui-se da seguinte forma:


1º semestre 2º semestre 3º semestre 4º semestre
Obrigatória (1) Eletiva (1) Eletiva (3) Orientação
Obrigatória (2) Eletiva (2) Eletiva (4) -
SAP (1) SAP (2) SAP (3) -
Orientação Orientação Orientação -

 

LISTA CLASSIFICATÓRIA DE CANDIDATOS APROVADOS NO PROCESSO SELETIVO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU EM SUSTENTABILIDADE PARA 2019

CURSO DE MESTRADO EM SUSTENTABILIDADE

 

 

CANDIDATOS APROVADOS

 

1º Erika Novaes Souza

2º Sandra Nabak Purcino

3º Luiz Henrique Vieira da Silva

4º Jose Silvino de Morais

5º Fernando Eduardo Medeiros

6º Celso Fabrício Correia de Souza

7º Patrick Verfe Schneider

8º Laura Rocha da Veiga Clemente

9º Sofia Negri Braz

10º Renato Conte Rocha

11º Patricia Peres Rodrigues

12º Paulo Henrique Giungi Galvão

13º Ted Dal Coleto

14º Sandra Valéria Gilberti Prenstteter

 

 

CANDIDATOS EM LISTA DE ESPERA (EM ORDEM ALFABÉTICA)

 

Carla Monica Rotta Alves

Daniel Barrios Mendonça

Isabel Cristina Pinto Campos

Marcos Antonio Rosa Junior

Marjorie Helena Salim Rossignatti

 

 

ATENÇÃO

 

Os 14 primeiros candidatos aprovados estão sendo convocados às vagas disponíveis. A lista de espera apresenta os candidatos em ordem alfabética. A chamada dos candidatos desta lista ocorrerá de acordo com a disponibilidade de vagas dos orientadores.

 

Esta classificação não é válida para atribuição de Bolsas de Estudos das Agências de Fomento, pois haverá para este fim um processo seletivo específico, no início do ano letivo de 2019.

 

Os 14 candidatos aprovados deverão comparecer no dia 18 de dezembro de 2018, às 17h30, na sala 909 no Prédio H04, no Campus I, para uma reunião com o Coordenador do Programa, Prof. Dr. Samuel Carvalho de Benedicto.

 

Os candidatos não aprovados poderão retirar sua documentação na Secretaria do Programa no prazo de 2 meses, a contar a partir do dia 07 de dezembro de 2018; após essa data, os documentos serão incinerados.

Disciplinas

  • AVALIAÇÃO AMBIENTAL URBANA

    Semestre: 01

    Carga Horária: 135

    Ementa: Apresenta a infraestrutura urbana como parte de um sistema de dinâmica urbana, ligando o metabolismo urbano às pressões ambientais e a aspectos da qualidade ambiental em múltiplas escalas, espaciais, temporais e de inclusão, encorajando as oportunidades de aprendizagem, a flexibilidade, a construção de redes e a inovação. Contextualiza os efeitos de emissões antrópicas durante o uso dos ecossistemas urbanos e discute formas de acomodar as atividades humanas frente às limitações do meio urbano. Estuda formas de detectar, quantificar e mapear a influência de diversos estressores independentes e cumulativos sobre os sistemas natureza-sociedade, sob as perspectivas de curto e longo prazo.

  • DIREITO E PLANEJAMENTO URBANO

    Semestre: 01

    Carga Horária: 135

    Ementa: Aborda o planejamento urbano e promoção do direito à cidade; as formas de construção de cidades includentes; as políticas públicas de ordenação do espaço urbano; as políticas públicas de moradia; outras políticas de implantação de direitos sociais; a determinação do interesse público nos espaços urbanos; as contradições entre interesse público e interesse dos agentes do mercado imobiliário; a intervenção pública em espaços urbanos; os instrumentos normativos do Estatuto da Cidade.

  • DISSERTAÇÃO EM SUSTENTABILIDADE

    Semestre: 01

    Carga Horária: 360

    Ementa:

  • ESTÁGIO DOCÊNCIA NA GRADUAÇÃO (M)

    Semestre: 01

    Carga Horária: 30

    Ementa:

  • ESTRATÉGIAS PÚBLICAS E PRIVADAS DE DESENVOLVIMENTO LOCAL E METROPOLITANO

    Semestre: 01

    Carga Horária: 135

    Ementa: Aborda o debate sobre a institucionalização do conceito de sustentabilidade como desdobramento do padrão de desenvolvimento socioeconômico do século XX. Analisa a dinâmica de acumulação de capital no século XXI organizada pelas grandes empresas em redes mundiais de inovação, produção e comercialização de mercadorias. Aborda o debate sobre projetos estratégicos de desenvolvimento local e metropolitano, considerando o paradoxo da formação de regiões metropolitanas no Brasil com a promulgação da Constituição Federal de 1988, bem como a busca por um desenvolvimento sustentável. Estuda experiências públicas e privadas, locais e metropolitanas, de desenvolvimento sustentável na economia contemporânea, com ênfase para a Região Metropolitana de Campinas-SP, de forma crítica, reflexiva e propositiva.

  • ESTRUTURAS AMBIENTAIS URBANAS: PRESERVAÇÃO DO AMBIENTE CONSTRUÍDO PREEXISTENTE E GESTÃO PÚBLICA - OS NOVOS DESAFIOS CONTEMPORÂNEOS

    Semestre: 01

    Carga Horária: 135

    Ementa: Trata do arcabouço teórico-crítico no âmbito do campo disciplinar do restauro e seu rebatimento para a aplicação ao ambiente construído preexistente, discutindo as potencialidades e as ações estratégias políticos-administrativas para as cidades. Enfatiza a gestão do patrimônio construído preexistente quando se implantam novos projetos em seu entorno, de modo a minimizar os impasses enfrentados na relação velho-novo, no que tange às perdas sociais, históricas, documentais, materiais, formais e simbólicas, das estruturas ambientais apropriadas coletivamente.

  • ÉTICA, EDUCAÇÃO E GESTÃO DA SUSTENTABILIDADE

    Semestre: 01

    Carga Horária: 135

    Ementa: Discute, numa perspectiva interdisciplinar, aspectos relativos à ética no contexto da sustentabilidade e da responsabilidade social. Aborda os fundamentos teórico-metodológicos da educação ambiental em seu contexto histórico e contemporâneo. Discute a legislação brasileira e políticas públicas de educação ambiental. Trata da formação de professores e o lugar do educador ambiental no contexto de uma educação pós-moderna. Aborda teorias do planejamento e da gestão sustentável no contexto pedagógico, administrativo e estratégico.

  • FUNDAMENTOS DA SUSTENTABILIDADE: CONCEITOS E REFLEXÕES

    Semestre: 01

    Carga Horária: 135

    Ementa: Trata da sustentabilidade num contexto interdisciplinar. Resgata aspectos históricos relacionados ao movimento que expressa preocupação com a sustentabilidade nos âmbitos social, econômico e ambiental. Trata da agenda de desenvolvimento sustentável e sua relação com os interesses coletivos. Reflete sobre a relação entre desenvolvimento, cultura, ciência, tecnologia e processos produtivos.

  • INDICADORES DE DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL

    Semestre: 01

    Carga Horária: 135

    Ementa: Discute a evolução histórica dos indicadores de desenvolvimento: da visão unidimensional à visão multidimensional do desenvolvimento. Comenta os critérios que norteiam a definição de desenvolvimento sustentável. Apresenta indicadores de desenvolvimento sustentável. Revê noções de estatística: análise univariada e multivariada. Aborda o cálculo de indicadores de desenvolvimento sustentável com dados brasileiros. Aborda a interpretação e a avaliação de indicadores selecionados.

  • INFORMAÇÃO, TECNOLOGIA E SUSTENTABILIDADE

    Semestre: 01

    Carga Horária: 135

    Ementa: Aborda a informação enquanto recurso estratégico para o planejamento, coordenação, controle e tomada de decisão em uma ou mais organizações. Caracteriza os sistemas de informação, as necessidades informacionais, o fluxo e o uso da informação para o planejamento, inovação e gestão sustentáveis de processos, produtos e serviços. Enfatiza os sistemas de informação e as tecnologias da informação e comunicação – TICs para a geração e aquisição de informações, de conhecimentos e instituição da inteligência organizacional e competitiva nas organizações, como base para a construção de uma competitividade que possa ser caracterizada como sustentável no âmbito econômico, social e ambiental.

  • LÍNGUA ESPANHOLA - EXAME SUFICIÊNCIA (M-D)

    Semestre: 01

    Carga Horária: 45

    Ementa:

  • LÍNGUA FRANCESA - EXAME SUFICIÊNCIA (M-D)

    Semestre: 01

    Carga Horária: 45

    Ementa:

  • LÍNGUA INGLESA - EXAME SUFICIÊNCIA (M-D)

    Semestre: 01

    Carga Horária: 45

    Ementa:

  • LÍNGUA PORTUGUESA - EXAME SUFICIÊNCIA (M-D)

    Semestre: 01

    Carga Horária: 45

    Ementa:

  • METODOLOGIAS DE PESQUISA EM SUSTENTABILIDADE

    Semestre: 01

    Carga Horária: 135

    Ementa: Trata dos procedimentos teóricos metodológicos de uma pesquisa. Reflete sobre a evolução da ciência, o método científico e a ética no desenvolvimento da pesquisa. Trata de questões operacionais das técnicas de coleta de dados em trabalho de campo ressaltando o conjunto de técnicas quantitativas e qualitativas mais usadas nas pesquisas humanas, sociais e ambientais com foco na Sustentabilidade.

  • MODELOS MATEMÁTICOS APLICADOS PARA O ESTUDO DA SUSTENTABILIDADE

    Semestre: 01

    Carga Horária: 135

    Ementa: Estuda os indicadores de sustentabilidade. Estuda e desenvolve modelos matemáticos específicos para o tratamento dos indicadores de sustentabilidade. Aborda mediação tecnológica para a aplicação dos modelos. Aborda a aplicação de modelos já existentes ou desenvolvidos. Aborda a realização da validação de soluções obtidas.

  • NATUREZA, CULTURA E SOCIEDADE

    Semestre: 01

    Carga Horária: 135

    Ementa: Discute a constituição e o desenvolvimento dos sistemas de significado relativos à distinção entre natureza e cultura no pensamento ocidental. Exercita a reflexão sobre o conceito de meio ambiente como elemento da cultura e da natureza. Analisa os processos e interpretações contemporâneas sobre o meio ambiente e a sustentabilidade socioambiental para além do paradigma dualista entre natureza e cultura.

  • ORIENTAÇÃO DISSERTAÇÃO MESTRADO (M)

    Semestre: 01

    Carga Horária: 135

    Ementa:

  • PLANEJAMENTO AMBIENTAL DE ÁREAS URBANAS

    Semestre: 01

    Carga Horária: 135

    Ementa: Contextualiza os impactos ambientais decorrentes do processo de urbanização, fornece subsídio instrumental e metodológico para avaliação dos mesmos, discutindo os diferentes aspectos e abordagens relativos ao planejamento e gestão da infraestrutura urbana necessária à promoção da qualidade de vida das populações.

  • SEMINÁRIOS AVANÇADOS DE PESQUISA A - SUSTENTABILIDADE

    Semestre: 01

    Carga Horária: 90

    Ementa: Analisa e acompanha o desenvolvimento dos projetos de pesquisa dos discentes, relacionados diretamente às Linhas e Grupos de Pesquisa dos orientadores.

  • SEMINÁRIOS AVANÇADOS DE PESQUISA B - SUSTENTABILIDADE

    Semestre: 01

    Carga Horária: 90

    Ementa: Analisa e acompanha o desenvolvimento dos projetos de pesquisa dos discentes, relacionados diretamente às Linhas e Grupos de Pesquisa dos orientadores.

  • SEMINÁRIOS AVANÇADOS DE PESQUISA C - SUSTENTABILIDADE

    Semestre: 01

    Carga Horária: 90

    Ementa: Analisa e acompanha o desenvolvimento dos projetos de pesquisa dos discentes, relacionados diretamente às Linhas e Grupos de Pesquisa dos orientadores.

  • SUSTENTABILIDADE E LEGISLAÇÃO AMBIENTAL URBANA

    Semestre: 01

    Carga Horária: 135

    Ementa: Discute a conceituação do Desenvolvimento Sustentável e dos intrincados aspectos relacionados à Sustentabilidade do Meio Urbano. Avalia as legislações ambientais aplicáveis ao meio urbano nas esferas federal, estadual e municipal, com o intuito de adequá-las aos princípios da sustentabilidade. Propõe a reflexão sobre a sustentabilidade e a legislação no meio urbano, através de estudos de caso envolvendo a gestão integrada dos recursos hídricos, energia e resíduos.

  • VALORAÇÃO ECONÔMICA DOS RECURSOS AMBIENTAIS

    Semestre: 01

    Carga Horária: 135

    Ementa: Aborda a análise econômica do valor econômico ambiental. Discute os principais métodos de valoração econômica dos recursos ambientais e suas bases teóricas e metodológicas. Fornece elementos para a determinação de prioridades e a escolha do método mais apropriado de valoração de recursos ambientais, visando à tomada de decisão na gestão ambiental.

Desigualdades Socioeconômicas e Políticas Públicas

Estudo dos efeitos das transformações econômicas recentes e das políticas públicas no Brasil, a partir da evolução de indicadores de desenvolvimento sustentável investigando suas associações a fatores como: condições macroeconômicas; transformações na produção e trabalho; políticas públicas; e transformações das condições externas. Desde sua criação o grupo tem pesquisado as questões relacionadas à desigualdade e a pobreza no Brasil. As pesquisas mais recentes estão concentradas na componente social do desenvolvimento sustentável e na construção de indicadores sintéticos de desenvolvimento.

Link do Grupo de Pesquisa

Docentes

  • BRUNA ANGELA BRANCHI
  • CRISTIANE FELTRE
  • VINÍCIUS EDUARDO FERRARI

Direito e Realidade Social

CASALINO, V.G.; PAULANI, L. M. Constituição e independência do Banco Central. Rev. Direito e Práx., v.1, p.1-35, 2017. IFANGER, F.C. ARAUJO; POGGETTO, J. P. G. D. As finalidades ocultas do sistema penal. RBCCRIM, v. 24, p. 259, 2016. LAURENTIIS, L. C. Nos labirintos de uma arqueologia: análise crítica da configuração brasileira do processo de impeachment. Rev. Direitos Fund. Democ., v. 21, p. 28-44, 2016. MASTRODI, J.; ALVES, E. S. A segurança jurídica da posse como pressuposto do direito à moradia. Rev. Dir. da Cidade, v. 9, p. 27-49, 2017. MENDONÇA, S. Pareceres para editais da CAPES, da área de Direito, como o FCT, ANA DPB, Doutorado Pleno no Exterior e Estágio Sênior no Exterior. PANUTTO, Peter. A plena deliberação interna do Supremo Tribunal Federal para a efetiva criação e respeito dos precedentes judiciais vinculantes estabelecidos pelo novo Código de Processo Civil. Revista Direitos e Garantias Fundamentais, v. 18, n. 2, p. 205-226, mai./ago. 2017.

Link do Grupo de Pesquisa

Docentes

  • FERNANDA CAROLINA DE ARAUJO IFANGER
  • JOSUE MASTRODI NETO
  • LUCAS CATIB DE LAURENTIIS
  • PETER PANUTTO
  • SAMUEL MENDONÇA
  • VINÍCIUS GOMES CASALINO

Educação, Pobreza e Políticas de Inclusão

O grupo desenvolve pesquisas que visam compreender formas de enfrentamento da pobreza relacionadas com a educação formal a partir de políticas públicas de inclusão social. Duas políticas públicas do governo federal relacionadas com a educação têm sido objeto de investigação dos pesquisadores do grupo, a saber, o Programa Bolsa Família e o Programa Universidade para Todos (Prouni). As pesquisas realizadas utilizam-se de variadas técnicas, tais como entrevistas, questionários, análise de informações em base de dados disponibilizadas (tais como a do Exame Nacional de Desempenho de Estudantes - Enade, Cadastro Único para Programas Sociais - CadÚnico) entre outras. Os pesquisadores são vinculados ao Observatório de Políticas Sociais de Inclusão no Brasil, rede de investigação que reúne professores e pesquisadores do Programa de Pós-Graduação em Educação da PUC-Campinas e do Núcleo de Políticas Públicas (Nepp) da Unicamp.As pesquisas do grupo são financiadas pela FAPESP.

Link do Grupo de Pesquisa

Docentes

  • ANDRE PIRES

Gestão de Operações e Serviços

O objetivo deste grupo de pesquisa é compreender como a gestão de operações e serviços, em todas as suas especialidades (produção, logística, qualidade) se articula com a estratégia empresarial e se apóiam nos sistemas de informações para tornar competitivas as organizações que atuam num ambiente cada vez mais dinâmico e adverso. Há um particular interesse do grupo em pesquisar as implicações que uma opção estratégica traz para a gestão de operações e serviços para sistemas altamente complexos, bem como a própria gestão de operações e serviços pode, por sua vez, servir de elemento de criação de valor e, por conseqüência, alavancar uma alternativa estratégica.

Link do Grupo de Pesquisa

Docentes

  • JOSE ANTONIO CARNEVALLI
  • MARCOS RICARDO ROSA GEORGES

Gestão Estratégica e Sustentabilidade

OBJETIVOS No escopo do estudo do Grupo destaca-se uma abordagem centrada no debate sobre Estratégias em Organizações. A preocupação em aprofundar os estudos sobre o assunto determina que ele seja o tema aglutinador dos projetos de pesquisa de seus membros. O tema Estratégias das Organizações objetiva promover estudos que contribuam para o aprofundamento da discussão sobre estratégias empregadas nas organizações, bem como a formação requerida para o administrador frente à organização. REPERCUSSÕES: O grupo acredita que possa contribuir com resultados relevantes para a área. Espera-se: - Desenvolver ou adequar modelos aplicados às organizações; - Desenvolver ações que visam uma maior coesão entre as ações operacionais desdobradas das diretrizes estratégicas; - Desenvolver estudos que possibilitem a discussão e a proposição de formas mais eficientes e eficazes de se trabalhar as estratégias no interior das organizações.

Link do Grupo de Pesquisa

Docentes

  • CIBELE ROBERTA SUGAHARA
  • JOSE EDUARDO R DE SOUSA
  • SAMUEL CARVALHO DE BENEDICTO

Informação para Gestão e Inovação

O grupo se caracteriza por uma formação interdisciplinar, com a inclusão de professores pesquisadores de diferentes centros: Centro de Economia e Administração (CEA) e Centro de Ciências Exatas Ambientais e de Tecnologias (CEATEC). Essa composição permite contemplar um campo de estudo deveras importante para a área da Administração, em uma interface cada vez mais presente na discussão sobre a geração e uso da informação e sobre os recursos tecnológicos de informação e comunicação aplicáveis no processo decisório das organizações na busca de melhorias para a gestão e para a inovação de processos, produtos e serviços. Como resultado verifica-se o desenvolvimento de estudos que discutem a informação como base para a aquisição de conhecimentos para análise, formulação e execução de estratégias nas organizações. Estudos sobre a informação, sobre o conhecimento e sobre as tecnologias de informação e comunicação para a fundamentação do planejamento, gestão e decisão nas organizações.

Link do Grupo de Pesquisa

Docentes

  • CELESTE AIDA S CORREA JANNUZZI
  • ORANDI MINA FALSARELLA

Modelagem Matemática

As diferentes abordagens e enfoques utilizados pelos pesquisadores do grupo tem resultado em: apresentação de trabalhos em Congressos na área de Educação Matemática, Modelagem Matemática, Matemática Aplicada, Climatologia; Meteorologia; Engenharia Ambiental; História das Ciências, Física Básica e Experimental e ciências afins; publicação de artigos científicos em revistas e periódicos; envolvimento com a comunidade científica externa. Além disso, orientações e trabalhos de Iniciação Científica vem sendo anualmente desenvolvidos e apresentados em eventos científicos. Consideramos os resultados do grupo relevantes para os desenvolvimentos pedagógicos de diversas disciplinas pertencentes às grades curriculares de vários cursos de graduação. Destacamos os casos das disciplinas de Modelagem Matemática, na Faculdade de Matemática, além das disciplinas de Fundamentos de Estatística e Estatística Aplicada às Engenharias, nas Faculdades de Engenharia Civil, Ambiental, Computação e Elétrica.

Link do Grupo de Pesquisa

Docentes

  • DENISE HELENA LOMBARDO FERREIRA

Requalificação Urbana

Em 2017 o Prof. Manoel da Silva Lemes. com a criação de um novo Grupo de Pesquisa, deixou este grupo de pesquisa. Os demais 3 professores participaram em 2017 dos debates do XII Colóquio Quapá-SEL sobre os 'Rumos da Rede de Pesquisa Quapá-SEL: Consolidações e Proposições' onde se decidiu pela apresentação de um novo Projeto Temático em 2018, tendo em vista o encerramento em 2017 do Projeto Temático FAPESP "Os sistemas de espaços livres na constituição da forma urbana contemporânea no Brasil: produção e apropriação - QUAPÁ-SEL II, em parceria com o Laboratório QUAPÁ FAUUSP. A produção científica 2017 do Grupo de Pesquisa constou de 4 artigos completos em periódicos qualificados, 1 organização de Livro, 2 capítulos de livros publicados e 7 trabalhos em anais de eventos da área de AU e D.Em 2017 foram concluídas 7 orientações de IC, foram defendidas 2 dissertações de Mestrado e 2 teses de doutorados orientadas pelos professores do Grupo de Pesquisa.

Link do Grupo de Pesquisa

Docentes

  • DENIO MUNIA BENFATTI
  • JOSE ROBERTO MERLIN
  • WILSON RIBEIRO SANTOS JUNIOR

Sustentabilidade Ambiental das Cidades

1) Participação nos Programas de Pós Graduação: Sistemas de Infraestrutura Urbana, Engenharia Elétrica e Sustentabilidade. 2) Relacionamento com o Grupo de Pesquisa Eficiência Energética da PUC-Campinas. 2) Conclusão do Projeto FINEP/CEATEC-HIDRO. 3) Prof. Dra. Regina Márcia Longo: Estagio pós doutoral pela Universidade da Califórnia-Riverside (2015-2016). 4) Prof. Dra. Sueli do Carmo Bettine: Pró Reitora de Pesquisa da Universidade (2014-2017). 5) Prof. Dr. Antonio Carlos Demanboro: Coordenador de Geral de Pesquisa e Coordenador do Núcleo de Inovação Tecnológica da Universidade (2016-2017). 6) Orientações de Mestrado e de Iniciação Científica. 7) Participações em Bancas de Defesa de Mestrados e Doutorados.

Link do Grupo de Pesquisa

Docentes

  • ANTONIO CARLOS DEMANBORO
  • MARA LÚCIA MARQUES
  • REGINA MARCIA LONGO
  • RODRIGO CUSTODIO URBAN
  • SUELI DO CARMO BETTINE

Ciência, Sociedade, Políticas Públicas e Sustentabilidade

Tem como foco a geração de conhecimentos conceituais e teóricos, sobre o tema Sustentabilidade, com ênfase na sua interdisciplinaridade; discute as formas de utilização dos recursos e serviços no contexto do processo de desenvolvimento socioeconômico presente na sociedade; analisa a relação da sociedade com as questões do desenvolvimento sustentável na formulação de políticas públicas e produz diagnósticos sobre problemas referentes ao desenvolvimento sustentável, a partir da integração entre a visão social, ecológica, ambiental e econômica dos problemas atuais.

Planejamento, Gestão e Indicadores de Sustentabilidade

Aborda questões referentes ao planejamento de ações sustentáveis, a elaboração de estratégias de implantação de projetos e programas envolvendo gestão socioeconômica e ambiental, bem como ao estudo e desenvolvimento de técnicas, métodos e indicadores de monitoramento e avaliação destas ações.

Data de defesaTítuloAutorOrientadorTipo de documento
  • Programa de Pós-Graduação em Sustentabilidade
    Programa de Pós-Graduação em Sustentabilidade - Mestrado
  • Coordenador
    SAMUEL CARVALHO DE BENEDICTO
  • Área de Concentração
    Sustentabilidade
  • Local Campus I
  • Avaliação CAPES Visitar Página Oficial

Manifestação de Interesse

  • SECRETARIA DO CENTRO

Informações

Telefone (19) 3343-7461

 

Email

ppgs.cea@puc-campinas.edu.br