Acessibilidade  
Central de Atendimento ao Aluno Relacionamento Área do aluno
Vestibular 2022

Mestre em Sustentabilidade pela PUC-Campinas lança livro sobre futuro laboral da pessoa com deficiência

Obra, que resulta da sua dissertação de mestrado, investiga alinhamento entre mundo do trabalho para PCDs e os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável. Ex-aluno faz doação de dez exemplares à Universidade

O ex-aluno do Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Sustentabilidade da PUC-Campinas, Patrick Schneider, retornou à Universidade nesta quarta-feira (27) para a doação de exemplares do livro Futuro do Trabalho da Pessoa com Deficiência: a lei de cotas à agenda 2030, de autoria própria, originado de sua dissertação de mestrado.

Recebido pelo Prof. Dr. Samuel Carvalho de Benedicto, coordenador da Pós-Graduação, Patrick é o primeiro Mestre em Sustentabilidade da PUC-Campinas a publicar um livro. Em sua obra, o ex-aluno traça um paralelo entre o mundo do trabalho para a pessoa com deficiência e os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS), propostos pela Agenda 2030 da Organização das Nações Unidas (ONU).

Um dos objetivos da Agenda 2030, tendo em vista o desenvolvimento sustentável, é promover ‘trabalho decente’ a todos os cidadãos em idade ativa, independentemente de gênero, condição econômica ou deficiência. Uma das metas é alcançar, até 2030, “emprego pleno e produtivo, trabalho decente e remuneração igual para trabalho de mesmo valor a todos, incluindo pessoas com deficiência”.

No Brasil, 23,9% da população declarou ser portadora de algum tipo de deficiência, segundo o último Censo Demográfico do IBGE, em 2010. Para Schneider, cerca de 45 milhões de pessoas seguem sendo percebidas como limitadas. “Infelizmente é assim que a PCD ainda é vista pela sociedade de modo geral. Para alcançar a meta da ONU, precisamos entender que a inclusão desses trabalhadores não é favor ou compensação, mas uma necessidade, uma urgência em que todas as partes ganham”, avalia.

A imersão no tema originou o livro, lançado em julho deste ano, que faz uma retrospectiva das batalhas da pessoa com deficiência na sociedade; sua entrada e desenvolvimento no mercado de trabalho; os efeitos da Lei 8.213 que destacou o Brasil mundo afora etc. A obra também reúne entrevistas de diferentes atores desse ecossistema, como fiscais do trabalho, consultores de RH, gestores e PCDs, para delinear visões, desafios e necessidades para avançar na criação de um ambiente laboral mais inclusivo.

“A oportunidade de discutir temas relevantes para a sociedade brasileira em uma Pós-Graduação Stricto Sensu dedicada à sustentabilidade foi um privilégio. Sou muito grato ao Centro de Economia e Administração da PUC-Campinas. O apoio de minha orientadora e de todos os professores do Programa foram um importante combustível para a produção de minha dissertação, base do livro”, destaca Schneider.

O livro Futuro do Trabalho da Pessoa com Deficiência: a lei de cotas à agenda 2030 já está à venda pelo site da Editora Letramento – https://www.editoraletramento.com.br –, por R$ 69,90, e, em breve, estará disponível na versão digital.



Vinícius Purgato
27 de outubro de 2021