Acessibilidade  
Central de Atendimento ao Aluno Área do aluno
Vestibular de Inverno

Apresentação


No mundo de hoje, a inovação ocupa um papel central nas organizações. Novos produtos e novas formas de fazer as coisas são cada vez mais importantes para empresas, governos e organizações não governamentais. Assim também é para a nossa Universidade. Inovar é a melhor forma de cumprir a nossa missão de educar e contribuir para a construção de um mundo mais justo e solidário.

O Processo SER tem como objetivo criar um ambiente participativo em que todos possam participar do processo inovativo, trocando ideias, propondo soluções e implementando ações para melhorar o resultado do nosso trabalho e o ambiente em que nós trabalhamos.

O que é inovação?

Inovação é a implementação de mudanças que produzam uma melhora nos produtos e processos na Universidade. Pode ser um novo produto ou melhoria nos produtos já existentes. Pode ser, também, a implantação de uma melhoria na forma de fazer as coisas, para que que elas sejam feitas com maior rapidez e qualidade.

Uma caraterística da inovação é que ela tem que ser implementada. Não pode ser só uma ideia ou sugestão.

Quem pode participar?

Todos os colaboradores da PUC-Campinas podem participar do Processo SER. Mas a participação é voluntária. Só participa quem quiser.

Como participar?

O primeiro passo é criar uma Equipe de Inovação. Converse com seus colegas. As equipes devem ter um número mínimo de três colaboradores. Podem ser formadas por pessoas da mesma área, por colaboradores que fazem tarefas semelhantes em outras áreas, por pessoas que se interessam por resolver algum problema específico ou por pessoas que gostam de trabalhar juntos. Não importa. Sinta-se à vontade para escolher a sua equipe. Você pode também participar de várias equipes ao mesmo tempo. O que importa é o desejo de fazer as coisas de uma maneira mais eficaz, de resolver problemas e de criar um ambiente melhor para trabalharmos.

Como fazer um projeto?

O ponto de partida de um projeto é a identificação de um problema. Algo que vocês consideram que precisa mudar, que pode ser feito de uma forma diferente ou até mesmo algo que, na sua opinião, deve deixar de ser feito porque não é necessário.

Agora que foi identificado o problema, mãos à obra. Como podemos resolvê-lo? Vamos indicar quais as mudanças devem ser feitas para resolver o problema. Lembre-se de conversar com as pessoas envolvidas. Procure saber porque as coisas estão sendo feitas desse jeito. E principalmente, o que pode acontecer se as coisas forem feitas do jeito que a equipe está propondo. Precisamos conversar e refletir sobre o que fazemos e sobre por que fazemos.

Encontrada uma solução para o problema, vamos coloca-la neste formulário e encaminhar para o do Processo SER, através da conta de e-mail processoser@puc-campinas.edu.br.

Uma cópia também deve ser encaminhada para o gestor da área envolvida na implementação da inovação, que será o Padrinho/Madrinha da Inovação para este projeto. Caso o projeto envolva mais de uma área o projeto poderá ter mais de um Padrinho/Madrinha. Na dúvida sobre para qual gestor encaminhar o projeto, consulte o do Processo SER, neste telefone 3343-7047.

Se você não possuir acesso ao computador, seu gestor imediato (supervisor, coordenador, líder ou encarregado) poderá preencher o formulário, e depois, encaminhar par a conta de e-mail indicada acima.

Não se esqueça de informar o nome da equipe e quem será o coordenador!

Qual o papel do Padrinho/Madrinha da Inovação?

O Padrinho/ a Madrinha da Inovação é o gestor responsável pela área em que a inovação vai acontecer. E, sem dúvida, para que a inovação seja realmente implantada ele precisa entender o que está acontecendo, o que está sendo proposto e qual o resultado esperado daquela inovação.

Por isto, a equipe precisa marcar uma reunião com o Padrinho/ a Madrinha, apresentar o projeto e discutir a melhor maneira de implementar. Caso a equipe precise, o do Processo SER pode ajudar na preparação da reunião.

Se a equipe for muito grande ou não for possível o comparecimento de todos, o Coordenador da equipe ou alguns de seus membros podem representar a equipe na reunião com o Padrinho/ a Madrinha.

Como será calculada a pontuação?

Você deve ter percebido que no Plano de Ação a equipe tem que apresentar uma “Expectativa de Pontos do Projeto”. Os pontos têm relação com os benefícios que a inovação pode trazer. Pode ser uma redução nos custos, uma maior rapidez na execução dos trabalhos, melhora na qualidade e na velocidade da prestação dos serviços, melhorias no ambiente de trabalho e até mesmo formas de aumentar receitas e eliminar desperdícios na Universidade.

Alguns critérios para a pontuação dos projetos podem ser obtidas nesta tabela.

Quando os pontos serão validados?

Os pontos serão validados quando a inovação for, de fato, implementada. A equipe deverá informar o do Processo SER quando isto acontecer. O Comitê vai confirmar a implementação e os pontos serão atribuídos a equipe. A pontuação de todas as equipes, bem como o estágio de cada projeto e plano de ação estarão disponíveis na página do Processo SER na intranet e poderão ser consultadas em qualquer momento.

Quem ganha?

Todos ganham! Fazer as coisas bem feitas é bom para todo mundo. Mas um dos objetivos do Processo SER é reconhecer aqueles que dedicam seu tempo e seu esforço para construir uma Universidade melhor. Por isto, as equipes que contribuíram e que mais pontuaram em cada trimestre serão homenageadas. E no final do ano, as equipes vencedoras receberão prêmios especiais.

E não vamos nos esquecer, os padrinhos/madrinhas com maior número de inovações implantadas também receberão nossa homenagem.

Premiação

Ao longo do processo, os funcionários participantes receberão premiações relativas ao desempenho de suas equipes. E no final do ano as três equipes com maior pontuação nos projetos de inovação implementados receberão prêmios especiais:

  • 1º Colocada: R$10.000,00 (dez mil reais)
  • 2º Colocada: R$5.000,00 (cinco mil reais)
  • 3º Colocada: R$2.000,00 (dois mil reais)
  • Prof. Me. Antônio Carlos de Azevedo Lobão
  • Prof. Me. Celso Pedroso de Campos Filho
  • Beatriz Maziero Oliveira (Divisão de Recursos Humanos)
  • Luciana Santos de Toledo Lopes (Divisão de Infraestrutura e Espaço Físico)
  • Luiz Cláudio Iani (Departamento Almoxarifado, Recebimento e Expedição de Materiais)
  • Maria Cristina Pinheiro Zullo (Praça de Alimentação e Serviços)