Objetivos

O Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Ciências da Saúde tem como objetivo primordial qualificar seus alunos para a pesquisa e a docência em abordagem interdisciplinar na Área da Saúde.

 

Os objetivos definidos para o mestrado acadêmico são:

a) Capacitar docentes e pesquisadores com visão ampla, reflexiva e crítica, numa perspectiva interdisciplinar, biopsicossocial e humanista do processo saúde-doença.
b) Capacitar docentes para atuar na intersecção de varias áreas de conhecimento no ensino superior.
c) Qualificar docentes e pesquisadores para a aplicação inovadora do conhecimento produzido na área.
d) Qualificar para a elaboração de projetos de pesquisa relevantes.
e) Conscientizar para a difusão do conhecimento científico no País, junto ao meio acadêmico, a outros níveis de ensino e à população.
f) Formar um mestre capaz de trabalhar em equipe interdisciplinar e que esteja apto a formar estudantes de graduação com esta visão de trabalho em equipe, sabendo utilizar o método científico.
g) Formar um mestre com capacidade para integração com a graduação e para o envolvimento de alunos na iniciação científica.
h) Capacitar os egressos dos cursos de graduação da nossa Universidade como também da região Metropolitana de Campinas e de outras regiões do país.
i) Propiciar, sobre bases consistentes, a expansão da Pós-Graduação Interdisciplinar em Ciências da Saúde, visando à futura constituição de um Curso de Doutorado em Ciências da Saúde na PUC-Campinas.

 

Os objetivos específicos são:
a) Estimular o desenvolvimento científico e social da área da saúde da criança e do adolescente e agravos e doenças crônicas.
b) Capacitar profissionais de saúde que atuam na área da Saúde, em nível local e regional, visando o desempenho competente na pesquisa e na capacitação de recursos humanos.
c) Formar um mestre com integração de conhecimento e experiências interdisciplinares que superem as perspectivas das áreas particulares dos docentes do programa.
d) Estimular e desenvolver a capacidade científica dos graduandos da área da saúde da PUC-Campinas, através da integração graduação/pós-graduação, criando e desenvolvendo a cultura do aprendizado ativo e da produção/divulgação do conhecimento, estimulando-os a serem mais críticos, reflexivos e aptos a resolver problemas técnico-científicos e capazes de exercer em plenitude a sua cidadania.
e) Ampliar o espectro de relações, intra e interinstitucionais, possibilitando, através de um processo crítico, o melhor uso do potencial instalado e contribuir com o conhecimento e a produção científica voltada aos problemas de saúde regionais.
f) Despertar no pós-graduando o interesse pela pesquisa, ao ponto que ele possa incluí-la naturalmente em seu cotidiano profissional, para um processo de aquisição constante de conhecimento.
g) Melhorar o desempenho científico-tecnológico do pessoal docente do Centro de Ciências da Vida da PUC-Campinas e das demais instituições locais, regionais e nacionais que atuem nesta área, objetivando a sua inserção no processo de produção do saber e formação de recursos humanos, em áreas definidas como prioritárias pela Instituição.

h) Tornar a prática da pesquisa e formação de recursos humanos um componente essencial e presente nas atividades da Universidade.
i) Tornar a PUC-Campinas um centro irradiador para a comunidade externa dos avanços que se verificam na área da saúde.

Histórico

O Mestrado Acadêmico em Ciências da Saúde – Medicina II foi recomendado pelo Conselho Técnico Científico de Educação Superior - CTC/ES da CAPES/MEC, em 22 de dezembro de 2014.

Público Alvo

Graduados da área da saúde e de áreas afins.

Processo Seletivo

Período de Inscrições: 1º a 31 de outubro de 2016

documentos necessários - clique aqui

 

O Processo de Seleção é composto das seguintes fases:
- 1ª fase eliminatória: prova de conhecimentos específicos da área e exame de suficiência em língua estrangeira; e exame de suficiência em língua portuguesa para candidatos estrangeiros;
- 2ª fase eliminatória: entrevista;
- 3ª fase classificatória: média geral obtida a partir das notas parciais da prova de conhecimentos, do anteprojeto, do currículo e da entrevista.

 

Calendário do Processo Seletivo:

 

Prova escrita de conhecimentos específicos e Exame de suficiência em língua estrangeira (inglês)
22/11/2016 (das 9h às 12h)

Local: Sala A35

 

Exame de suficiência em língua portuguesa (para candidatos estrangeiros)

22/11/2016 (das 13h às 14h)
Local: Sala A35

 

Divulgação dos resultados da 1ª fase (eliminatória)
25/11/2016

 

Entrevistas
29/11/2016 (das 9h às 12h)

Local: Auditórios I e II (Prédio Administrativo)

 

Publicação dos resultados classificatórios
05/12/2016

 

Todo o processo de seleção será realizado no endereço abaixo:

PUC-CAMPINAS - Prédio Administrativo - Centro de Ciências da Vida (CAMPUS II)

Av. John Boyd Dunlop, s/nº
Jd. Ipaussurama – Campinas – SP

 

Bibliografia recomendada:

 

BARATA RB. Condições de vida e situação de saúde. Rio de Janeiro: Ed. Abrasco, 1997.

BARDIN L. Análise de conteúdo. Lisboa, Edições 70, 2004.

BARROS NF. Pesquisa qualitativa em Saúde: Múltiplos Olhares. Campinas, Unicamp, 2007.

BERNARDES MEM, JOVANOVIC ML. A produção de relatórios de pesquisa. Jundiaí, Fontoura, 2005.

BREILH J. Informe alternativo sobre la Salud en América Latina. Ecuador, Centro de Estudos y Asesoria en Salud, 2005.

CAMPANA ÁO. Investigação científica na área médica. Barueri, Manole, 2001.

GARDNER MJ, ALTMAN DG. Statistics with Confidence. London: BMJ, 2nd edition, 2000.

KAC G, SICHIERI R, GIGANTE DP, organizadores. Epidemiologia nutricional.  Rio de Janeiro: Editora Fiocruz/Editora Atheneu; 2007.

MACHIN D, CAMPBELL MJ, WALTERS SJ. Medical statistics. A Textbook for the health sciences. England. John Wiley & Sons, Inc; 4ª ed, 2007.

MARCONI MA, LAKATOS EM. Técnicas de Pesquisa. São Paulo, Atlas, 2007.

MINAYO MCS, DESLANDES SF. Caminhos do Pensamento: Epistemologia e método. Rio de Janeiro, Ed. Fiocruz, 2002.

PALMA D, ESCRIVÃO MAMS, Oliveira FLC. Guia de nutrição clínica na infância e na adolescência. Barueri, SP: Manole, 2009. xx, 661 p. (Guias de medicina ambulatorial e hospitalar da UNIFESP-EPM).

PEREIRA JCR. Análise de dados qualitativos: estratégias metodológicas para as Ciências da Saúde, Humanas e Sociais. São Paulo, Edusp, 1999.

Revista Ética em Pesquisa - acessível através do site do Ministério da Saúde - CONEP.

SILVA GL,  TADDEI, JA, TOLONI MHA,  LANG RMF. Nutrição em saúde pública. Editora: RUBIO, 2011.

VIEIRA S, HOSSNE WS. Metodologia científica para a área da Saúde. Rio de Janeiro, Ed. Campus, 2001.

VIEIRA S. Bioestatística: Tópicos Avançados. Elsevier, 2010.

World Health Organization Teaching health statistics: Lesson and seminar outlines. Geneva.

 

 

Documentos Necessários

- Preenchimento do Formulário de Inscrição on-line
- Curriculum Lattes *
- Histórico e Diploma **, ou Declaração de Conclusão de Curso de Graduação no ano corrente (por exemplo: Certidão de Pressuposta Conclusão de Curso de Graduação) ***
- CPF e RG

- Foto 3x4
- Anteprojeto de Pesquisa: 3 vias
 

* É necessário trazer uma cópia impressa do currículo cadastrado na Plataforma Lattes do CNPq, documentado e com cópia das produções bibliográficas.

** Só serão aceitos os diplomas de graduação emitidos em outros países, desde que revalidados no Brasil, de acordo com a legislação vigente.

*** OBS.: por ocasião da matrícula, o candidato selecionado deverá, obrigatoriamente, apresentar Histórico e Diploma, ou Certidão de Conclusão de Curso.

 

Forma de apresentação do Anteprojeto de Pesquisa:

O Anteprojeto de Pesquisa deverá obrigatoriamente vincular-se a uma das linhas de pesquisa: (1) Saúde da criança e do adolescente; (2) Abordagem das doenças e agravos crônicos à saúde. Os itens para a elaboração do Anteprojeto de Pesquisa são: título; linha de pesquisa; resumo; introdução teórica e problematização; objetivos geral e específicos; método e procedimentos; resultados esperados; cronograma e referências bibliográficas. A introdução teórica e o problema devem referir-se a um dos temas que tenha articulação com uma das linhas de pesquisa e devem contemplar uma revisão da literatura, a partir de periódicos indexados QUALIS e livros qualificados.

 

Aspectos formais para a apresentação do Anteprojeto de Pesquisa:

O Anteprojeto deve ter no máximo 9 páginas, formato A4, com letra Arial 12 e com espaçamento entre linhas de 1,5.  A forma das referências bibliográficas deve ser feita de acordo com as normas da ABNT.

 

Entrega da Documentação:

Os documentos devem ser entregues no período de 1º de outubro a 1º de novembro na Secretaria do Centro de Ciências da Vida - CCV, de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h (ATENÇÃO: em função das datas de realização do Vestibular 2017 da PUC-Campinas, não será possível a entrega de documentos na Secretaria do Centro de Ciências da Vida - CCV no dia 21 de outubro, sexta-feira). Também serão aceitos os documentos enviados via correio para o endereço indicado abaixo, desde que a postagem ocorra até o dia 31 de outubro. Obs: a inscrição será indeferida se as regras institucionais não forem cumpridas.

 

Procedimento para confirmação da inscrição:

A inscrição será validada apenas e tão somente por ocasião da entrega dos documentos comprobatórios na Secretaria do Centro de Ciências da Vida, além do pagamento da taxa de inscrição. Após o preenchimento e envio do Formulário de Inscrição on-line no portal da PUC-Campinas, será fornecida a opção de pagamento da taxa de inscrição por meio de boleto bancário ou cartão de crédito.

 

Endereço:
PUC-Campinas
Prédio Administrativo - Secretaria do Centro de Ciências da Vida – Campus II
Av. John Boyd Dunlop, s/nº
Jd. Ipaussurama – Campinas – SP
CEP 13060-904
Telefone: (19) 3343-6800

- CAPES/MEC: Programa de Suporte à Pós-Graduação de Instituições de Ensino Particulares.

PUC-Campinas/Reitoria: isenção de 50% no valor da mensalidade escolar.

Anualmente, a PUC-Campinas realiza o processo de seleção para ingresso de novos alunos regulares nos Programas de Pós-Graduação Stricto Sensu. Regularmente, as inscrições ocorrem em outubro e a seleção em novembro.

 

O Processo de Seleção contempla as seguintes etapas:


- Prova dissertativa de conhecimentos da área;
- Análise pontuada do curriculum vitae do candidato;
- Prova de suficiência em língua estrangeira;
- Análise pontuada do anteprojeto de pesquisa;
- Entrevista.

 

Número de vagas fixado anualmente, pela Reitoria, ouvida a Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação.

Para a conclusão (*) do Mestrado em Ciências da Saúde, visando o título de Mestre, são necessários um total de 32 créditos, assim distribuídos:

 

1) 02 disciplinas obrigatórias de 03 créditos, perfazendo um total de 06 créditos;
2) 04 disciplinas eletivas de 03 créditos, perfazendo um total de 12 créditos;
3) 03 módulos de Seminários Avançados de Pesquisa, todos obrigatórios, perfazendo um total de 06 créditos;
4) Aprovação em Exame de Qualificação: até o final do terceiro semestre de curso de Mestrado, o aluno deverá submeter seu projeto de dissertação a um Exame de Qualificação.
5) Dissertação: 08 créditos.

 

(*) Para a obtenção do título de Mestre, além do cumprimento dos créditos elencados acima, o aluno deve cumprir integralmente as disposições constantes do Regulamento Geral dos Programas de Pós-Graduação Stricto Sensu.

 

A duração mínima do Mestrado em Ciências da Saúde é de 12 e a máxima de 24 meses.

Desse modo, a progressão do curso distribui-se da seguinte forma:


1º semestre 2º semestre 3º semestre 4º semestre
Obrigatória (1) Eletiva (1) Eletiva (3) Orientação
Obrigatória (2) Eletiva (2) Eletiva (4) -
SAP (1) SAP (2) SAP (3) -
Orientação Orientação Orientação -

 

LISTA CLASSIFICATÓRIA DE CANDIDATOS APROVADOS NO PROCESSO SELETIVO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU EM CIÊNCIAS DA SAÚDE 2017

CURSO DE MESTRADO EM CIÊNCIAS DA SAÚDE

 

 

 

CANDIDATOS APROVADOS

 

1º Elaine Cristina Faria Abrahão Machado

2º Marcel Alex Soares dos Santos

3º Larissa Marcelino

4º Laiz Saragiotto

5º Rosemeire Aparecida Simone Dejavitte

6º Carolina Del Negro Visintin

7º Sueli Mara Marussi Venturini

8º Serge Kalongo Tshiswaka

9º Veridiana Monteiro Ramos Piva

10º Ataliba Bortotto Junior

11º Pedro Solfa Campos Oliveira

12º Marcelo Jacques Segal

13º Leticia Avansini

 

 

CANDIDATOS EM LISTA DE ESPERA (EM ORDEM ALFABÉTICA)

 

Andressa Camila Marucci de Sousa

Caio Ribeiro Esper

Caroline de Moraes Triervailer

Fernanda  Aparecida Sousa P. da Silva

Kelly Cristina de Lima Barbosa

Marcus Traue

Melissa Soares Fontes

 

 

ATENÇÃO

 

Os 13 primeiros candidatos aprovados estão sendo convocados às vagas disponíveis. A lista de espera apresenta os candidatos em ordem alfabética. A chamada dos candidatos desta lista ocorrerá de acordo com a disponibilidade de vagas dos orientadores.

 

Esta classificação não é válida para atribuição de Bolsas de Estudos de Agências de Fomento, pois haverá para este fim um processo seletivo específico no início do ano letivo de 2017.

 

Os 13 primeiros candidatos aprovados deverão comparecer no dia 14 de dezembro de 2016, às 10h, no Auditório 2 – Prédio Administrativo, no Campus II, localizado à Av. John Boyd Dunlop, S/Nº – Jardim Ipaussurama, Campinas, para uma reunião com a Coordenadora do Programa, Profª Dra. Glória Maria de A. S. Tedrus.

 

Os candidatos não aprovados poderão retirar sua documentação na Secretaria do Programa no prazo de 2 meses, a contar a partir do dia 05 de dezembro de 2016; após essa data, os documentos serão incinerados.

Disciplinas

  • ABORDAGEM CLÍNICA INTEGRADA: COGNIÇÃO, COMPORTAMENTO E QUALIDADE DE VIDA

    Semestre: 01

    Carga Horária: 135

    Ementa: Propicia com base nas neurociências cognitivas e do comportamento, e em áreas afins, os fundamentos teórico-práticos, para utilização em pesquisa, da análise básica de aspectos cognitivos, emocionais, comportamentais, qualidade de vida e espiritualidade, assim como seus fatores, em condições clínicas diversas, e dentre elas nas doenças crônicas neurológicas.

  • ABORDAGEM INTEGRADA DA SAÚDE DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE: ASPECTOS CLÍNICOS, DA SAÚDE BUCAL, NUTRICIONAIS, COGNITIVOS E COMPORTAMENTAIS

    Semestre: 01

    Carga Horária: 135

    Ementa: Propicia com base nas neurociências cognitivas e do comportamento, e em áreas afins, os fundamentos teórico-práticos, para utilização em pesquisa, da análise básica de aspectos cognitivos, emocionais, comportamentais, qualidade de vida e espiritualidade, assim como seus fatores, em condições clínicas diversas, e dentre elas nas doenças crônicas neurológicas.

  • ASPECTOS NUTRICIONAIS DAS DOENÇAS CRÔNICAS

    Semestre: 01

    Carga Horária: 135

    Ementa: Contextualiza estudos e métodos clínicos na área da saúde e nutrição. Analisa criticamente a pesquisa científica dos aspectos nutricionais nas doenças crônicas.

  • DIDÁTICA E PEDAGOGIA EM CIÊNCIAS DA SAÚDE

    Semestre: 01

    Carga Horária: 135

    Ementa: Visa capacitar o pós-graduando nos diversos conceitos e competências em atividades didático-pedagógicas, dentro de perspectiva crítica, de valorização da auto-aprendizagem e de educação continuada, assim como de integração de saberes e práticas na área de ciências da saúde.

  • DISSERTAÇÃO EM CIÊNCIAS DA SAÚDE

    Semestre: 01

    Carga Horária: 360

    Ementa:

  • EPIDEMIOLOGIA E CIÊNCIAS DA SAÚDE

    Semestre: 01

    Carga Horária: 135

    Ementa: Recupera os determinantes, manifestações e decorrências da relação saúde-doença-intervenção no âmbito do epidemiológico e do coletivo. Reconstrói a evolução dos diferentes modelos de serviços de saúde. Fundamenta o quadro teórico-metodológico das concepções e práticas de estilo de vida e condições de vida como paradigmas da pós-modernidade, nas relações com diferentes nosografias prevalentes.

  • ESTÁGIO DOCÊNCIA NA GRADUAÇÃO (M)

    Semestre: 01

    Carga Horária: 30

    Ementa:

  • ESTATÍSTICA

    Semestre: 01

    Carga Horária: 135

    Ementa: Desenvolve a compreensão dos conceitos fundamentais da estatística aplicada a dados epidemiológicos e de pesquisas na área da saúde, por meio de técnicas de análises exploratória de dados e de princípios básicos da interferência estatística. Incentiva a interpretação e aplicação desses conhecimentos e técnicas nas atividades científicas ligadas ao campo da saúde.

  • ESTUDO DA MICROBIOLOGIA NAS DIVERSAS PATOLOGIAS DA CRIANÇA E ADOLESCENTE: DESENVOLVIMENTO DE ANTIBIÓTICOS, BIOSSURFACTANTES E ENZIMAS

    Semestre: 01

    Carga Horária: 135

    Ementa: Estuda e analisa a microbiota envolvida nas diversas patologias da criança e adolescente com o objetivo de desenvolver métodos terapêuticos minimamente invasivos para o tratamento dessas doenças.

  • INVESTIGAÇÃO EM CIÊNCIAS DA SAÚDE

    Semestre: 01

    Carga Horária: 135

    Ementa: Estudos do conhecimento científico, seus métodos, suas técnicas e das questões éticas envolvidas nas investigações em saúde. Aplicação de conceitos e técnicas de metodologia científica a projetos e relatórios de pesquisa desenvolvidos na área da saúde.

  • LÍNGUA ESPANHOLA - EXAME SUFICIÊNCIA (M-D)

    Semestre: 01

    Carga Horária: 135

    Ementa:

  • LÍNGUA INGLESA - EXAME SUFICIÊNCIA (M-D)

    Semestre: 01

    Carga Horária: 45

    Ementa:

  • LÍNGUA PORTUGUESA - EXAME SUFICIÊNCIA (M-D)

    Semestre: 01

    Carga Horária: 45

    Ementa:

  • ORIENTAÇÃO DISSERTAÇÃO MESTRADO (M)

    Semestre: 01

    Carga Horária: 135

    Ementa:

  • PESQUISA EM DIAGNÓSTICO E TRATAMENTO CIRÚRGICO

    Semestre: 01

    Carga Horária: 135

    Ementa: Analisa criticamente os princípios de obtenção de acurácia e precisão de critérios diagnósticos, do poder dos indicadores prognósticos e da eficácia e segurança de esquemas terapêuticos cirúrgicos. Enfatiza a necessidade de considerar as características individuais dos pacientes em termos de riscos, benefícios, valores e expectativas.

  • SEMINÁRIOS AVANÇADOS DE PESQUISA A

    Semestre: 01

    Carga Horária: 90

    Ementa: Analisa e acompanha o desenvolvimento dos projetos de pesquisa dos alunos, relacionados diretamente às Linhas e Grupos de Pesquisa dos orientadores.

  • SEMINÁRIOS AVANÇADOS DE PESQUISA B

    Semestre: 01

    Carga Horária: 90

    Ementa: Analisa e acompanha o desenvolvimento dos projetos de pesquisa dos alunos, relacionados diretamente às Linhas e Grupos de Pesquisa dos orientadores.

  • SEMINÁRIOS AVANÇADOS DE PESQUISA C

    Semestre: 01

    Carga Horária: 90

    Ementa: Analisa e acompanha o desenvolvimento dos projetos de pesquisa dos alunos, relacionados diretamente às Linhas e Grupos de Pesquisa dos orientadores.

  • TÓPICOS AVANÇADOS EM PUBLICAÇÃO CIENTÍFICA

    Semestre: 01

    Carga Horária: 135

    Ementa: Contribuir para a habilitação do aluno de pós-graduação para a redação de artigos científicos, abordando a redação e o formato de artigos científicos, periódicos para publicação de trabalhos científicos, fator de impacto de periódicos, sistema de revisão de artigos por pareceristas ad-hoc, submissões on line, bases de indexações de periódicos, sistema Qualis da CAPES, citações e índice H.

  • TÓPICOS INTERDISCIPLINARES EM CIÊNCIAS DA SAÚDE (M)

    Semestre: 01

    Carga Horária: 45

    Ementa:

Dentística Minimamente Invasiva

As técnicas de mínima intervenção em Odontologia envolvem áreas de conhecimento que tratam das doenças bucais com modalidades terapêuticas atraumáticas. A Dentística, Peridontia, Odontopediatria e Saúde Coletiva englobam essas áreas de conhecimento. Visam o desenvolvimento de procedimentos operatórios de desgaste mínimo do tecido cariado por meio de instrumentos, materiais e equipamentos seletivamente no tecido doente, mantendo a integridade do órgão dentário. Concomitante as técnicas de mínima intervenção , estão o desenvolvimento de biomateriais associados a agentes antimicrobianos que podem ser utilizados sobre o tecido cariado e na doença periodontal, não necessitando da remoção total do tecido cariado ou de técnicas invasivas para controle da doença peridonatal. A Dentística minimamente invasiva busca o desenvolvimento da Saúde Bucal a partir de uma tecnologia que conserva o órgão dentário, eliminando a necessidade das técnicas tradicionais de preparos cavitários, com aplicabilidade tanto em âmbito particular, como em Saúde Coletiva. A Periodontia faz parte da adequação da cavidade bucal com a remoção de focos de infecção previamente aos procedimentos restauradores.

Link do Grupo de Pesquisa

Docentes

  • KARINA TEIXEIRA VILLALPANDO
  • SERGIO LUIZ PINHEIRO

Diagnóstico e Terapêutica Clinico-Cirúrgica

As afecções sejam benignas ou malignas podem evoluir com complicações agudas e crônicas à saúde. Assim a linha de pesquisa dêste grupo são orientadas principalmente para melhor abordagem dos aspectos epidemiológicos, nutricionais, fisiopato-lógicos, diagnósticos, cognitivos/comportamentais, terapêuticos clínicos/cirúrgicos nos agravos e doenças crônicas e assim tentar minimizar a morbidade e oferecer uma melhor qualidade de vida.

Link do Grupo de Pesquisa

Docentes

  • JOSE ALEXANDRE MENDONCA
  • JOSE LUIS BRAGA DE AQUINO
  • LEONARDO OLIVEIRA REIS
  • VANIA APARECIDA L MERHI

Epidemiologia em Saúde e Nutrição

As pesquisas desenvolvidas pelo grupo visam produzir conhecimento sobre os condicionantes sociais e ambientais do estado nutricional de populações e sua relação com doenças crônicas não transmissíveis em diferentes grupos etários. O grupo tem como foco o estudo de qualidade de vida e características comportamentais, tais como consumo alimentar, estresse e atividade física. A identificação de fatores de risco para ocorrência de obesidade e outras doenças crônicas é fundamental para o planejamento de estratégias de intervenção e formulação de políticas públicas de caráter tanto preventivo como de controle.

Link do Grupo de Pesquisa

Docentes

  • CARLA CRISTINA ENES GOMES
  • LUCIANA BERTOLDI NUCCI

Indicadores de Qualidade Nutricional para Alimentação - QUAL

A alimentação traz grande impacto sobre a qualidade de vida da população, sobretudo para grupos vulneráveis. Os indicadores nacionais de saúde e nutrição mostram queda da prevalência da desnutrição, acompanhada de aumento do sobrepeso, da obesidade e de co-morbidades. Pouco se sabe sobre o estado nutricional de micronutrientes, mas estima-se que as principais carências nutricionais registradas no globo acometam parcela significativa de nossa população, a exemplo do que se conhece para a anemia ferropriva. Os danos potenciais decorrentes do prejuízo nutricional, especialmente na infância, geram custos sociais elevados com a atenção à saúde; outro conjunto de consequências referem-se ao comprometimento do aprendizado e desenvolvimento do indivíduo exposto a uma alimentação de baixa densidade nutricional. Paralelamente, a comunidade científica da área busca instrumentos competentes para o acompanhamento do estado nutricional da população, ação imprescindível para o estabelecimento de políticas públicas e para o avanço do conhecimento. O trabalho de investigação do Grupo QUAL destina-se a produzir indicadores de qualidade nutricional para a alimentação sob varios aspectos tais como: estudos de consumo, antropométricos e bioquímicos, com vistas a subsidiar o estabelecimento de práticas alimentares saudáveis concebidas a partir de demandas nutricionais específicas, determinadas por estágio do desenvolvimento, ocupação ou estado de saúde, e adequadas às características socioeconômicas e culturais de cada grupo ou indivíduo; ajuste e adequação de formulações visando a obtenção de alimentos para fins específicos e/ou com alegação de propriedades funcionais, seguidos de avaliação físico-química e valor nutritivo de modo a se estabelecer suas potencialidades ou usos mais adequados.

Link do Grupo de Pesquisa

Docentes

  • SILVANA MARIANA SREBERNICH

Neuropsicofisiologia em cognição e epilepsia

O grupo, formado em 1993, vem desenvolvendo pesquisas em aspectos clínicos e neurofisiologicos em epilepsia e em cognição, particularmente nas doenças de Alzheimer e de Parkinson. As repercussões dos trabalhos/publicações do grupo fazem-se em contribuições para melhor conhecimento de: 1. Delineamento de correlações clínicas e eletrencefalográficas (EEG) das epilepsias benignas da infância. 2. Correlação entre processos cognitivos e atividade epileptiforme no EEG. 3.Padrões normais do eletrencefalograma quantitativo (EEGq) e de potenciais evocados na leitura, em crianças. 4. Aspectos da leitura e desempenho escolar em crianças sadias. 5. Aspectos cognitivos e alterações do EEGq em crianças com epilepsias benignas da infância. 6. Cognição e alterações do EEGq em crianças com dificuldade de aprendizagem, em doença de Alzheimer e doença de Parkinson. Essa produção científica tem sido apresentada em importantes congressos e periódicos com citações frequentes no Scopus.

Link do Grupo de Pesquisa

Docentes

  • GLORIA MARIA DE A S TEDRUS

Psicologia da Saúde e Desenvolvimento da Criança e do Adolescente

O estudo da saúde física e mental de crianças e adolescentes constitui o campo multidisciplinar da Psicologia Pediátrica, que visa a compreender processos que afetam o desenvolvimento infanto-juvenil, incluindo variáveis dos cuidadores familiares e profissionais de saúde e educação. Partindo de uma experiência de mais de 20 anos de pesquisas na UFES, em 2015, formou-se este GP na PUCCAMP, incluindo pesquisadores e alunos de Psicologia e dos Programas de Psicologia e de Ciências da Saúde. As pesquisas têm gerado publicações de artigos e livros, intervenções, instrumentos sobre desenvolvimento e saúde da criança/ adolescente em situações de riscos biopsicossociais; processos de estresse e enfrentamento de crianças, adolescentes, cuidadores e profissionais de saúde e educação; e avaliação e intervenção psicológica em problemas de saúde. Com a produção de um conhecimento baseado em evidências e centrado nos contextos locais, procura-se contribuir e capacitar os recursos humanos na área.

Link do Grupo de Pesquisa

Docentes

  • HELENA BAZANELLI PREBIANCHI
  • LETICIA LOVATO DELLAZZANA ZANON
  • SONIA REGINA FIORIM ENUMO

Química Ambiental e dos Materiais

Novos materiais são aplicados nas mais diversas áreas como medicina, catálise, informática, construção, polímeros, cerâmicas, além de forte componente na área ambiental, pela necessidade de processos ambientalmente aceitáveis e de remediação de áreas impactadas. O grupo tem atividades no contexto da química, contemplando a área da saúde e a sustentabilidade ambiental, principalmente no desenvolvimento de novos materiais por processos ambientalmente aceitáveis, de catalisadores, de métodos aplicados à detecção, quantificação e remoção de contaminantes do ambiente urbano impactado. O grupo mantém relações com pesquisadores do Brasil (UNICAMP, USP, UFSCAR, UNESP, UFABC) e do exterior (Stony Brook State University of New York e Université de Lille). Nos últimos quatro anos foram publicados 9 artigos em periódicos, 1 capítulo de livro, 6 trabalhos completos e 38 resumos em eventos. O grupo conta com auxílios financeiros da FAPESP e do CNPq.

Link do Grupo de Pesquisa

Docentes

  • AUGUSTO ETCHEGARAY JUNIOR
  • ELIZABETH FATIMA DE SOUZA

Abordagem das doenças e agravos crônicos à saúde

Aborda aspectos epidemiológicos, nutricionais, fisiopatológicos, diagnósticos, cognitivos/comportamentais, de estilo de vida (qualidade de vida, espiritualidade/religiosidade), terapêuticos clínicos/cirúrgicos nos agravos e doenças crônicas.

Saúde da criança e do adolescente

Avalia de forma integrada a saúde da criança e do adolescente buscando a relação dos aspectos epidemiológicos, nutricionais, fisiopatológicos de infecções com suas vertentes bioquímicas, e de estilo de vida com doenças e agravos a saúde como da saúde bucal e distúrbios metabólicos. Avalia também como a criança e o adolescente enfrentam as dificuldades do processo saúde doença.

Data de defesaTítuloAutorOrientadorTipo de documento
  • Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde
    Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde - Mestrado
  • Coordenador
    GLORIA MARIA DE A S TEDRUS
  • Área de Concentração
    Ciências da Saúde
  • Local Campus II
  • Avaliação CAPES Visitar Página Oficial

Manifestação de Interesse

  • SECRETARIA DO CENTRO

Informações

Telefone (19) 3343-6800

 

Email

pgcs.ccv@puc-campinas.edu.br