Acessibilidade  
Central de Atendimento ao Aluno Área do aluno
Vestibular de Inverno

Universidade assina convênio com instituto para ações voltadas ao público 60+ 

O Projeto Vitalità promoverá atividades com o IBDPI – Instituto dos Direitos da Pessoa Idosa 

A PUC-Campinas assinou dia 10 de março um convênio com o IBDPI – Instituto dos Direitos da Pessoa Idosa para a promoção de iniciativas voltadas ao público acima dos 60 anos. A Universidade implantou, em 2020, o Projeto Vitalità, que promove cursos, pesquisas, treinamentos e desenvolvimento de produtos e equipamentos voltados à melhoria de vida das pessoas acima dos 60 anos. A assinatura contou com a presença do Reitor, Prof. Dr. Germano Rigacci Júnior, do Pró-Reitor de Extensão Rogério Bazi, da presidente do instituto Adriana Maria de Fávari Viel e do diretor João Iotti.

“A longevidade é um dos eixos estratégicos da PUC-Campinas e parcerias como a que assinamos hoje fortalece iniciativas voltadas ao público sênior. Além disso, amplia nossas ações voltadas à comunidade e realizadas em conjunto com a comunidade”, disse o Reitor Prof. Dr. Germano Rigacci Júnior.

O convênio facilitará a execução de atividades conjuntas, com o objetivo de ampliar as parcerias da PUC-Campinas para oferecer a um público cada vez mais amplo em toda a região seus serviços voltados a atender às necessidades que surgem com a aceleração do envelhecimento populacional. O IBDPI é uma organização que atua no amparo e na defesa da pessoa idosa.

“Esse tipo de parceria é de suma importância para a Universidade e ao Vitalità. Ele pode fomentar novas parcerias e ações voltadas ao público sênior, o público 60+”, afirma o Prof. Dr. Rogério Bazi, Pró-Reitor de Extensão.

“O IBDPI – Instituto dos Direitos da Pessoa Idosa tem por missão atuar no amparo e na defesa dos direitos da pessoa idosa no âmbito do território nacional com foco no respeito da sua vontade e na potencialização da sua autonomia. A parceria entre a PUC-Campinas e o IBDPI, na área educacional, visa pontuar, nas mais diversas áreas do conhecimento, uma catalisação de informações, de maneira direta e objetiva, para uma melhor preparação das futuras gerações quanto ao processo do envelhecimento humano com qualidade de vida para todos”, disse Adriana Maria de Fávari Viel, presidente do Instituto.



Marcelo Andriotti
10 de março de 2021