Acessibilidade  
Central de Atendimento ao Aluno Área do aluno
Vestibular 2021

Outubro Rosa Pet. Já ouviu falar?

Veterinária realizou, nesta terça-feira, dia 30 de outubro, exames das cadeias mamárias em mais de 30 fêmeas de alunos

WhatsApp Image 2018-10-30 at 11.46.57

Por Sílvia Perez

Com certeza, você já deve ter ouvido na campanha Outubro Rosa para a conscientização sobre o câncer de mama em mulheres. Mas você sabia que essa iniciativa também se aplica para os pets, em especial, cães e gatos?

Pois é, os casos de câncer de mama em cães e gatos são muito altos. De acordo com a docente da Faculdade de Medicina Veterinária da PUC-Campinas, Profa. Dra. Michele Barros, no ranking dos tumores, ele é o número 1 em cadelas e o terceiro em gatas. “A estatística aponta que, em média, 52% das cadelas e 17% das gatas têm ou terão câncer de mama. A representatividade maligna destes tumores chega a ser em torno de 70% em cadelas e 85% em gatas, o que favorece imensamente sua condição metastática para outros órgãos como pulmão, osso, sistema nervoso, entre outros”, explica.

WhatsApp Image 2018-10-30 at 11.45.38 (1)

O tratamento para a doença é cirúrgico, opta-se pela mastectomia, que é a retirada das mamas e sua cadeia linfática. Em alguns casos, há a necessidade de associar a mastectomia a outros tratamentos como a quimioterapia, eletroquimioterapia ou radioterapia.

Segundo a Profa. Dra. Michele, a melhor forma de prevenção é a castração. “Sabe-se que ao castrar uma cadela antes do primeiro cio, a chance de ela desenvolver câncer de mama é de 0,05%. Com o passar do tempo isso aumenta, chegando a 26% no segundo cio e 40% a partir do terceiro cio. Já, nas gatas, a indicação é castrar antes do primeiro ano de vida”, destaca.

WhatsApp Image 2018-10-30 at 11.46.58

A orientação é que se o tutor não tiver interesse reprodutivo, ou seja, não for querer que a fêmea tenha filhotes, deve castrar antes do primeiro cio. O acompanhamento anual de um médico veterinário pode, por vezes, ser o melhor caminho para zelar pela integridade e bem-estar do animal, a área inclusive apresenta diversas especialidades, entre elas, a Oncologia Veterinária, especializada para casos de câncer de mama.

Fonte: Jornal da PUC-Campinas

Confira a galeria de fotos.



Silvia Perez de Freitas
30 de outubro de 2018