Acessibilidade  
Central de Atendimento ao Aluno Área do aluno
Vestibular 2021

Mesmo após um ano, reforma trabalhista ainda desafia advogados

Cláusulas que determinam pagamento das custas do processo e honorários advocatícios aumentaram as exigências do cliente na hora de procurar um especialista

 

As mais de 100 mudanças na CLT (Consolidação das Leis do Trabalho) movimentaram, e muito, vários setores da sociedade. No campo jurídico, os processos de trabalho – categoria mais numerosa dentro da estrutura judiciária brasileira – passaram a ser acompanhados por novas normas, que impactam diretamente na vida dos advogados.

Dentre as principais mudanças para os profissionais da área estão as regras relacionadas à remuneração do advogado e às despesas com os custos processuais. Se antes não existia a possibilidade de o cliente ser obrigado a desembolsar nenhum valor, hoje a regra é diferente. A parte perdedora pode arcar com os custos de perícias e até honorários advocatícios.

“O advogado que vai prestar serviço para uma empresa, um trabalhador ou um empregador e não estiver ciente das mudanças e das atualizações, fatalmente pode gerar um grande prejuízo financeiro ao cliente”, explica o coordenador do curso de Especialização em Direito do Trabalho da PUC-Campinas, José Ricardo Haddad.

 

Especialização

Depois de tantas idas e vindas no texto da reforma, atualização sobre o que realmente está em vigor é essencial. Na PUC-Campinas, o curso de Especialização em Direito do Trabalho e Processual do Trabalho prepara o profissional para encarar os desafios dessa área jurídica. Conheça o programa aqui: https://bit.ly/2QiJGIR



Silvia Perez de Freitas
25 de janeiro de 2019