Acessibilidade  
Central de Atendimento ao Aluno Relacionamento Área do aluno
Vestibular 2022

Diagnóstico socioterritorial expõe aspectos de vulnerabilidade social e potencialidades das famílias em comunidade de Hortolândia

Trabalho do Observatório PUC-Campinas, que busca nortear a implementação de políticas públicas, foi entregue à Prefeitura de Hortolândia na última quarta-feira (10)

Um diagnóstico realizado pelo Observatório PUC-Campinas no território pertinente ao CRAS Novo Ângulo, em Hortolândia (SP), expôs aspectos de vulnerabilidade social e potencialidades das famílias que lá residem. O trabalho foi entregue à Prefeitura Municipal na última quarta-feira (10), visando nortear a implantação de políticas de assistência social na localidade.

A iniciativa resulta de um termo de cooperação firmado entre a PUC-Campinas, por meio de sua Pró-Reitoria de Extensão e Assuntos Comunitários (PROEXT), e a Secretaria de Inclusão e Desenvolvimento Social do município, em 2019. O objetivo é apoiar ações preventivas e proativas da assistência social, culminando na construção de um sistema de suporte à tomada de decisão de políticas públicas. Cerca de 4 mil famílias são impactadas pelo projeto.

O relatório, coordenado pelo Prof. Dr. Cristiano Monteiro, traz um diagnóstico da população domiciliada no território do CRAS Novo Ângulo. Além disso, apresenta uma leitura sobre as potencialidades em torno dos sistemas de serviços da cidade.

O material mostra, por exemplo, que a participação relativa do setor de serviços em Hortolândia – de 37% – é bastante inferior se comparada a de outros municípios da Região Metropolitana de Campinas (RMC), cujo percentual é de 60%. Aponta-se, ainda, que os sistemas de serviços intensivos em conhecimentos e tecnologias podem potencializar o desenvolvimento social do município.

O economista responsável pela análise sugere a criação do “Centro Analytics de Assistência Social”, projeto este que vida ampliar a capacidade diagnóstica da vigilância socioassistencial. “A conclusão é que essa estratégia seria capaz de apoiar o desenvolvimento social inclusivo para as famílias domiciliadas no CRAS Novo Ângulo”, fria o docente extensionista.

Para o prefeito de Hortolândia, José Nazareno Zezé Gomes, o trabalho entregue pela PUC-Campinas tem valor significativo para o governo. “Agora temos dados mais detalhados, um verdadeiro raio-X de uma região que pode ter seu desenvolvimento potencializado. Só assim podemos implementar políticas públicas que venham a transformar vidas”, destaca.

Foto: Divulgação/Prefeitura Municipal de Hortolândia



Vinícius Purgato
11 de novembro de 2021