Acessibilidade  
Central de Atendimento ao Aluno Área do aluno
Vestibular 2021

Corta! A cena pára e os atores interrompem a atuação. É nesse momento que entra em ação o assistente de direção e continuidade, profissional que apura em detalhes onde a gravação parou para depois retomá-la. As roupas devem ser as mesmas, a posição também, até os movimentos devem ser observados e anotados para que não haja erro na hora de continuar a cena. Esse será o trabalho do funcionário do Laboratório de Imagem e Som (Labis) da PUC-Campinas Diohny Corrêa Andrade, no novo filme de Fernando Meirelles, Ensaio Sobre a Cegueira.

Ele é um dos dez alunos da Escola Magia do Cinema de Paulínia que foram selecionados pela Secretaria de Cultura da cidade para participar das filmagens. Essa seleção é uma forma de retribuir a contribuição do Fundo Municipal de Cultura pela Lei de Incentivo Fiscal com o objetivo de investir na produção cinematográfica na cidade. Ensaio Sobre a Cegueira foi um dos nove filmes escolhidos para receber esse apoio.

Diohny é funcionário do Labis há quatro anos. “Como trabalho com imagem, gosto muito de documentário e é quase um sonho participar do filme”, conta. O longa-metragem é baseado na obra do escritor português José Saramago, sobre a história de uma cidade onde todos os moradores ficam cegos por culpa de uma praga. Fazem parte do elenco os atores Juliane Moore, Gael Garcia Bernal e Alice Braga.



Portal Puc-Campinas
17 de outubro de 2007