Acessibilidade  
Central de Atendimento ao Aluno Área do aluno
Vestibular 2021

A sobra de materiais cirúrgicos, como fixadores externos (gaiola) se transforma em uma bela escultura nas mãos do ortopedista do Hospital e Maternidade Celso Pierro (HMCP), da PUC-Campinas, Rafael Coletti Castelnovo. “A sucata pode dar origem a objetos construtivos e expressivos”, observa o médico.

Adepto a esportes e aparelhos locomotores, a paixão por criar objetos inusitados como helicópteros, carros, robôs, dentre outras coisas, começou na infância, porém nesta época, ele usava seus brinquedos de montar e as peças dos rádios a válvula da avó para esculpir as peças. “Quando era criança eu deixava minha mãe preocupada, pois tudo nas minhas mãos se transformava”, completa.

Com mais de 70 esculturas feitas, em 2001 Castelnovo descobriu em seu trabalho, como ortopedista, uma forma de arte. Em apenas 30 minutos, o que parece ser sucata, se transforma em um robô sobre rodas. Já para fazer um helicóptero, ele gasta em média duas horas e para cada escultura utiliza cerca de 50 peças “O processo é delicado e exige paciência e a escolha do material adequado”, explica o ortopedista. Porém, tendo em mente o que vai ser produzido, basta emendar as partes com porca e parafuso e está pronto mais uma escultura.

A maior parte das esculturas confeccionadas com material em aço inox, já foi dada para colegas de trabalho, amigos e familiares. Atualmente, o ortopedista, conta com 10 peças em seu acervo pessoal.



Portal Puc-Campinas
10 de abril de 2007