Acessibilidade  
Central de Atendimento ao Aluno Área do aluno
Vestibular 2021

Grupo de Vivência Cooperativa e Solidária fornece apoio a alunos com dificuldades decorrentes do isolamento social

Estudantes com problemas de deslocamento e de acesso a serviços importantes terão auxílio da Universidade

O Grupo de Vivência Cooperativa e Solidária da PUC-Campinas, criado com o objetivo de prestar apoio aos estudantes da Universidade em questões de ordem pessoal, intensificará os trabalhos durante o período de distanciamento social provocado pela pandemia de coronavírus. A ideia é auxiliar os discentes que, porventura, estejam atravessando problemas de adaptação em virtude da Covid-19, como ansiedade, falta de acesso a serviços essenciais, entre outros.

A iniciativa, vinculada à Coordenadoria Geral de Atenção à Comunidade Interna (CACI), contará com a participação das professoras Lucia Maria Ducasble Gomes e Daniela Scarpa Beneli, que já atuam no apoio pedagógico dos estudantes ao longo das atividades acadêmicas, principalmente em aspectos ligados a dificuldades na vida universitária.

Na oportunidade, serão atendidos os estudantes apontados por representantes de classe e pelas diretorias dos cursos como potenciais afetados pelas medidas de isolamento social, como alunos de outras cidades e estados com dificuldades de deslocamento e acesso a serviços importantes, tais quais farmácia, supermercado, restaurantes e hospitais.

“Já entramos em contato por telefone com alunos que estão sozinhos em repúblicas, pois não conseguiram voltar às suas casas. É importante que saibam que a Universidade está à disposição para auxiliar em eventuais problemas que lhes surjam neste momento”, afirma o Prof. Me. José Donizeti de Souza, coordenador da CACI.

O docente reforça que, nos casos em que for identificada a necessidade de intervenção de apoio psicológico, os alunos serão encaminhados a serviço especializado. Desde a semana passada, as psicólogas que atuam no Serviço-Escola estão prestando atendimento por telefone para auxiliar estudantes, professores e funcionários da Instituição e do Hospital PUC-Campinas no combate à ansiedade, ao estresse e outros reflexos emocionais ampliados pelo isolamento.

“Vivemos em um momento inusitado na história da humanidade com reflexos políticos, sociais, sanitários, econômicos e éticos. Tal situação exige respostas que levem em conta a coletividade humana. A proposta visa, nessa fase de emergência humanitária, mostrar o carinho, a atenção e o cuidado da Universidade para com os seus alunos, numa atitude de aproximação nas várias situações vulneráveis geradas pela pandemia”, finaliza Donizeti.

Os alunos que estiverem com dificuldades desta natureza podem reportar a situação à diretoria de seu curso ou representante de classe. Ao tomar conhecimento, o Grupo de Vivência, liderado pelas docentes mencionadas, fará contato por telefone para fornecer o apoio necessário.



Avelino Souza
6 de abril de 2020