Acessibilidade  
Central de Atendimento ao Aluno Relacionamento Área do aluno
Vestibular 2022

Projeto de Extensão registra histórias de vida de idosos e lança podcast 

Relatos, na maioria de mulheres, foram gravados entre moradores de Hortolândia 

O projeto de Extensão da PUC-Campinas “ARTiculadas” está reunindo memórias de idosas e idosos moradores da Região do Jd. Rosolém, em Hortolândia, em formato de podcasts. O projeto é desenvolvido por extensionistas da PUC-Campinas em parceria com a Prefeitura de Hortolândia, por meio do CRAS (Centro de Referência de Assistência Social) Novo Ângulo, órgão da Secretaria de Inclusão e Desenvolvimento Social.  

As histórias desses moradores serão contadas em diversos episódiose os primeiros já estão disponíveis. Para ouvi-lobasta clicar aqui.

 A cada semana, um novo episódio será publicado. 

“O resultado principal dessa ação tem sido o retorno positivo da própria população ouvida pela equipe de alunos voluntários de extensão, sobre o sentimento de valorização que o contato com o projeto tem trazido. Consideramos que esses relatos de alegria e satisfação de contar sua história de vida são importantes indicadores de que a valorização da pessoa idosa e de sua contribuição para a reprodução social de sua família e comunidade são mecanismos sociais fundamentais para a garantia dos direitos humanos e sociais da pessoa idosa”, disse a professora Stela Cristina de Godoi, coordenadora do projeto. 

Os relatos de vida foram coletados no segundo semestre de 2020, depois que os pesquisadores começaram a acompanhar as atividades socioeducativas realizadas de maneira remota com os grupos de idosos vinculados ao CCS (Centro de Convivência Social) do Jardim Rosolém. Participam do grupo alunos de diversos cursos da PUC. 

“Fazer parte de um projeto de extensão universitária é muito importante para o processo de integração à universidade. A pesquisa, o trabalho, a ponte entre a universidade e a comunidade externa são componentes de um pequeno passo para socialização, para troca de conhecimentos. E, no caso do projeto ARTiculadas, é mais do que isso, porque a sensibilidade com a qual trabalhamos cuidando da memória, e da qual a professora Stela Godoi é um exemplo, nos lembra sempre da humanidade nossa e do outro. Porque, como Marilena Chauí disse uma vez, ‘...lembrar não é reviver, mas ‘re-fazer’. É reflexão, compreensão do agora a partir do outrora; é sentimento, reaparição do feito e do ido, não sua mera repetição”, disse Rafael Henrique Ferreira Damico, da Faculdade de Ciências Sociais. 

“Esse projeto de Extensão tem uma riqueza muito grande para mim, tanto na minha profissão de psicóloga quanto como mulher. Ouvir as histórias de vida dessas mulheres e ver como enxergam a vida, já na terceira idade, é uma coisa muito rica. Também possibilitou entrar em contato com o pessoal da Ciências Sociaisque traz um outro olhar, com o pessoal da Geografiaque trouxe a questão da territorialidade e de como mudamos ao longo da história. Participar está sendo muito enriquecedor”, disse Carolina Penteado Manente, do curso de Psicologia. 

Sobre o trabalho, a professora Stela destacou que, além do próprio processo de escuta e valorização das histórias de vida, o resultado mais expressivo é a sensibilização social para a importância do cuidado e da inclusão da população idosa no desenvolvimento social, através da divulgação dos episódios semanais do podcast

As gravações têm roteiro, edição e locução de Stela Cristina de Godoi. A equipe de pesquisa é formada por Beatriz Teófilo Mello, Breno Luiz Gomes Afonso, Bruna Rosolen Suzuki, Carolina Penteado Manente, Danielly Sobral do Nascimento, Isadora Toledo Runge, Laís Siqueira, Rafael Henrique Ferreira Damico e Sarah Sales Montoia. 



Marcelo Andriotti
16 de setembro de 2021