Facebook
Central de
Atendimento
ao Aluno
Facebook
121496
Facebook
Twitter
7197
Twitter
Linkedin
8425
Linkedin

 

Objetivos

- Formar e qualificar docentes e pesquisadores para ampliar a produção do conhecimento em Educação com vistas à atuação profissional na Região Metropolitana de Campinas e no Brasil;

 

- Produzir pesquisas qualificadas sobre Práticas Pedagógicas, Formação de Professores, Gestão e Avaliação de políticas em educação;

 

- Produzir e divulgar o conhecimento científico em Educação, seja por meio de participação seletiva em atividades promovidas por sociedades e organismos da área de educação, nacionais e internacionais, seja por meio de periódicos qualificados pelo sistema QUALIS/CAPES;

 

- Disseminar e socializar o conhecimento produzido objetivando contribuir para o aprimoramento das políticas, programas e projetos de caráter educacional, elaborados pelo poder público nos três níveis de governo e/ou no âmbito do setor privado.

Histórico

A proposta do Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Educação da PUC-Campinas foi elaborada no início dos anos 90, tendo obtido recomendação da CAPES/MEC em 1997. Da criação do Programa até o ano de 2006, a Área de Concentração foi Ensino Superior e as Linhas de Pesquisa: Estudos em Avaliação, e Universidade, Docência e Formação de Professores.

 

A partir da promulgação da Lei nº. 9394/96, que estabeleceu as Diretrizes e Bases da Educação Nacional, houve várias alterações nas políticas educacionais do país, o que trouxe reflexos imediatos nas problematizações dos projetos de pesquisa dos docentes e nos interesses de investigação que moviam os candidatos a procurarem Programas de Pós-Graduação Stricto Sensu. Diante desse quadro, o Corpo Docente Permanente do Programa elaborou uma Proposta Pedagógica, que, tendo sido aprovada pelo Conselho Universitário em 30/11/2006, passou a vigorar a partir de 2007, contemplando a Área de Concentração: Educação, e as Linhas de Pesquisa: Estudos em Avaliação, e Práticas Pedagógicas e Formação do Educador.

 

A partir de 2010, em busca de aprimoramento constante e em consonância com as orientações da Comissão da Área de Educação da CAPES/MEC, o Corpo Docente Permanente do Programa prosseguiu discutindo o Projeto Pedagógico do Curso, tendo, então, elaborado uma proposta, readequando as Linhas de Pesquisa e algumas disciplinas, que, aprovada na 470ª Reunião do Conselho Universitário, realizada em 22/09/2011, contempla a Área de Concentração: Educação, e as Linhas de Pesquisa: Formação de Professores e Práticas Pedagógicas, e Políticas Públicas em Educação.

 

Esta proposta curricular reestruturada passa a vigorar, então, para os ingressantes a partir de 2012.

Público Alvo

- Profissionais da área de educação e afins.

 

- Profissionais graduados em Ensino Superior interessados nas questões educacionais.

Processo Seletivo

Período de Inscrições: 1º a 31 de outubro de 2017

documentos necessários - clique aqui

 

O Processo de Seleção é composto das seguintes fases:
- 1ª fase eliminatória: prova de conhecimentos e suficiência em língua estrangeira, além de prova de suficiência em língua portuguesa para candidatos estrangeiros;
- 2ª fase eliminatória: entrevista;
- 3ª fase classificatória: média geral obtida a partir das notas parciais da prova de conhecimentos, do anteprojeto, do currículo e da entrevista.

 

Calendário do Processo Seletivo:

 

Prova escrita de conhecimentos específicos
13/11/2017 (das 9h às 12h)

 

Exame de suficiência em língua estrangeira
13/11/2017 (das 14h às 17h)
Opção: inglês

 

14/11/2017 (das 9h às 12h)
Opção: espanhol

 

13/11/2017 (das 18h 30min às 21h 30min)
Opção: francês

 

Exame de suficiência em língua portuguesa (para candidatos estrangeiros)
14/11/2017 (das 14h às 17h)

 

Divulgação dos resultados da 1ª fase (eliminatória)
24/11/2017 (às 17h)

 

Entrevistas

Obs.: As entrevistas poderão, a critério da Banca Examinadora do Processo Seletivo, ser realizadas à distância, por meio da internet.
27/11/2017 a 04/12/2017

 

Publicação dos resultados classificatórios
06/12/2017 (às 17h)

 

Todo o processo de seleção será realizado no endereço abaixo:

PUC-CAMPINAS - Prédio do Centro de Ciências Humanas e Sociais Aplicadas (CAMPUS I)
Programa de Pós-Graduação em Educação
Rodovia Dom Pedro I, km 136 - Parque das Universidades - Campinas/SP

 

Bibliografia recomendada:

 

Linha de Pesquisa: Formação de Professores e Práticas Pedagógicas (referências obrigatórias para a prova de conhecimentos)

 

ANDRÉ, Marli. Pesquisas sobre formação de professores: tensões e perspectivas do campo. In: FONTOURA, Helena Amaral; SILVA, Marco (Orgs.). Formação de professores, culturas: desafios à Pós-graduação em Educação em suas múltiplas dimensões. E-book online. X Encontro de Pesquisa em Educação da Região Sudeste. Anped Sudeste, 2011.

BAUER, Adriana. Formação continuada de professores e resultados dos alunos no SARESP: propostas e realizações. Educação e Pesquisa, São Paulo, v. 37, n. 4, p. 809-824, dez. 2011.

DAVIS, Claudia Leme Ferreira et al. Formação continuada de professores em alguns estados e municípios do Brasil. Cadernos de Pesquisa, São Paulo, v. 41, n. 144, Dez. 2011.

DINIZ-PEREIRA, Júlio Emílio. O campo de pesquisa sobre formação de professores. In: SOUZA, João Valdir Alves de; DINIZ, Margareth; OLIVEIRA, Míria Gomes (Org.). Formação de professores (a) e condição docente. Belo Horizonte: Ed. UFMG, 2014, p. 101-119.

FRANCISCO Marcos Vinicius, MILITÃO Silvio Cesar Nunes, MILITÃO Andréia Nunes, PERBON, Fabio. Educação e diversidade na agenda educacional: da Conferência Nacional de Educação de 2010 a 2014, o que mudou? Revista Educação PUC Campinas. Campinas19(2):13-26, mai./ago., 2014.

FREITAS, Luiz Carlos de. Eliminação adiada; o ocaso das classes populares no interior da escola e a ocultação da (má) qualidade de ensino. Educação e Sociedade, Campinas, vol. 28, n. 100 - Especial, p. 965-987, out. 2007.

GATTI, Bernadete A. Análise das políticas públicas para formação continuada no Brasil, na última décadaRevista Brasileira de Educação, v. 13, n. 37, p. 57-70, 2008.

GATTI, Bernardete A. Formação de professores no Brasil: características e problemasEducação & Sociedade,  Campinas,  v. 31, n. 113, p. 1355-1379, Dec.  2010.

MEGID, M. A. B. A. O processo de adesão de professoras dos anos iniciais ao uso de narrativas na formação docente em matemáticaRevista Educação PUC Campinas. Campinas, v. 18, p. 301-310, 2013.

OLIVEIRA, Romualdo P. de. Da Universalização do Ensino Fundamental ao Desafio da Qualidade: uma análise histórica. Educação & Sociedade, Campinas, vol. 28, n. 100 - Especial p. 661-690, out. 2007.

ROCHA, Maria Silvia Pinto de Moura Librandi; PEROSA, Graziela Serroni da. Notas Etnográficas Sobre a Desigualdade Educacional Brasileira. Educação e Sociedade, Campinas, vol. 29, n. 103, p. 425-449, maio/ago. 2008.

SAVIANI, Dermeval. Formação de professores: aspectos históricos e teóricos do problema no contexto brasileiro. Revista Brasileira de Educação, Campinas/SP: Autores Associados. v. 14, nº 40, p.143-155, jan/abril 2009.

SCALCON, Suze. O pragmatismo e o trabalho docente profissionalizadoPerspectiva, Florianópolis, v. 26, n. 2, 489-521, jul./dez. 2008.

TASSONI, E. C. M.; FERNANDES, J. O Programa Ler e Escrever: uma experiência no 4º e no 5º anoRevista Educação PUC Campinas. Campinas, 20(1):13-26, jan./abr., 2015.

 

Linha de pesquisa: Políticas Públicas em Educação (referências obrigatórias para a prova de conhecimentos)

 

AZANHA, José Mario Pires. Democratização do ensino: vicissitudes da ideia no ensino paulista.Educação e Pesquisa, São Paulo, v. 30. nº 2, 2004, pp. 335-344.

BONAMINO, Alicia; SOUSA, Sandra Zákia. Três gerações de avaliação da educação básica no Brasil: interfaces com o currículo da/na escola. Educação e Pesquisa, vol.38, n.2, 2012, pp. 373-388.

CALDERON, Adolfo Ignacio; POLTRONIERI, Heloisa; BORGES, Regilson Maciel. Os rankings na educação superior brasileira: políticas de governo ou de estado?. Ensaio: aval.pol.públ. Educ. [online]. 2011, vol.19, n.73, pp. 813-826.

GATTI, Bernardete A. Formação de professores no Brasil: características e problemasEducação & Sociedade,  Campinas,  v. 31, n. 113, p. 1355-1379, Dec.  2010.

HÖFLING, Eloisa de Mattos. Estado e Políticas (Públicas) Sociais. Cadernos Cedes, ano XXI, nº 55, 2001.

MARTINS, Edivaldo Cesar Camarotti; CALDERÓN, Adolfo Ignacio. Boas práticas escolares e avaliação em larga escala: a literatura ibero-americana em questão. Estudos em Avaliação Educacional (Online), v. 26, p. 264-293, 2015.

MENDONÇA, Samuel. Problemas e Desafios para a Produção do Conhecimento em Educação: Fundamentos Filosóficos. Educ. Foco, Juiz de Fora, v. 20, n. 2, p. 71-94, jul. 2015/out, 2015.

NARDI, Elton; SCHNEIDER, Marilda Pasqual; RIOS, Mônica Piccione Gomes. Qualidade na Educação Básica: ações e estratégias dinamizadoras. Educação e Realidade, v. 39, p. 359-390, 2014.

PEREZ, José Roberto Rus. Por que pesquisar implementação de políticas educacionais atualmente? Educação e Sociedade, v.31, nº 113, 2011, pp. 1179-1193.

PIRES, André. Renda familiar e escolaridade dos pais: reflexões a partir dos microdados do ENEM 2012 do Estado de São Paulo. ETD. Educação Temática Digital, v. 17, p. 523-541, 2015.

SCHNEIDER, M. P. Pesquisa em política educacional: desafios na consolidação de um campo. Revista de Educação PUC-Campinas, v. 1, p. 05-13, 2014.

SIME POMA, Luis. Aportes para contextualizar la meritocracia en las políticas y culturas docentes. Revista de Educação PUC-Campinas, Campinas, v, 2, p. 111-119, maio/ago, 2014.

TREVISOL, Maria Teresa Ceron et al. Ações e estratégias com incidência nas práticas pedagógicas: implicações na qualidade da educação. Roteiro, Joaçaba, Edição Especial, p. 193-214, 2015.

VITORINO, Artur José Renda. A didática como diferenciador das diferenças pelas potências dos possíveis. Pro-Posições,  Campinas, v. 26, n. 1, p. 123-137, Apr.  2015.

VITORINO, A. J. R. Local, nacional e universal nos estudos históricos de Educação Comparada: o caso das Ações Afirmativas na era genômica. Educar em Revista (Impresso), v. 52, p. 291-303, 2014.

 

 

Documentos Necessários

- Preenchimento do Formulário de Inscrição on-line
- Currículo Lattes *
- Histórico e Diploma **, ou Declaração de Conclusão de Curso de Graduação no ano corrente (por exemplo: Certidão de Pressuposta Conclusão de Curso de Graduação) ***
- CPF e RG
- Foto 3x4
- Anteprojeto de Pesquisa – 3 vias

 

* Uma cópia impressa do Currículo cadastrado na Plataforma Lattes do CNPq, documentado e com cópia das produções bibliográficas.
** Só serão aceitos os diplomas de graduação emitidos em outros países, desde que revalidados no Brasil, de acordo com a legislação vigente.

*** OBS.: por ocasião da matrícula, o candidato selecionado deverá, obrigatoriamente, apresentar Histórico e Diploma, ou Certidão de Conclusão de Curso.


Forma de apresentação do Anteprojeto de Pesquisa:
O Anteprojeto de Pesquisa deverá, obrigatoriamente, vincular-se a uma das linhas de pesquisa, (i) Formação de Professores e Práticas Pedagógicas ou (ii) Políticas Públicas em Educação, baseando-se nas referências bibliográficas indicadas. Itens para elaboração do Anteprojeto de Pesquisa: título, linha de pesquisa, introdução teórica e problematização, objetivos específicos, método e procedimentos metodológicos, resultados esperados, cronograma e referências bibliográficas. A introdução teórica e o problema devem referir-se a um tema que tenha articulação com uma das linhas de pesquisa e devem contemplar uma revisão da literatura, a partir de uma base de dados reconhecida como, por exemplo, Scielo (http://www.scielo.org), Scielo Educ (http://educa.fcc.org.br/scielo.php) ou Banco de Tese da CAPES (http://capesdw.capes.gov.br/capesdw/).

 

Como guia-orientador para a elaboração do Anteprojeto, sugere-se o texto:
MEGID NETO, Jorge. Como elaborar projetos de pesquisa em educação. In: KLEINKE, Maurício U.; MEGID NETO, Jorge.(orgs.). Fundamentos de matemática, ciências e informática para os anos iniciais do ensino fundamental – Livro III. FE/ Unicamp. 2011.

 

Como guia-orientador para a revisão bibliográfica, sugere-se o texto:
BARIANI, I. C. D.;  DIAS, C. G.; MIRANDA, I. de; COLOSSO, M.; ROSA, M. M. Z.; MARCIANO, R. P.; VILELE, R. R. Orientações para busca bibliográfica on-line. Revista Semestral da Associação Brasileira de Psicologia Escolar e Educacional (ABRAPEE) • Volume 11, Número 2, Julho/Dezembro 2007.

 

Aspectos formais para a apresentação do Anteprojeto de Pesquisa:
Na capa devem constar os seguintes dados: nome do candidato, título, linha de pesquisa e ano. A fonte recomendada para a elaboração do Anteprojeto de Pesquisa é: Arial 12. O espaçamento entre linhas deve ser de 1,5. O papel deve ser A4. É preciso numerar as páginas no alto à direita. A forma de citações (curtas ou longas) e as referências devem ser feitas de acordo com as normas da ABNT. Formatação: margens superior e esquerda = 3 cm, margens direita e inferior = 2 cm. Grampear o texto na parte superior esquerda. Apresentar o Anteprojeto de Pesquisa em três vias.

 

Entrega da Documentação:
Os documentos devem ser entregues no período de 1º de outubro a 1º de novembro na Secretaria Acadêmica do Programa, de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h.

ATENÇÃO: em função das datas de realização do Vestibular 2018 da PUC-Campinas, não será possível a entrega de documentos na Secretaria Acadêmica do Programa no dia 20 de outubro, sexta-feira.

Também serão aceitos os documentos enviados via correio para o endereço indicado abaixo, desde que a postagem ocorra até o dia 31 de outubro.

Obs: a inscrição será indeferida se as regras institucionais não forem cumpridas.

 

Procedimento para confirmação da inscrição:
A inscrição será validada apenas e tão somente por ocasião da entrega dos documentos comprobatórios na Secretaria Acadêmica do Programa, além do pagamento da taxa de inscrição. Após o preenchimento e envio do Formulário de Inscrição on-line no portal da PUC-Campinas, será fornecida a opção de pagamento da taxa de inscrição por meio de boleto bancário ou cartão de crédito.

 

Endereço:
PUC-Campinas
Programa de Pós-Graduação em Educação – Prédio CCHSA – Campus I
Rodovia Dom Pedro I, km 136
Parque das Universidades – Campinas – SP
CEP 13086-900
Telefone: (19) 3343-7409

- CAPES/MEC: Programa de Suporte à Pós-Graduação de Instituições Comunitárias de Educação Superior.

- FAPESP: mediante solicitação em conjunto com o docente orientador, e aprovação da agência externa de fomento; além do recebimento da bolsa oriunda da FAPESP, o aluno tem isenção das parcelas da mensalidade do curso durante a vigência da bolsa.

- PUC-Campinas/Reitoria: isenção de 50% no valor da mensalidade escolar.

Anualmente, a PUC-Campinas realiza o processo de seleção para ingresso de novos alunos regulares nos Programas de Pós-Graduação Stricto Sensu. Regularmente, as inscrições ocorrem em outubro e a seleção em novembro.

O Processo de Seleção contempla as seguintes etapas:


- Prova dissertativa de conhecimentos da área;
- Análise pontuada do curriculum vitae do candidato;
- Prova de suficiência em língua estrangeira;
- Análise pontuada do anteprojeto de pesquisa;
- Entrevista.

 

Número de vagas fixado anualmente, pela Reitoria, ouvida a Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação.

Para a conclusão (*) do Mestrado em Educação, visando o título de Mestre, são necessários um total de 32 créditos, assim distribuídos:

 

1) 02 disciplinas obrigatórias de 03 créditos, perfazendo um total de 06 créditos;
2) 03 disciplinas eletivas de 03 créditos, perfazendo um total de 09 créditos;
3) 03 módulos de Seminários Avançados de Pesquisa, todos obrigatórios, perfazendo um total de 09 créditos;
4) Aprovação em Exame de Qualificação: até o final do terceiro semestre de curso de Mestrado, o aluno deverá submeter seu projeto de dissertação a um Exame de Qualificação.
5) Dissertação: 08 créditos.

 

(*) Para a obtenção do título de Mestre, além do cumprimento dos créditos elencados acima, o aluno deve cumprir integralmente as disposições constantes do Regulamento Geral dos Programas de Pós-Graduação Stricto Sensu.

 

As disciplinas obrigatórias são especificadas a seguir:

- Educação Brasileira

- Epistemologia da Pesquisa em Educação

 

A duração mínima do Mestrado em Educação é de 12 e a máxima de 24 meses.

Desse modo, a progressão do curso distribui-se da seguinte forma:


1º semestre 2º semestre 3º semestre 4º semestre
Obrigatória (1) Obrigatória (2) Eletiva (3) Orientação
Eletiva (1) Eletiva (2) SAP (3) -
SAP (1) SAP (2) Orientação -
Orientação Orientação - -

 

Disciplinas

  • AVALIAÇÃO DA APRENDIZAGEM (M)

    Semestre: 01

    Carga Horária: 135

    Ementa: Estuda a Avaliação da Aprendizagem estabelecendo as relações entre planejamento e os diversos elementos que constituem o processo de ensino. Analisa os fatores intra e extra escolares que permeiam o processo avaliativo. Examina a prática avaliativa, evidenciando seus fundamentos teórico-metodológicos e criando um quadro de referências que suscite a reelaboração crítica da avaliação da aprendizagem.

  • AVALIAÇÃO DE PROJETOS, PROGRAMAS E POLÍTICAS EDUCACIONAIS

    Semestre: 01

    Carga Horária: 135

    Ementa: Analisa os fundamentos da Avaliação de Políticas, Programas e Projetos de caráter público e, em uma perspectiva crítica, experiências realizadas em processo, visando oferecer subsídios para a elaboração de modelos operacionais.

  • CRIANÇA, ESCOLA E PROFISSIONALIZAÇÃO DOCENTE NA EDUCAÇÃO INFANTIL

    Semestre: 01

    Carga Horária: 135

    Ementa: Estuda a construção dos conceitos de infância e criança, bem como o processo de institucionalização das escolas de Educação Infantil no Brasil, em seus aspectos histórico, político, social, econômico, cultural e ideológico. Analisa questões referentes à formação dos professores de Educação Infantil, ressaltando-se a importância de sua profissionalização.

  • CULTURA E EDUCAÇÃO (M)

    Semestre: 01

    Carga Horária: 135

    Ementa: Estuda a correlação entre cultura e educação, atendo-se aos autores denominados de intérpretes do Brasil e construtores da realidade brasileira.

  • DIDÁTICA E METODOLOGIA DE ENSINO

    Semestre: 01

    Carga Horária: 135

    Ementa: Estuda os fundamentos teóricos e metodológicos relacionados à docência, discutindo a relação destes com as práticas de ensino em seus diferentes níveis.

  • DISSERTAÇÃO DE MESTRADO-EDUCAÇÃO (M)

    Semestre: 01

    Carga Horária: 360

    Ementa:

  • EDUCAÇÃO BRASILEIRA

    Semestre: 01

    Carga Horária: 135

    Ementa: Estuda a educação brasileira em seu processo histórico de constituição, com ênfase nos aspectos sócio-políticos, econômicos e culturais.

  • EDUCAÇÃO COMPARADA NO CAMPO DAS POLÍTICAS PÚBLICAS EM EDUCAÇÃO

    Semestre: 01

    Carga Horária: 135

    Ementa: Realiza o estudo das investigações que visam compreender as políticas públicas em educação nos espaços de Estados-Nações por meio da análise histórico-comparada de comunidades imaginadas entre o espaço-mundo e o espaço estados-nação, cujas estruturas organizacionais são intensificadas pelas relações entre pesquisadores, volume de informações e construção de redes.

  • EDUCAÇÃO E REFORMA DO ESTADO

    Semestre: 01

    Carga Horária: 135

    Ementa: Estuda as políticas educacionais no contexto das reformas do Estado na sociedade capitalista.

  • EDUCAÇÃO, ESTADO E DEMOCRACIA

    Semestre: 01

    Carga Horária: 135

    Ementa: Trata dos fundamentos teóricos e filosóficos da constituição do Estado e da Democracia no contexto da sociedade moderna, Estudando a Educação no contexto dos direitos humanos.

  • EPISTEMOLOGIA DA PESQUISA EM EDUCAÇÃO

    Semestre: 01

    Carga Horária: 135

    Ementa: Estuda os fundamentos da pesquisa científica e a estruturação do conhecimento na área das ciências humanas e sociais. Enfatiza os aspectos metodológicos referentes à pesquisa em educação.

  • EPISTEMOLOGIA PRAT ALFABETIZA,LETRAM E NUMERAM

    Semestre: 01

    Carga Horária: 135

    Ementa: Analisa os fundamentos teóricos e metodológicos das práticas pedagógicas de alfabetização, letramento e numeramento. Discute tendências sobre a produção de conhecimento na área da alfabetização e da educação matemática, identificando concepções a elas subjacentes.

  • ESCOLA E DESENVOLVIMENTO SÓCIO-AFETIVO

    Semestre: 01

    Carga Horária: 135

    Ementa: Estuda as dimensões cognitivas e sócio-afetivas do desenvolvimento infantil no âmbito da educação básica. Aborda a produção do conhecimento acerca dos processos de autorregulação da aprendizagem e da importância de práticas pedagógicas que favoreçam a autonomia das crianças.

  • ESCOLA, MEMÓRIA E CULTURA ESCRITA

    Semestre: 01

    Carga Horária: 135

    Ementa: Estuda as práticas, usos e representações da escrita na escola. Discute as relações entre escrita, memórias e materiais escolares, bem como a escola como espaço de produção cultural.

  • ESTÁGIO DOCÊNCIA NA GRADUAÇÃO (M)

    Semestre: 01

    Carga Horária: 30

    Ementa:

  • ESTÁGIO DOCÊNCIA NA GRADUAÇÃO II (M)

    Semestre: 01

    Carga Horária: 30

    Ementa:

  • ESTUDOS EM AVALIAÇÃO

    Semestre: 01

    Carga Horária: 135

    Ementa: Estuda os procedimentos utilizados pela escola para avaliar a aprendizagem de conteúdos atitudinais, procedimentais e conceituais, a partir das diferentes dimensões das relações interpessoais estabelecidas no contexto escolar, analisando-as na perspectiva de uma educação para autonomia.

  • ÉTICA, POLÍTICAS EDUCACIONAIS E O DIREITO À EDUCAÇÃO

    Semestre: 01

    Carga Horária: 135

    Ementa: Investiga os fundamentos éticos das políticas educacionais e o direito à educação, enquanto princípio constitucional expresso na forma de políticas públicas, à luz de uma sociedade democrática. Enfatiza conceitos como a liberdade, a igualdade, a justiça, a participação e a diversidade.

  • FILOSOFIA DA EDUCAÇÃO (M)

    Semestre: 01

    Carga Horária: 135

    Ementa: Promove a reflexão filosófico-educacional, enfocando as dimensões antropológicas, axiológicas e epistemológicas presentes na prática educativa.

  • FORMAÇÃO DE PROFESSORES E PRÁTICAS PEDAGÓGICAS

    Semestre: 01

    Carga Horária: 135

    Ementa: Estuda as teorias e tendências da formação de professores e suas implicações nas práticas pedagógicas, com ênfase na Estudagem histórico-crítica de educação.

  • GESTÃO DA EDUCAÇÃO

    Semestre: 01

    Carga Horária: 135

    Ementa: Estuda a gestão da educação no contexto da Administração da Educação como campo de conhecimento, Estudando a sua trajetória histórica, a institucionalização da gestão democrática como princípio constitucional norteador da política educacional do Estado Brasileiro.

  • LÍNGUA ESPANHOLA - EXAME SUFICIÊNCIA (M-D)

    Semestre: 01

    Carga Horária: 45

    Ementa:

  • LÍNGUA FRANCESA - EXAME SUFICIÊNCIA (M-D)

    Semestre: 01

    Carga Horária: 45

    Ementa:

  • LÍNGUA INGLESA - EXAME SUFICIÊNCIA (M-D)

    Semestre: 01

    Carga Horária: 45

    Ementa:

  • LÍNGUA PORTUGUESA - EXAME SUFICIÊNCIA (M-D)

    Semestre: 01

    Carga Horária: 45

    Ementa:

  • ORIENTAÇÃO DISSERTAÇÃO MESTRADO (M)

    Semestre: 01

    Carga Horária: 135

    Ementa:

  • PESQUISA COLABORATIVA E O USO DE NARRATIVAS EM INVESTIGAÇÕES

    Semestre: 01

    Carga Horária: 135

    Ementa: A disciplina tem como foco os estudos relacionados às práticas colaborativas, grupos colaborativos e a pesquisa colaborativa, sua constituição e fundamentos metodológicos. Também traz subsídios para o uso de narrativas como recurso de coleta de dados e na escrita narrativa de investigações.

  • PESQUISA E LINGUAGEM

    Semestre: 01

    Carga Horária: 135

    Ementa: Estuda a linguagem como instrumento e como objeto na pesquisa qualitativa em educação. Discute metodologias de produção e tratamento de material empírico relativo aos processos de linguagem.

  • PLANEJAMENTO AVALIAÇÃO DOS SISTEMAS EDUCACIONAIS

    Semestre: 01

    Carga Horária: 135

    Ementa: Estuda os aspectos históricos, políticos, ideológicos, culturais e técnicos do planejamento e da avaliação dos sistemas educacionais na sociedade capitalista contemporânea.

  • POLÍTICAS EDUCACIONAIS NO BRASIL

    Semestre: 01

    Carga Horária: 135

    Ementa: Estuda as políticas educacionais no Brasil com ênfase para o processo histórico de constituição do sistema de ensino e suas relações com o federalismo brasileiro. Analisa as Leis de Diretrizes e Bases da Educação Nacional e as perspectivas das políticas atuais em relação à educação.

  • POLÍTICAS FORMAÇÃO PROFESSORES TRABALHO DOCENTE

    Semestre: 01

    Carga Horária: 135

    Ementa: Estuda as políticas de formação de professores, suas implicações na formação profissional e suas relações com a organização do trabalho no mundo contemporâneo.

  • POLÍTICAS PÚBLICAS E DESENVOLVIMENTO

    Semestre: 01

    Carga Horária: 135

    Ementa: Estuda políticas públicas que, de maneira direta ou indireta, vinculam o enfrentamento da pobreza e/ou do subdesenvolvimento ao incremento da educação.

  • POLÍTICAS PÚBLICAS EM EDUCAÇÃO

    Semestre: 01

    Carga Horária: 135

    Ementa: Estuda as políticas públicas e a intervenção estatal na garantia de direitos; a formulação e implementação de políticas educacionais, bem como o planejamento e avaliação de políticas públicas.

  • PROCEDIMENTOS METODOLÓGICOS EM PESQUISAS COM CRIANÇAS

    Semestre: 01

    Carga Horária: 135

    Ementa: Investiga as especificidades de pesquisas na área da Educação que incluam crianças como participantes. Estuda a diversidade de procedimentos metodológicos para produção de material empírico a partir da análise de pesquisas clássicas e contemporâneas.

  • PSICOLOGIA DA EDUCAÇÃO (M)

    Semestre: 01

    Carga Horária: 135

    Ementa: Estuda os fundamentos psicológicos do fenômeno educativo tal como se constituiram historicamente, desembocando na abordagem histórico-cultural como chave para pensar propostas na área.

  • PSICOLOGIA E PROCESSOS EDUCATIVOS

    Semestre: 01

    Carga Horária: 135

    Ementa: Estuda os fundamentos psicológicos do fenômeno educativo segundo a Estudagem histórico-cultural. Realiza discussões sobre os aspectos históricos, culturais e sociais implicados na constituição e no desenvolvimento dos sujeitos. Enfatiza as repercussões do trabalho escolar sobre a formação de alunos e professores.

  • SEMINÁRIO AVANÇADO DE PESQUISA I (M)

    Semestre: 01

    Carga Horária: 135

    Ementa: Analisa e acompanha o delineamento de projetos de pesquisa dos alunos (mestrado e doutorado), priorizando os aspectos epistemológicos e metodológicos. Promove reflexões acerca das temáticas desenvolvidas pelo Grupo de Pesquisa institucional.

  • SEMINÁRIO AVANÇADO DE PESQUISA II (M)

    Semestre: 01

    Carga Horária: 135

    Ementa: Analisa e acompanha o delineamento de projetos de pesquisa dos alunos (mestrado e doutorado), priorizando os aspectos epistemológicos e metodológicos. Promove reflexões acerca das temáticas desenvolvidas pelo Grupo de Pesquisa institucional.

  • SEMINÁRIO AVANÇADO DE PESQUISA III (M)

    Semestre: 01

    Carga Horária: 135

    Ementa: Analisa e acompanha o delineamento de projetos de pesquisa dos alunos, em especial projetos de dissertação, priorizando os aspectos epistemológicos e metodológicos. Promove reflexões acerca das temáticas desenvolvidas pelo Grupo de Pesquisa institucional.

  • TEORIA DO CURRÍCULO E POLÍTICAS CURRICULARES

    Semestre: 01

    Carga Horária: 135

    Ementa: Estuda a evolução do conceito de currículo e as tendências curriculares, com ênfase nas questões contemporâneas de currículo e suas expressões nas práticas da educação básica e superior, e analisa as políticas curriculares.

Formação e Trabalho Docente

Os estudos realizados no grupo buscam analisar a formação de professores da educação básica e suas práticas pedagógicas, sobretudo as referentes à Educação Infantil e aos anos iniciais do Ensino Fundamental. Há especiais investimentos no exame crítico da formação inicial e continuada de professores, nas relações destas com as práticas pedagógicas concretizadas na vida da escola e da sala de aula, na vida das crianças e das famílias. As abordagens teóricas que fundamentam as pesquisas realizadas pelos participantes do grupo são, prioritariamente: a tendência Histórico-crítica (na Pedagogia) e a teoria Histórico-cultural (na Psicologia). As produções dos pesquisadores tem sido publicadas em livros integrais, em capítulos de livros, artigos em periódicos indexados e divulgadas através de apresentação em eventos científicos. Os participantes do grupo realizam, também, assessorias a Secretarias de Educação (em Campinas, Amparo, Itatiba e Pedreira) e tem tido, regularmente, oportunidade de ministrar cursos e palestras para professores, equipes gestoras e educadores das redes de ensino estadual e municipais.

Link do Grupo de Pesquisa

Docentes

  • ELVIRA CRISTINA MARTINS TASSONI
  • HELOISA HELENA OLIVEIRA DE AZEVEDO
  • JUSSARA CRISTINA BARBOZA TORTELLA
  • MARIA AUXILIADORA BUENO ANDRADE MEGID
  • MARIA SILVIA PINTO DE MOURA L DA ROCHA

Gestão e Políticas Públicas em Educação

O grupo, tem seus antecedentes no grupo Qualidade de Ensino, criado em 1998, pelo Dr. Newton Cesar Balzan,pesquisador senior do CNPq. Investiga a política, o planejamento, a gestão e a avaliação da educação básica e superior, com o propósito de subsidiar discussões mais amplas de política de educação em nosso país. Os projetos executados no grupo abordam as seguintes temáticas: a) programas de transferência de renda e suas relações com a educação; b) estudos de avaliação educacional na educação básica e c) política de avaliação da educação superior. Compõe o grupo, três professores titulares do Programa de Pós Graduação em Educação da PUC-Campinas, 3 doutorandos, 12 mestrandos e 4 bolsistas de iniciação científica. O grupo conta com o apoio de agências de fomento tais como CAPES, CNPq e FAPESP, participa de importantes associações científicas nacionais e internacionais (ABAVE, ANPAE, ALAS) e de redes de pesquisa nacionais e internacionais (REIPPE, RIIED, REIPPE).

Link do Grupo de Pesquisa

Docentes

  • ADOLFO IGNACIO CALDERÓN
  • MONICA PICCIONE GOMES RIOS

Política e Fundamentos da Educação

O grupo investiga aspectos relativos aos fundamentos da educação no contexto das políticas públicas em educação, linha de pesquisa do Programa de Pós-Graduação em Educação. Os projetos dos pesquisadores, em desenvolvimento no grupo, no biênio (2016-2017) são: (i) "Da Filosofia à Educação: conhecimento de si, cuidado de si, inquietude de si", "O Ensino de Filosofia como Política Pública e a questão do conhecimento para o Ensino Médio: Base Nacional Comum Curricular em análise", "Educação e o problema da individuação pelo conceito de diferença pura", "O Estado-nação e a relação igualdade/ liberdade na questão étnico-racial: investigação das relações entre liberdade e igualdade existentes nas políticas públicas antirracistas em educação efetivadas no Brasil". Houve o desenvolvimento de um projeto no contexto do PNPD da CAPES, intitulado: "Políticas públicas em educação: autossuperação em educação inclusiva no contexto do ensino de artes", por Mariana Baruco Machado Andraus.

Link do Grupo de Pesquisa

Docentes

  • ANDRE PIRES
  • ARTUR JOSE RENDA VITORINO
  • SAMUEL MENDONÇA

Formação de Professores e Práticas Pedagógicas

Estuda a formação inicial e continuada de professores da Educação Básica e suas práticas pedagógicas, enfocando os processos de ensino-aprendizagem e de profissionalização docente, articulados com os contextos socioculturais em que ocorrem.

Políticas Públicas em Educação

Estuda os fundamentos e a atuação do Estado na perspectiva da garantia da Educação como direito social nos diversos níveis e modalidades de ensino, enfocando os processos de formulação, planejamento, implantação, gestão e avaliação das políticas públicas relacionadas com educação.

Data de defesaTítuloAutorOrientadorTipo de documento

Eventos

  • Programa de Pós-Graduação em Educação
    Programa de Pós-Graduação em Educação - Mestrado
  • Coordenador
    SAMUEL MENDONÇA
  • Área de Concentração
    Educação
  • Local Campus I
  • Avaliação CAPES Visitar Página Oficial

Manifestação de Interesse

  • SECRETARIA DO CENTRO

Informações

Telefone (19) 3343-7409

 

Email

poseduc.cchsa@puc-campinas.edu.br