Acessibilidade  
Central de Atendimento ao Aluno Área do aluno
Vestibular 2021

Plataformas utilizadas nas principais universidades do mundo garantem continuidade das atividades acadêmicas na PUC-Campinas

Usadas também por empresas em processo de transformação digital, ferramentas permitem ampla interação entre alunos e professores

O uso de plataformas digitais foi a solução encontrada pela PUC-Campinas para dar continuidade às atividades acadêmicas durante a crise mundial causada pelo coronavírus. Até que a situação seja normalizada, alunos e professores da Instituição terão acesso a ferramentas como o Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA), o Canvas e o Teams, que permitem uma interação on-line completa com recursos de videoconferência, compartilhamento de materiais em multimídia, fóruns, entre outros.

A adoção dessas plataformas pela Universidade, que tem acompanhado o processo de transformação digital, busca não apenas garantir o prosseguimento das atividades no período de isolamento social, mas também oferecer novas possibilidades que ampliem as experiências de aprendizado dos alunos. A expectativa inicial era inserir as ferramentas de forma gradual à rotina acadêmica, mas o processo de migração e capacitação foi antecipado em virtude dos acontecimentos recentes da Covid-19.

Até terça-feira, 31 de março, aproximadamente 16 mil alunos já faziam uso das plataformas para a realização das atividades remotas, que incluem envio de avisos e e-mails, tarefas on-line, chats, calendário compartilhado, suporte a videoconferências, realização e correção de provas, ferramentas de colaboração, fóruns e compartilhamento de arquivos em multimídia. Hospedados em nuvem, os serviços possuem infraestrutura robusta para suportar altas cargas, armazenar grandes volumes de dados e atender a um número elevado de usuários.

Além das plataformas já citadas, a comunidade acadêmica também tem à disposição o Office 365, da Microsoft, que possibilita a utilização de ferramentas para a comunicação e colaboração on-line. como Word, Excel, PowerPoint, Outlook, OneDrive (armazenamento de arquivos em nuvem), Sway (criação de apresentações interativas), Stream (streaming de vídeos e videoaulas), OneNote (permite criação de anotações e cadernos virtuais), e Teams (realização de videoconferências e aulas virtuais).

“Desde o anúncio da suspensão das aulas presenciais, foram criadas cerca de 15 mil salas virtuais nas três plataformas (AVA, Canvas e Teams), de maneira que todos, alunos e professores, tenham acesso a conteúdos ajustados aos seus perfis e necessidades. Além disso, estamos realizando capacitações virtuais para que os docentes possam planejar e realizar suas atividades remotamente com a mesma qualidade e seriedade existentes nas aulas presenciais da PUC-Campinas”, destaca o Prof. Me. Edmar Santana de Rezende, coordenador do Departamento de Desenvolvimento Educacional (DDE).

Experiências

Docente na Faculdade de Direito da PUC-Campinas, a Profa. Me. Janaína Dantas Gomes acredita que o uso das plataformas digitais possibilita não só a manutenção das atividades, mas também alimenta o potencial criativo dos alunos, que têm produzido material inovador e adaptado a essa realidade. “Acredito que ocupar a vida dos estudantes com seus conteúdos, valorizando-os e valorizando suas formas de expressão será um grande ganho dessas formas de desenvolver novas ideias”, afirma.

Diante da crise sanitária causada pela pandemia e da iminente necessidade de adaptar os conteúdos ao universo digital, a professora tem estimulado os alunos a produzir materiais compartilháveis pela internet, tendo o propósito de oferecer à população conteúdos críticos, reflexivos e de qualidade. “As metodologias diferenciadas que venho utilizando desde 2018, que resultam em materiais em forma de jogos e cartilhas, são capazes de modificar o ambiente da sala de aula para melhor, aumentando a interatividade e o engajamento dos alunos”, ressalta Janaína.

O desenvolvimento de jogos, testes do Buzzfeed, contas no Instagram, vídeos e sites, além das aulas tradicionais, continuam sendo possíveis durante a quarentena graças à adoção das plataformas que, segundo a professora, têm garantido o andamento normal das atividades por meio das reuniões em áudio e vídeo, cuja interação ocorre em tempo real de forma simples e prática.

“O bom uso das ferramentas online para estudo e interação nos mostra como podemos aproveitar a tecnologia para melhorar nosso acúmulo e compartilhamento de conteúdo. Esse é um dos objetivos na minha formulação de matérias pelo Instagram, por exemplo: fazer com que eles (os alunos) usem o tempo para aprender, dialogar e compartilhar conteúdos”, finaliza.

A Profa. Me. Maria Beatriz Ardinghi, docente nos Cursos de Design Digital e Arquitetura e Urbanismo da Universidade, tem preparado atividades específicas de acordo com a característica das disciplinas que ministra. Além da videoaula para a apresentação de conteúdos teóricos, também têm sido feitas videoconferências ao vivo para mentoria e acompanhamentos de projetos práticos.

“Tenho proposto, para não comprometer a dinâmica de estudos e estimular a coparticipação, que os alunos se reúnam virtualmente em grupos para fazer uma autocorreção das atividades. Deste modo, eu devolvo aos alunos a discussão e a autonomia. Além disso, posso sanar a dúvida que seria de um aluno para um número maior de participantes”, explica a professora.

No último ano de Design Digital, a aluna Jéssica Serrate avalia como positiva a experiência de aulas à distância. Para ela, apesar de algumas dificuldades naturais decorrentes da urgência na implantação das plataformas, os professores e a coordenação têm se mostrado dispostos a ajudar e melhorar os conteúdos dia após dia. “Estou tendo acesso normal a textos para leitura e fichamentos relacionados a cada disciplina, além de videoaulas com boa didática e material explicativo e relevante”, diz.

“Neste momento, acho que todos estamos passando por dificuldades e adaptações, mas acho que o ponto positivo é o esforço dos professores de buscar alternativas que ajudem a todos”, complementa Jéssica.

As aulas presenciais na PUC-Campinas, que cumpre os decretos emanados pelo Governo Estadual e pela Prefeitura Municipal de Campinas, bem como as orientações das autoridades sanitárias, seguem suspensas até o dia 12 de abril.



Vinícius Purgato
1 de abril de 2020