Acessibilidade  
Central de Atendimento ao Aluno Área do aluno
Vestibular 2021

Afirmou a socióloga Maria José Rosado, Presidente da ONG “Católicas pelo Direito de Decidir”, em palestra na LVII Semana Jurídica da PUC-Campinas

 

Durante a manhã de sexta-feira (3) a LVII Semana Jurídica recebeu a renomada socióloga Maria José Rosado para uma palestra sobre o direito das minorias, no Auditório Dom Gilberto – Campus I – A Semana Jurídica de 2014 tem como tema “50 anos depois, a Ditadura já era?” – O Direito Antes, Durante e Depois da Redemocratização”.

 

Em sua apresentação, Rosado afirmou que o aprendizado da Democracia é longo, pois o Brasil ainda se recupera do cerceamento da liberdade promovido pelo Regime Militar.  “Devido ao autoritarismo, no Brasil existe a ausência da ideia de que a população tem seus direitos e que eles devem ser respeitados”, observou.

 

Rosado também destacou o papel da Igreja Católica durante a Ditadura. “A Igreja Católica no Brasil, diferente de outros países na América Latina, foi um pólo de resistência aos governos militares. Como tudo era controlado, a Igreja Católica, que faz parte do campo religioso e não político, tinha mais liberdade de dar voz à resistência”, afirmou.

 

Feminista, falou sobre a participação das mulheres na luta contra o Regime. “Elas passaram a reivindicar seus direitos sociais e também em sua vida privada, buscando mudar seu lugar nas relações de poder”, analisou. “Tornaram-se líderes de comunidades. Passaram a se reconhecer como “seres para si” e “não para os outros””, ressaltou.

 

Maria José Rosado é Doutora em Sociologia pela École de Hautes Études en Sciences Sociales de Paris, Presidenta da ONG “Católicas pelo Direito de Decidir”, Professora no Programa de Pós-Graduação em Ciências da Religião da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP), Pesquisadora do CNPq e Professora convidada na Harvard University, em 2003. Empreendedora Social apoiada pela ASHOKA (2007-2010) foi uma das mil mulheres indicadas conjuntamente para receber o Nobel da Paz (projeto Mil Mulheres pela Paz). Atualmente, é uma das 400 Global Experts da ONU.

 

A Semana

 

De 29 de setembro a 03 de outubro, a Faculdade de Direito da PUC-Campinas realiza a LVII (57ª) Semana Jurídica, no Auditório Dom Gilberto, no Campus I – Rodovia Dom Pedro I, km 136.

 

Durante toda a Semana Jurídica é possível conferir a exposição "1964-2014: Da tortura aos direitos humanos" e antes de cada palestra no período noturno (das 18h às 19h30) estão sendo exibidos documentários sobre o período de Ditadura Militar no Brasil.

 

O evento também introduz o aluno na temática de Direitos Humanos, já que no segundo semestre de 2015, os estudantes do curso de Direito irão cumprir estágio obrigatório na área.



Portal Puc-Campinas
3 de outubro de 2014