Acessibilidade  
Central de Atendimento ao Aluno Contatos oficiais Área do aluno
Novo Vestibular

Universidade desenvolve projeto com Conselho Internacional de Monumentos e Sítios  

Estudantes organizam dados sobre patrimônios arquitetônicos, culturais e históricos 

A PUC-Campinas desenvolve em parceria com o Icomos (Conselho Internacional de Monumentos e Sítios) um trabalho de registro e organização de dados sobre patrimônios arquitetônicos, culturais e históricos brasileiros. O convênio com a instituição internacional, que atua em 160 países e assessora a Unesco, completará dois anos em 2022 e tem a participação de estudantes da Universidade.

A Profa. Dra. Vanessa Gayego Bello Figueiredo, do Curso de Arquitetura e Urbanismo, é coordenadora do projeto na Universidade,  do Comitê de Estudos de Paisagens Culturais no Brasil e do Núcleo Estadual São Paulo do Icomos. Ela diz que a instituição, criada em Veneza em 1964, só aceita integrantes indicados por outros três membros e com experiência de pelo menos cinco anos em sua área de atuação.

Clique aqui para conhecer o Instragam do Icomos

E aqui para conhecer o Comitê de Paisagens Culturais

A maioria dos membros é de arquitetos, mas também há engenheiros, geólogos, arqueólogos, historiadores, biólogos e outros profissionais. Os trabalhos de análise e avaliação de patrimônios da organização é usado para assessorar decisões da Unesco, organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura.

Também é possível a participação em grupos de trabalho voltados especialmente para jovens profissionais e universitários, que podem integrar e participar de pesquisas e atividades da associação sem precisar pagar taxas. Foi por meio dessa forma de participação que universitários da PUC-Campinas puderam integrar o projeto.

Eles estão ajudando como voluntários a catalogar, organizar e unificar dados sobre patrimônios artísticos, históricos e culturais do estado de São Paulo, em parceria com o Instituto de Geografia da Unicamp. O objetivo é produzir 10 publicações, cada uma com uma região do estado. A primeira foi a região de Campinas, que integrará o primeiro volume. Outras duas regiões já estão com trabalhos iniciados, a Baixada Santista e o Vale do Paraíba.

A atividade prevê a pesquisa, divulgação e educação sobre bens culturais no Estado de São Paulo, no Brasil e no mundo. Poderão ser elaborados inventários e fichas dos bens culturais relevantes para divulgação em sites, em mídias das redes sociais, em congressos científicos, em circuito de palestras e cursos, por meio de jogos, livros, guias, gibis, quadrinhos, folheteria, matérias jornalísticas, roteiros de visitação turística e outros materiais voltados a públicos diversos, desde crianças, adultos e terceira idade.

O resultado dos trabalhos poderá ajudar na elaboração de políticas públicas, planejamento territorial, cartografias e banco de dados georreferenciados sobre o patrimônio cultural. Esta atividade prevê a pesquisa, organização e divulgação sobre bens culturais no Estado de São Paulo, no Brasil e no mundo.

A parceria prevê a elaboração de projetos de restauro, conservação e manutenção de bens culturais, levantamento histórico, patologias, prospecção de pintura, detalhes arquitetônicos e desenvolvimento de anteprojeto, com base nas teorias da restauração e conservação formuladas ou ratificadas pelo Icomos.

Luiza Simionato, do 5º ano da Arquitetura, participa do Icomos desde 2021. Ela ficou sabendo do projeto por meio da Profa. Vanessa. “Achei uma oportunidade ótima para me envolver na temática de patrimônio, que é um campo ainda não muito explorado”, disse.

Ela conta que dentro do Icomos os alunos participantes se dividem em grupos para diferentes atividades, como georreferenciamento, paisagem cultural, habitação de interesse social e pesquisa do patrimônio paulista. Em muitas dessas áreas, eles elaboram fichas técnicas, que são divulgadas em redes sociais. Ela também produz desenhos desses patrimônios estudados e pesquisados dentro das atividades da parceria entre o Icomos e a PUC-Campinas.

Renan Rodrigues, que se formou no ano passado, também participou na equipe de georreferenciamento desde o início da parceria. “Foi legal participar desde o início, pois ele foi sendo reelaborado e aprimorado durante o processo de desenvolvimento. Como tem várias frentes, também tínhamos contatos com o pessoal de outras áreas para a troca de experiências”, disse.

Ainda há vagas abertas para alunos de Arquitetura e Urbanismo, Geografia, História, Turismo e Ciências Sociais. Os interessados podem buscar informações com a Profa. Vanessa pelo e-mail vanessa.figueiredo@puc-campinas.edu.br.



Marcelo Andriotti
29 de março de 2022