Acessibilidade  
Central de Atendimento ao Aluno Área do aluno
Vestibular 2021

Universidade comemora 78 anos com Celebração Eucarística e concerto no Campus I

Criada em 1941, Instituição tem trajetória lembrada em Missa de Ação de Graças

Uma Celebração Eucarística em Ação de Graças marcou, na manhã de 7 de junho, o aniversário de 78 anos da PUC-Campinas. A missa, conduzida por Dom Gilberto Pereira Lopes, Arcebispo Emérito da Arquidiocese de Campinas, reverenciou a trajetória da Instituição que, além de oferecer ensino de qualidade a seus estudantes, atua ativamente na construção de uma sociedade mais justa e solidária. As comemorações foram encerradas no período da noite com uma apresentação do Grupo de Música de Câmara, do Centro de Cultura e Arte (CCA) da PUC-Campinas.

Estiveram presentes na cerimônia da manhã o Reitor da Universidade, Prof. Dr. Germano Rigacci Júnior, o Vice-Reitor, Prof. Dr. Pe. José Benedito de Almeida David, Pró-Reitores, Diretores de Centro e de Curso, professores, alunos, funcionários e lideranças políticas, como o Vice-Prefeito da cidade, Henrique Magalhães Teixeira, o Secretário de Desenvolvimento Econômico, Social e de Turismo de Campinas, André Von Zuben, e o Vereador Aparecido de Campos Filho, representando a Câmara Municipal de Campinas.

Clique abaixo para ver galeria de fotos.

Comemorações de 78 anos da PUC-Campinas

“A PUC-Campinas é uma parceira que extrapola as questões municipais. Ela projeta profissionais e mentes para o Brasil e para o mundo. É um orgulho ter a Universidade na nossa cidade”, disse Teixeira.

“Frequentei a Universidade lá nos anos 80, então tenho embasamento para falar de tudo que a Pontifícia Universidade Católica de Campinas representa não só para Campinas, mas para todo o nosso país pelo trabalho relevante que faz. É o momento de dar os parabéns e que os 78 anos já vividos projetem uma longa trajetória, sempre acompanhando o progresso da cidade, do país e do mundo”, complementou Campos Filho.

O Reitor da PUC-Campinas, por sua vez, lembrou que o passado deixa legados importantes, mas que também é preciso olhar para frente. “Muita coisa se fez e tantas outras serão feitas, seguindo sempre o preceito de construir, através das atividades de Ensino, Pesquisa e Extensão, uma cultura do encontro, do diálogo e da paz. Essa é a missão da nossa Universidade”, destacou.

Comemorações

Além do ato litúrgico da manhã, outras duas atividades foram promovidas durante a semana para resgatar as memórias e comemorar o início de um novo ciclo. Na terça-feira, 4 de junho, a Orquestra e Coral Sinfônico do Centro Universitário Adventista de São Paulo (Unasp) trouxe ao Auditório Dom Gilberto o Concerto “Fé, Esperança e Amor”, com interpretações dos trechos de “Les Misérables” e “The Sound of Music”.

Já na quinta-feira, 6 de junho, o espetáculo foi comandado pela Orquestra Jazz Sinfônica de Valinhos, cujo repertório contemplou músicas com sonoridades advindas de diversos Estados brasileiros, como Alagoas, Bahia, Paraíba, Pernambuco, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte e São Paulo.

Ainda na sexta-feira houve encerramento, às 19h30, no Auditório Cardeal Agnelo Rossi, com o Concerto do Grupo de Música de Câmara, do Centro de Cultura e Arte (CCA) da PUC-Campinas, composto por jovens músicos da Universidade e da comunidade externa.

A apresentação contou com um repertório eclético que abrange música erudita, popular e rock. Entre elas, obras de Mozart, Beethoven e Guerra-Peixe, bem como canções populares dos Beatles, Queen, entre outros.



Vinícius Purgato
7 de maio de 2019