Acessibilidade  
Central de Atendimento ao Aluno Área do aluno
Vestibular 2021

Relatório com “check-up” de Campinas é elaborado com indicadores fornecidos pelo Observatório da PUC

Estudos sobre educação, mobilidade urbana, meio ambiente, saúde, trabalho e renda são usados para diagnosticar problemas do Município

A Fundação Urbe9, utilizando os dados fornecidos pelos estudos do Observatório PUC-Campinas e de outras instituições parceiras, lançou no início desta semana o relatório “Sinais Vitais 2019”, que apresenta um resumo consolidado de indicadores e tendências que afetam a qualidade de vida na cidade de Campinas. O material, que interliga nove áreas essenciais ao desenvolvimento municipal e ao bem-estar da população, já está disponível para leitura. (Clique aqui)

Entre os temas tratados no relatório, seis estão inseridos ao contexto de análise do Observatório PUC-Campinas – cultura; educação; meio ambiente; mobilidade urbana; saúde; trabalho e renda –, que desenvolveu uma série de levantamentos associados a tais questões ao longo do ano. Os dados foram cedidos à Urbe9, com a qual instituiu acordo de colaboração, e transformados em linguagem universal com a finalidade de gerar soluções de impacto social e atrair investimentos para o aprimoramento da cidade.

“O Relatório Sinais Vitais proporciona, deste modo, uma bússola, um mapa, uma ferramenta de foco sobre as prioridades que precisam ser consideradas pelos cidadãos e por todos aqueles que se propõem a administrar a cidade, objetivando um futuro melhor e com mais de possibilidades, reforça a publicação.

Destacam-se, nos resultados apresentados, alguns pontos anteriormente revelados nos estudos do Observatório: o desafio da empregabilidade dos jovens; a taxa de crescimento acelerada no número de veículos no município; a expansão populacional, sobretudo de idosos; a maior informalidade no mercado formal; a diferença salarial entre homens e mulheres; entre outros.

Como acréscimo, o relatório consolida os dados e as informações, conecta todos os indicadores e apresenta um verdadeiro check-up anual da cidade indicando problemas, desafios, tendências e oportunidades, quanto das iniciativas de excelência na geração de impacto e inovação social, necessárias para o estabelecimento de boas políticas públicas e o efetivo engajamento de todos para a construção de um município melhor.

“Em posse dos indicativos gerados pelo Observatório PUC-Campinas, nós fazemos uma conexão e a inter-relação entre diferentes nuances dentro de cada tema. Por exemplo: como a mobilidade urbana impacta a saúde de quem vive em Campinas? Como os aspectos relacionados a trabalho e renda determinam a moradia e a segurança pública no entorno? As ações são complementares nesse sentido: uma atividade na investigação dos porquês e outra fazendo uma conexão de tudo isso para que possamos alavancar políticas públicas mais eficientes”, destacou Eduardo Sancho, diretor da Fundação Urbe9 durante o II Fórum Observatório PUC-Campinas.

Observatório PUC-Campinas

O Observatório PUC-Campinas, lançado no dia 12 de junho de 2018, nasceu com o propósito de atender às três atividades-fim da Universidade: a pesquisa, por meio da coleta e sistematização de dados socioeconômicos da Região Metropolitana de Campinas; o ensino, impactado pelos resultados obtidos, que são transformados em conteúdo disciplinar; e a extensão, que divide o conhecimento com a comunidade.

A plataforma, de modo simplificado, se destina à divulgação de estudos temáticos regionais e promove a discussão sobre o desenvolvimento econômico e social da RMC.  As informações, que englobam indicadores sobre renda, trabalho, emprego, setores econômicos, educação, sustentabilidade e saúde, são de interesse da comunidade acadêmica, de gestores públicos e de todos os cidadãos.

Fundação Urbe9

Estabelecida na cidade de Campinas em 2016, a Fundação Urbe9 tem como inspiração iniciativas e resultados de excelência obtidos pela Toronto Foundation do Canadá, que tem quase 40 anos de atuação trabalhando em prol do desenvolvimento humano e das cidades.

A partir dessas premissas, a Fundação Urbe9 busca necessidades, oportunidades e soluções para gerar aprimoramento e desenvolvimento urbano com o auxílio da tecnologia, do conhecimento e da inovação.

Foto: Luiz Granzotto (Flickr: Prefeitura de Campinas)



Vinícius Purgato
6 de dezembro de 2019