Observatório PUC-Campinas
Observatório
PUC-Campinas
Facebook
Central de
Atendimento
ao Aluno

O Trabalho de oito alunos do 5º ano da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da PUC-Campinas conquistou o 1º lugar no Concurso Internacional de Escolas de Arquitetura na 7ª Bienal Internacional de Arquitetura de São Paulo (BIA), que ocorre até o dia 16 de dezembro, no Prédio da Bienal, no Parque do Ibirapuera, em São Paulo. A proposta dos estudantes é requalificar o bairro paulistano do Brás. O resultado do concurso foi divulgado na terça-feira (dia 4).

Com o tema “Arquitetura: o público e o privado”, a equipe defendeu o desenvolvimento da cidade atrelado à manutenção dos patrimônios históricos. Para isso, propôs a transposição da linha ferroviária do Brás. Isso, de acordo com o grupo, tornaria o local mais acessível e melhoraria a organização do comércio característico da região do Largo da Concórdia. “O projeto pretende adaptar o bairro para o desenvolvimento da cidade de São Paulo, sem ferir a história local”, explicou o aluno Fabrício Linardi.

O grupo expõe a maquete do projeto junto com outras 31 escolas de arquitetura de vários estados brasileiros e também do exterior. Dessas, três disputaram os primeiros lugares. De acordo com a organização do evento, as propostas de intervenções físico-espaciais dos futuros profissionais foram avaliadas pela possibilidade de criar, em cada caso, ambientes urbanos mais humanos, livres, justos, ativos, atraentes, acessíveis, confortáveis, estimulantes, higiênicos, seguros e sustentáveis. “Como estudante, esse é o prêmio máximo que poderíamos ter recebido”, ressaltou o integrante do grupo Bruno Rossi.

Luis Espallargas Gimenez, um dos professores orientadores do grupo, explicou que o projeto da equipe tem características importantes por não tratar a intervenção na cidade de forma convencional, mas, sim, de maneira espetacular e harmoniosa. O trabalho dos estudantes da PUC-Campinas também foi orientado pelos professores Araken Martinho, Ricardo Marques de Azevedo, Ivone Salgado e Maria Helena Machado. Integram ainda a equipe os alunos: Carlos Fonseca, Fernanda Villalon, Gabriel Frasson, Guilherme Socalschi, Ivan Okamoto, Maití Gadioli.

A 7ª BIA ocupa os 25 mil metros quadrados do Prédio da Bienal e conta com aproximadamente 300 maquetes. Além do Concurso Internacional de Escolas de Arquitetura, o evento reúne projetos de profissionais brasileiros, entre eles ex-alunos da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da PUC-Campinas, e estrangeiros. Há também exposições individuais com homenagens especiais aos arquitetos Oscar Niemeyer, que comemora 100 anos de idade, e Paulo Mendes da Rocha.


Pesquisar

Tags

Categoria (s)

Veja também

Cursinho Popular da Faculdade de Arquitetura abre inscrições para 2019

Universidade participa de projeto para criar Hub Internacional de Desenvolvimento Sustentável

Resultado da 1ª Chamada e os Pré-Selecionados em 2ª Chamada – Vestibular Social 2019

Local da Prova do Novo Vestibular 2019

Universidade divulga lista de aprovados nos Cursos de Especialização