Acessibilidade  
Central de Atendimento ao Aluno Área do aluno
Vestibular 2021

A PUC-Campinas promove na próxima quinta-feira, 19 de abril, no Largo da Catedral no Centro de Campinas, a 9ª Campanha Nacional da Voz, das 9h às 16h. Serão oferecidos, gratuitamente, exames e orientação vocal sobre as principais doenças que prejudicam os órgãos que compõem o aparelho vocal. As pessoas com indicação para tratamento de alguma patologia serão encaminhadas ao Hospital e Maternidade Celso Pierro da PUC-Campinas e ao Centro de Ciências da Vida (CCV), ambos localizados no Campus II da PUC-Campinas (avenida John Boyd Dunlop s/nº, Jardim Ipaussurama).

Mais informações
Uma das doenças de maiores riscos relacionadas à voz é o câncer de laringe. Sua incidência no Brasil, em estado avançado, é alta: são cerca de 15 mil novos casos diagnosticados por ano. Este número poderia ser menor se a população estivesse consciente dos sintomas da doença. Por este expressivo índice, a Academia Brasileira de Laringologia e Voz teve a iniciativa de implantar a Campanha Nacional da Voz desde 1999. Desde então são realizados, anualmente, em todo o Brasil, sempre na semana do dia 16 de abril, eventos gratuitos de educação e prevenção às doenças vocais.

A PUC-Campinas e o Hospital Celso Pierro estão engajados desde o início nesta campanha. “O objetivo é conscientizar a população dos cuidados que deve ter com a voz, já que é um dos meios mais importantes da comunicação humana”, explica a diretora da Faculdade de Fonoaudiologia, professora Mariene Terume Umeoka Hidaka, uma das coordenadoras do evento.

Outro coordenador das atividades é o otorrinolaringologista Silvio Antônio Monteiro Marone, médico do Celso Pierro e professor da Faculdade de Medicina. Segundo Marone, se a rouquidão aparece não se deve esperar mais que duas semanas para procurar um especialista, a fim de diagnosticar a origem do problema e indicar o melhor tratamento. “Os problemas vocais ligados aos profissionais da voz, em especial os professores, são relativamente mais comuns devido ao comportamento abusivo e muitas vezes inadequado do aparelho vocal, levando a uma sobrecarga da laringe e conseqüente lesão”, acrescenta o médico.

Serviço
O Serviço de Otorrinolaringologia do Hospital Celso Pierro é coordenado pelo médico Silvio Antônio Monteiro Marone, também professor da Faculdade de Medicina. Conta com 4 otorrinolaringologistas, 1 docente, 4 voluntários, 3 fonoaudiólogos, 2 enfermeiras e 6 residentes. O Serviço realiza 250 laringoscopias por mês e tem como subespecialidades: otologia, laringologia, rinologia, otoneurologia, estética e reparadora funcional da face.

A Clínica de Fonoaudiologia, vinculada à Faculdade de Fonoaudiologia, é coordenada pela professora Ana Maria Chirelli. Conta com 15 fonoaudiólogos e 1 fonoaudióloga assistencial, que fazem a triagem auditiva neonatal (teste da orelhinha) no Hospital Celso Pierro. A Clínica realiza avaliação terapêutica e possui o serviço de audiologia, que responde por mês a cerca de 1.100 atendimentos. Está em fase de implantação o Projeto como Centro de Referência de Saúde Auditiva, para tornar a clínica um dos três centros credenciados pelo Ministério da Saúde na Direção Regional de Saúde-XII (DIR-XII), que abrange a Região Metropolitana de Campinas.



Portal Puc-Campinas
16 de abril de 2007