Acessibilidade  
Central de Atendimento ao Aluno Contatos oficiais Área do aluno
Novo Vestibular

Projeto de Extensão lança portfólio com histórias de quem cuida da família 

Foram gravados podcasts e agora registradas em textos as experiências de mulheres da periferia 

O Projeto Articuladas, da Extensão da PUC-Campinas, lançou o portfólio virtual Memórias do Cuidado. Coordenado pela Profa. Dra. Stela Cristina de Godoi, do curso de Ciências Sociais, ele tem a participação de alunos voluntários e foi realizado junto ao Grupo da Melhor Idade do Centro de Convivência Social (CCS) do Jardim Rosolém, de Hortolândia.

O trabalho realizado com mulheres moradoras da periferia de Hortolândia reúne suas histórias, memórias e depoimentos, que foram transformados em podcasts e agora registrados em formato de textos, que podem ser acessados no site da PUC-Campinas na área dos projetos de Extensão.

Clique aqui para acessar

As “memórias do cuidado”, narradas pelas idosas do Grupo da Melhor Idade do CCS do Jardim Rosolém, despertam a sociedade para a importância do cuidado e da inclusão da população idosa no desenvolvimento social. No período de pandemia, elas foram fundamentais para manter a economia, para auxiliar vítimas da doença e para o controle das contaminações.

Cozinhar, limpar, entreter, administrar remédios, educar, estar inserido nas atividades sociais, tudo isso demanda e movimenta uma “economia invisível” na qual as mulheres são a principal força de trabalho. Em casa, elas dedicam o dobro do tempo que os homens despendem em afazeres domésticos e em cuidados com as pessoas da família.

Todavia a sociedade não está acostumada a pensar o cuidado direto e indireto com as pessoas como trabalho, pois trabalhar parece sempre envolver sofrimento e interesses econômicos, o que a priori não parece combinar com o sentido do cuidar.

Contatos 

A professora Stela conta que a aproximação com as entrevistadas foi feita com a ajuda do grupo de Melhor Idade do CCS Rosolém, que intermediou os primeiros contatos. Por conta da pandemia, tudo precisou ser feito de forma remota. De início, a coordenadora e estudantes voluntários participaram de reuniões virtuais do grupo.

Primeiro, os integrantes do projeto se apresentaram e falaram sobre suas experiências e histórias de vida. Isso fez com que ganhassem a confiança das participantes, que depois contaram as suas próprias histórias.

Assim, a partir da perspectiva de quem cuida das pessoas e da casa ao longo de toda uma vida, foram registrados os depoimentos e trechos dessas histórias, narrados primeiramente em episódios do podcast “Sísifo e o Cuidado”. Agora, eles ganham versão impressa junto a outras análises e dados reunidos no projeto.



Marcelo Andriotti
7 de março de 2022