Acessibilidade  
Central de Atendimento ao Aluno Área do aluno
Vestibular 2021

Programa de Aceleração de Startups da PUC-Campinas tem início com 26 projetos de negócios 

Equipes receberão mentoria de professores do espaço Mescla e de profissionais da aceleradora Venture Hub

Por Elton Mateus Felix

A 1ª edição do Programa de Aceleração de Startups da PUC-Campinas, criado com o objetivo de auxiliar no desenvolvimento de ideias de negócios, terá início no dia 9 de novembro, de maneira remota, com 26 projetos selecionados por meio da 3ª Mostra de Inovação e Empreendedorismo, realizada em setembro com a exposição de trabalhos elaborados por estudantes de Graduação e Pós-Graduação da Universidade. As equipes escolhidas serão assessoradas por professores do espaço Mescla e profissionais da aceleradora Venture Hub por dois semestres.

Para o Prof. Dr. Tomas Guner Sniker, um dos coordenadores do Mescla – espaço idealizado para instigar o aprimoramento de ideias inovadoras e de empresas focadas na solução de problemas da comunidade –, os selecionados para o programa apresentaram propostas consistentes nos modelos de negócios e demonstraram ter perfil empreendedor. “A expectativa é que tenhamos projetos inovadores, capazes de amadurecer e alcançar sucesso no mercado”, afirma.

Tomas destaca, ainda, a importância da parceria com a Venture Hub, que possui experiência na área de empreendedorismo e inovação, ajudando na preparação e estruturação de startups. A ligação com a empresa já rendeu cursos e palestras para a comunidade universitária, e, desta vez, contará com o know-how de seus profissionais no Programa de Aceleração.

Estudante do 2º semestre de Jornalismo, Brener Pompêo Rodrigues foi um dos selecionados ao programa. Sua equipe é responsável pela “Brasil Collab”, plataforma digital que busca conectar artistas independentes aos seus fãs e às oportunidades profissionais. “Somos muito gratos ao apoio que nos tem sido dado, sobretudo no direcionamento do nosso projeto”, diz o aluno, que divide a idealização do negócio com outros dois colegas.

A diversidade de projetos também abrange a área da saúde. É o caso da “Medcore”, idealizada pelos alunos da PUC-Campinas Guilherme Regueira e Caio Henrique Macedo, da Faculdade de Ciências Econômicas, e por Enzo de Andrade Baioni, do Curso de Administração. A proposta deles é criar um negócio que armazene dados médicos de forma segura, permitindo maior eficiência e agilidade no diagnóstico e acompanhamento dos pacientes.

Guilherme conta que a ideia já existia havia algum tempo, mas que adquiriu outro olhar depois de um caso envolvendo seu amigo, que recebeu medicação indevida após internação por questões de saúde. “Começamos a pesquisar como funcionava o sistema de informação e armazenagem de dados no ramo médico”, explica o estudante, que se diz ansioso pelo início do programa.

Integrando a lista dos 26 grupos selecionados, os alunos João Gabriel Beccari e Tiago Fugissawa, do Curso de Engenharia de Software, propõem, por meio do aplicativo NeedU, o encontro entre professores e alunos em aulas particulares de diversas disciplinas. A ideia é conectar demandas de estudantes por ajuda escolar e ofertas de aulas particulares de professores em várias áreas. “Entramos sem muita expectativa por ser um processo pelo qual nunca havíamos passado. Mas conseguir a vaga no Programa de Aceleração nos deixou muito felizes”, expressa João.

Os alunos interessados em participar do Programa de Aceleração de Startups da PUC-Campinas, que terá periodicidade semestral, podem enviar e-mail para mescla@puc-campinas.edu.br.



Editor
5 de novembro de 2020