Acessibilidade  
Central de Atendimento ao Aluno Área do aluno
Vestibular 2021

Oficina de petecas no Campus II da PUC-Campinas será amanhã

Amanhã, dia 05 de maio, a PUC-Campinas realiza uma oficina de petecas no Campus II da Universidade, por meio do projeto “Oficin’Arte 2017”, que tem possibilitado a construção de parcerias entre a Coordenadoria Geral de Atenção à Comunidade Interna (CACI) e a Administração das Praças de Alimentação, vinculada à Divisão de Logística e Serviços (PROAD).

A ideia é ampliar as atividades nos locais de convívio, com uma programação mensal e comemorativa. Essas parcerias viabilizam a realização de oficinas e feiras de artesanato em locais de alimentação e convívio da comunidade interna.

Neste mês de abril, como forma de valorizar e compreender a cultura brasileira, bem como de seus formadores, foi escolhido o tema da cultura Indígena, devido à comemoração no último dia 19, do Dia do Índio. A data busca a valorização das manifestações culturais, a reflexão entre o diferente e o igual, a manutenção dos povos ainda existentes, conscientização e respeito por suas terras, características e cultura própria.

A oficina será sobre a produção artesanal de petecas, objeto que os índios criaram antes mesmo do contato com os colonizadores e que era utilizado como forma de recreação. O brinquedo ganhou popularidade e com o tempo passou a ser utilizado como um esporte sendo criadas regras para o jogo. Durante a oficina, será abordada a importância da cultura indígena, as heranças vindas desta diversidade, as influências no vocabulário e no mundo em geral, enfatizando a peteca, que já é conhecida e praticada em vários países do mundo.

Além disso, o Museu Universitário realizará uma mini exposição indígena durante a oficina.

A oficina acontece sempre das 11h30 às 13h e é aberta para toda comunidade interna (Funcionários, Professores e Alunos), não sendo necessário fazer inscrição prévia.

Serviço:
Oficina de Petecas
Data: 05/05
Local: Campus II
Horário: Das 11h30 às 13h
Entrada: Gratuita

 



Silvia Perez de Freitas
4 de maio de 2017