Acessibilidade  
Central de Atendimento ao Aluno Área do aluno
Vestibular 2022

Nova queda de casos e internações por covid-19 alivia sistema de saúde de Campinas e região 

Número de pacientes internados cai 16% em relação à semana anterior. Apesar disso, infectologista da PUC-Campinas pede cautela

O Departamento Regional de Saúde de Campinas (DRS-Campinas), composto por 42 municípios, apresentou queda de casos e internações por covid-19 na 29ª Semana Epidemiológica. Entre os dias 18 e 24 de julho, foram notificadas 8,7 mil novas contaminações, 19,4% a menos em relação à semana anterior. No caso das internações, a variação foi negativa em mais de 16% após 1.015 pessoas terem sido hospitalizadas no período.

Para o infectologista André Giglio Bueno, professor de Medicina da PUC-Campinas, os resultados aliviam o sistema de saúde de toda a região, pressionado nos últimos meses em razão das taxas elevadas de ocupação de leitos de UTI. Ela lembra, contudo, que cidades como Campinas ainda exibem médias altas, superiores a 80%, fato que demanda cautela por parte da população.

A nota do Observatório PUC-Campinas, coordenada pelo economista Paulo Oliveira, sugere que as reduções estão ligadas ao aumento da vacinação na RMC. Em Campinas, mais de 51,13% da população recebeu ao menos a primeira dose. Em países vizinhos como Chile e Uruguai, em que mais de 60% dos cidadãos estão completamente imunizados, os casos vêm diminuindo de forma bastante acentuada.

“Os números mostram que a vacinação é, de fato, efetiva. Nestes dois países, a principal vacina administrada foi a Coronavac, derrubando a desinformação propagada no Brasil sobre a eficácia desse imunizante. A expectativa é que o mesmo ocorra por aqui, a despeito dos atrasos para a aquisição das vacinas e das atitudes absolutamente contraproducentes do governo federal em relação à imunização”, complementa Giglio.

No aspecto econômico, o avanço da vacinação e a aparente melhora na capacidade de controle da crise sanitária têm elevado as expectativas para boa parte dos analistas. Para Paulo Oliveira, o progresso das medidas contra a pandemia, que inclusive sustenta novas flexibilizações para o funcionamento das atividades, pode ser positivo. “Para isso, deve ser acompanhado da ascensão das oportunidades de emprego e aumento da renda. Assim teremos um crescimento sustentado e de longo prazo”, avalia o docente extensionista.

Os dados atualizados da covid-19 nos municípios paulistas, incluindo a RMC, podem ser obtidos no Painel Interativo do Observatório: https://observatorio.puc-campinas.edu.br/covid-19/.

Foto: Prefeitura de Campinas



Vinícius Purgato
27 de julho de 2021