Observatório PUC-Campinas
Observatório
PUC-Campinas
Facebook
Central de
Atendimento
ao Aluno

Nova MP deve aumentar contratação de jovens com salários baixos e menos direitos trabalhistas na RMC, analisa Observatório PUC-Campinas

28% da força de trabalho na região, jovens de 18 a 29 anos devem ter direitos trabalhistas reduzidos, prevê economista

Jovens de 18 a 29 anos, que representam 28% da força de trabalho na Região Metropolitana de Campinas (RMC) segundo dados da RAIS (Relação Anual de Informações Sociais), devem sofrer impactos negativos, como a redução de direitos trabalhistas, com a nova Medida Provisória (MP) anunciada nesta semana pelo governo federal. A análise é da economista Eliane Rosandiski, que avalia mensalmente o panorama do emprego na região pelo Observatório PUC-Campinas.

De acordo com os últimos estudos realizados pela docente, de janeiro a setembro de 2019, mais de 70% dos postos de trabalho gerados na RMC foram preenchidos por profissionais desta faixa etária. Via de regra, essas contratações foram feitas em substituição a empregados mais velhos, indicando estratégia de redução de custos por parte das empresas.

Com o programa Verde Amarelo em vigor, a professora extensionista prevê que o empresariado deve estender essa prática, desta vez com prerrogativa legal, contratando jovens com a redução de direitos trabalhistas. A MP enviada ao Congresso Nacional permite que as empresas reduzam de 8% para 2% a contribuição para o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), e diminuam pela metade – de 40% para 20% – o valor da multa paga aos funcionários em caso de demissão.

“Pelos últimos indicadores de emprego na RMC, pode-se notar que os jovens estão substituindo mão-de-obra mais velha e recebendo remuneração 20% menor, aproximadamente. Tal medida (MP) pode estimular novas substituições, mas agora com precarização do trabalho e redução de direitos trabalhistas, como trabalhar aos domingos sem receber horas extras. É uma decisão que só interessa às empresas”, afirma.

Admitidos principalmente nos segmentos que compõem os setores de serviços, em especial nas atividades de comércio (42% varejista), os jovens ocupam atualmente cerca de 280 mil vagas no mercado de trabalho da região.

Observatório PUC-Campinas

O Observatório PUC-Campinas é responsável pelo monitoramento de dados socioeconômicos da Região Metropolitana de Campinas (RMC) e está, atualmente, amparado em quatro eixos temáticos: Atividade Econômica/Comércio Internacional; Emprego/Renda; Sustentabilidade/ Desafios do Milênio; e Indicadores Sociais. Os estudos se estruturam na seleção de indicadores e análise sistêmica de dados que podem ser usados em diversos setores da sociedade.




Pesquisar



Próximos eventos


dez
10
ter
08:30 Hackatruck na PUC-Campinas
Hackatruck na PUC-Campinas
dez 10@08:30 – dez 13@17:00
Hackatruck na PUC-Campinas @ Campus I
A PUC-Campinas, em parceria com a IBM e com o Instituto Eldorado, realiza o workshop “Hackatruck na PUC-Campinas” para alunos, professores e profissionais convidados, com atividades[...]

Estude na PUC-Campinas

Termina domingo período de inscrições para o Vestibular de Inverno 2019

Universidade divulga calendário do Processo Seletivo – Vestibular 2020

Universidade divulga o Resultado do Novo Vestibular 2019

PUC-Campinas divulga o Resultado da 4ª Chamada Vestibular Social 2019

Veja a lista de aprovados nos Cursos de Especialização

Veja também

Projetos sustentáveis desenvolvidos por alunos da Universidade são expostos no Paço Municipal de Campinas

Novos Cursos de Especialização nas áreas de Comunicação Digital e Linguagem

Déficit comercial da RMC até novembro já supera todo o acumulado de 2018, mostra Observatório PUC-Campinas

Veja documentário feito para WhatsApp por alunas de Jornalismo sobre tiroteio na Catedral

Aberto processo seletivo para o Curso de Bacharelado em Teologia