Acessibilidade  
Central de Atendimento ao Aluno Área do aluno
Vestibular 2021

Ressignificações da cultura Afro-Brasileira

Dinâmica social e cultural, seus diálogos e ambiguidades

O universo desta exposição compreende vivências da Capoeira, Afoxé, Samba de Roda, Maculelê, a representação da pesca artesanal de Xaréu (popularmente conhecida como Puxada de Rede), Jongo, Puíta, Coco do Roda e Maracatu, da música e da religiosidade afro-brasileira. O canto, a dança, o corpo, os ritos, na cosmo visão da matriz africana é resultado da diáspora africana no Brasil. Das influências das diferentes etnias – Bantos e Nagôs – dos conflitos dos povos, das interações linguísticas, das irmandades negras.
A exposição está aberta a toda a comunidade e os interessados em agendamento de turmas escolares devem preencher o formulário de visita no link “Serviços oferecidos” da Home do Museu. O horário de visitação é das 9h às 22h, de segunda a sexta-feira. A exposição está montada no espaço expositivo do Museu, no Campus Central da PUC-Campinas (Rua Marechal Deodoro, 1099 – Centro).

Galeria de Fotos

__________