Acessibilidade  
Central de Atendimento ao Aluno Contatos oficiais Área do aluno
Novo Vestibular

Mescla da PUC-Campinas e Fundação de Desenvolvimento da Pesquisa do Agronegócio se reúnem para discutir projetos de tecnologia e inovação 

Encontro, que ocorreu na última quinta-feira (17), contou com a presença de membros do CEASA e da Prefeitura de Campinas

A Fundação de Desenvolvimento da Pesquisa do Agronegócio (Fundepag), entidade pertencente ao ecossistema do Espaço Mescla, se reuniu na última quinta-feira (17), na PUC-Campinas, com membros do CEASA e da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Tecnologia e Inovação da Prefeitura Municipal de Campinas, para discutir projetos de ciência, tecnologia e inovação.

No encontro, estiveram presentes o Reitor da PUC-Campinas, Prof. Dr. Germano Rigacci Júnior, a Gerente de Projetos de Inovação da PUC-Campinas, Diane Teo de Moraes, o Diretor Presidente da Fundepag, Antônio Álvaro Duarte de Oliveira, a Gestora no NIT Fundepag, Luciana Teixeira, o Especialista em PD&I da Fundepag, Aitor Vialta, e o Consultor de Negócios da Fundepag, Denys Biaggi. Pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Tecnologia e Inovação, participaram da reunião a Secretária Adriana Flosi e o Secretário-Adjunto Newton Frateschi. Pelo CEASA, houve a presença de José Guilherme Lobo, Diretor Administrativo e Financeiro, e Diógenes Kassaoka, Gerente de Mercado.

Idealizada para aproximar as instituições, a reunião teve como principais pautas as necessidades do CEASA (Centrais de Abastecimento de Campinas S.A) e as possibilidades de cooperação entre os diferentes atores. A Fundepag, fundação que esteve à frente das discussões, é especializada em realizar projetos de pesquisa, desenvolvimento e inovação no agronegócio e meio ambiente.

Para a Gestora de Projetos de Inovação da PUC-Campinas, Diane Teo de Moraes, debates como esse estão diretamente ligados ao propósito do Mescla. “Esses encontros integram o conjunto de ações para fomentar a inovação e o desenvolvimento social e econômico da região. Para isso, torna-se necessário o relacionamento entre universidades, governos e empresas, de modo que a inovação alcance os diferentes setores tratando problemas reais”, afirma Diane.



Vinícius Purgato
18 de março de 2022