Acessibilidade  
Central de Atendimento ao Aluno Área do aluno
Vestibular 2021

Melhora na economia é esperança de lojistas para o Dia das Mães

Em Campinas a estimativa é de crescimento de 3,4% nas vendas em relação ao ano anterior.

Por Giulia Cieri – estudante do quinto período do curso de Jornalismo da PUC-Campinas

 

Considerada a segunda melhor data para o comércio, perdendo apenas para o Natal, o Dia das Mães traz esperança e ansiedade para os lojistas de Campinas que acreditam em aumento nas vendas de presentes, devido a uma pequena recuperação na economia. De acordo com Laerte Martins, economista da Associação Comercial e Industrial de Campinas (ACIC), a data irá movimentar cerca de R$ 443 milhões, 15 milhões a mais que no ano passado.

O cenário de incertezas na economia brasileira ainda é presente. Embora o país esteja passando por uma crise econômica desde 2015, a expectativa é que ocorra um aumento nas vendas e, consequentemente melhora para comércio, como reforça o Diretor da Faculdade de Ciências Econômicas da Faculdade PUC-Campinas, Izaias de Carvalho Borges. “Todas as datas comemorativas irão ter um crescimento esse ano em função de uma leve recuperação na economia, apesar de ser lenta e pequena”, explica.

Além disso, segundo o professor, a tradição cultural do Brasil e sua visão matriarcal é algo com grande peso para os consumidores, que acabam buscando diversas alternativas para poder presentear. Um exemplo é o da secretária Siliane Dorta, que mesmo com a crise a nunca deixou de presentear a mãe, para este ano a solução encontrada por ela foi juntar-se aos irmãos e comprar um único presente, dessa forma o valor não fica tão alto e cabe dentro do orçamento.

diretor economia

Em anos de crise as pessoas continuam presenteando, porém buscam opções que caibam dentro do orçamento.” Izaias de Carvalho Borges

“Muitos alteram suas escolhas baseadas no preço do produto, o consumidor não deixa de presentear, mesmo que seja com algo de menor valor.” reforça Laerte Martins, economista da ACIC. Este ano, o valor médio do presente é estimado em R$ 233, um pouco acima do ano anterior que totalizou em R$ 224,00.

grafico ame

Gráfico comparativo dos últimos 4 anos do comércio no Dia das Mães

 

De acordo com Izaias, apesar da inflação estar controlada em 2018, o que faz com que o governo abaixe os juros e, consequentemente estimule o comércio, a economia brasileira ainda não saiu da crise. Por isso, datas comemorativas como o Dia das Mães são tão esperadas pelos comerciantes, que tentam compensar aquilo que não ganham ao longo do ano.

  • Texto produzido para o estágio supervisionado pela Profa. Me. Ciça Toledo e pela jornalista Sílvia Perez do Setor de Imprensa da PUC-Campinas.


Silvia Perez de Freitas
11 de maio de 2018