Acessibilidade  
Central de Atendimento ao Aluno Área do aluno
Vestibular 2021

Grupos da Universidade fazem apresentações em espaços públicos de Campinas

Eles se apresentam em espaços fora da instituição na Região Metropolitana de Campinas (RMC)

O Projeto Arte na Cidade, do Centro de Cultura e Arte (CCA) da PUC-Campinas, retoma as apresentações de seus grupos neste sábado, 3 de agosto. O projeto reúne grupos formados por alunos, professores e funcionários da Universidade para apresentações em espaços fora da instituição na Região Metropolitana de Campinas (RMC), como teatros, centros culturais, igrejas, escolas, shoppings etc.

O Grupo de Dança do CCA se apresenta neste dia 03 e também dia 17/08, a partir das 19h30, no Espaço Paiol de Arte e Cultura – R. Dr. Carlos Mendes de Paula, 601, Taquaral, Campinas.

No dia 03, será apresentada a montagem “Imanência nas Selfies de Narcios Solitários”, inspirada na obra do romancista alemão J. W. von  Gothe e em fotografias com a temática da solidão, de Francesca Woodman.

No dia 17/08, em uma atividade conjunta com o Grupo de Dança KÊ, as coreografias apresentadas têm inspiração no filme “O Fabuloso Destino de Amélie Poulain”, produzido em 2001 pelo diretor Jean-Pierre Jeunet.

Outra atividade será realizada dia 25/08, às 19h30, pelo Coral Universitário no evento “Música Coral nos Templos de Campinas”, na Igreja do Divino Salvador, Av. Júlio de Mesquita, 124, Cambuí.

A apresentação faz parte do projeto “Música Coral nos Templos de Campinas”, promovido pela Recocamp (Regentes de Coros de Campinas), está marcada para às 19h30 e traz um repertório com obras como “Cio da terra”, de Milton Nascimento e Chico Buarque de Hollanda, “Fix you”, do Coldplay, e ” Caminho das águas”, de Rodrigo Maranhão.

Sob a regência de Nelson Silva, o Coral Universitário do CCA da PUC-Campinas desenvolve um trabalho que privilegia a música brasileira e a música pop em geral. Os concertos da série Música Coral nos Templos de Campinas duram cerca de meia hora e são ilustrados por breves comentários sobre o repertório.



Marcelo Andriotti
2 de agosto de 2019