Acessibilidade  
Central de Atendimento ao Aluno Área do aluno
Vestibular 2021

O Programa de Mestrado em Urbanismo da PUC-Campinas está planejando uma pesquisa sobre as novas tendências de ocupação do solo no Estado de São Paulo. A equipe envolvida é também de proporções ambiciosas: compreende 13 pesquisadores da PUC-Campinas, cindo de outras instituições paulistas e cinco de universidades européias e sul-americanas. O projeto, sobre o tema Novas Configurações Territoriais e Estratégicas de Gestão do Solo Urbano em Cidades do Estado de São Paulo, será apresentado em março para a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp).

Segundo a professora Raquel Rolnik, a mesma dinâmica de ocupação da região do solo da região de Campinas, na qual não se sabe ao certo o que é urbano e o que é rural, está se estendendo para todo o interior paulista. O objetivo do grupo é analisar a legislação existente sob a ótica do problema, com vistas a oferecer, com a pesquisa, subsídios futuros às administrações municipais. “Nós entendemos que é nossa obrigação colaborar para garantir melhor qualidade de vida às populações”, diz ela.

realiza nesta segunda e terça-feira, dias 30 e 31/01, no Prédio do Centro de Excelência pela Qualidade (Cieq), no Campus I, um workshop envolvendo alunos e professores da PUC-Campinas, de outras três universidades e instituições brasileiras e de cinco universidades estrangeiras.

O objetivo do evento é a formatação do, que poderá ser desenvolvido, em cooperação internacional, pelas nove instituições participantes do workshop, com apoio da Fapesp (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo).

Pela PUC-Campinas estarão participando do evento os professores Raquel Rolnik (líder do Grupo de Regulação Urbanística e Política Urbana), Ricardo Moretti, Laura Bueno e Lucas Melgaço, todos do Mestrado em Urbanismo, juntamente com sete alunos do mestrado e dois alunos do curso de graduação em Arquitetura e Urbanismo.

Pelas outras instituições brasileiras, estarão presentes os professores Paulo Sandroni (Fundação Getúlio Vargas), Nabil Bonduki (FAU/USP) e os pesquisadores do Instituto Polis (de São Paulo) Gisela Leoneli, Paula Santoro e Thomas Moreira.

Os cinco professores estrangeiros são: Eduardo Reese (Universidade de Buenos Aires/Argentina), Marcelo Balbo (Escola de Arquitetura de Veneza/Itália), Maria Mercedes Maldonado (Universidad de los Andes), Francisco Sabatini (Pontifícia Universidade Católica do Chile), e Edésio Fernandes (University College London/Inglaterra).

Programação

Nos dois dias o workshop estará ocorrendo das 9h às 17h30. Hoje pela manhã estão sendo apresentados aos participantes os principais itens da proposta a ser investigada. No período da tarde, entre outros aspectos, serão debatidos os objetivos da pesquisa e suas estratégias.

Amanhã, o evento contará com a participação da diretoria de convênios internacionais da PUC-Campinas. No final da manhã, ocorrerá uma revisão do objeto e suas estratégia, a partir da representação do grupo de pesquisadores responsáveis. Na parte da tarde, será debatido o plano de trabalho, com definição das fases e tarefas de cada participante e, por fim, o cronograma de elaboração final para apresentação à Fapesp.

Serviço

O Campus I, onde está sendo realizado o workshop, fica na Rodovia D. Pedro I, km 136, Parque das Universidades, em Campinas. O Programa de Mestrado em Urbanismo integra o Centro de Ciências Exatas, Ambientais e de Tecnologias, também localizado no Campus I. Mais informações sobre os cursos de graduação, pós-graduação e extensão da PUC-Campinas podem ser obtidas pelo portal www.puc-campinas.edu.br.



Portal Puc-Campinas
30 de janeiro de 2006