Acessibilidade  
Central de Atendimento ao Aluno Área do aluno
Vestibular 2021

O CNE (Conselho Nacional de Educação) decidiu no último dia 7 de julho, por unanimidade, que as escolas de Ensino Médio devem oferecer as disciplinas de filosofia e sociologia aos alunos. A medida torna obrigatória a inclusão das duas matérias no currículo do Ensino Médio em todo o país, ampliando o que já era praticado em 17 Estados.

O parecer será homologado pelo ministro da Educação, Fernando Haddad. Segundo o documento aprovado, os estados terão um ano para incluir a filosofia e a sociologia na grade curricular.

Sociologia já foi matéria obrigatória entre 1925 e 1942. Mesmo sendo optativa, várias escolas continuaram com a disciplina. Mas o governo nunca exigiu antes o ensino de filosofia nas escolas.

“A inclusão das disciplinas sociologia e filosofia no ensino médio tem alguns significados históricos que devem ser destacados. É, antes de tudo, a vitória do movimento de educadores e de suas associações pelo retorno da obrigatoriedade de ensino destas disciplinas, retiradas dos currículos escolares com a reforma 5692/71, durante a ditadura militar”, diz a socióloga e professora Patrícia Tropia, da Faculdade de Educação da PUC-Campinas.

Segundo a professora, a obrigatoriedade de inclusão destas duas áreas do conhecimento no atual momento da educação brasileira tem especial relevância. “Sobretudo porque caberá à sociologia e à filosofia estimularem o estudo fundamentado e minimante rigoroso de temas afeitos à própria condição humana e social”, diz ela.

O movimento de educadores pela inclusão das duas disciplinas no Ensino Médio é antigo, mas foi neste ano que houve maior mobilização. As faculdades de Ciências Sociais e de Filosofia da PUC-Campinas apoiaram as entidades nacionais que lideraram as negociações junto ao MEC. Durante o primeiro semestre seus laboratórios de ensino e pesquisa promoveram vários fóruns de discussão e reflexões para universitários e professores da rede pública regional sobre a importância das duas disciplinas no Ensino Médio.

Na avaliação do titular da Secretaria de Educação Básica (SEB/MEC), Francisco das Chagas, a medida ampliará o número de vagas para profissionais de filosofia e sociologia. Chagas acredita que a falta de professores deverá estimular uma maior procura pelos cursos de graduação nas duas áreas.

Serviço

As faculdades de Ciências Sociais e Filosofia integram o Centro de Ciências Humanas, juntamente com Direito, História e Teologia e Ciências Religiosas. Mais informações sobre os cursos de graduação, pós-graduação e extensão da PUC-Campinas, bem como sobre seus serviços oferecidos à população, podem ser obtidas pelo portal www.puc-campinas.edu.br.



Portal Puc-Campinas
12 de julho de 2006