Acessibilidade  
Central de Atendimento ao Aluno Área do aluno
Vestibular 2021

Universidade lança Centro de Longevidade 

Vitalità terá foco no desenvolvimento de projetos voltados ao bem-estar dos idosos; 13% da população brasileira tem mais de 60 anos, segundo IBGE

A PUC-Campinas lançou na última terça-feira (29), em cerimônia on-line exibida no YouTube, um Centro de Longevidade com foco na elaboração de programas voltados ao bem-estar dos idosos. O Vitalità, nome dado ao projeto, envolverá a comunidade universitária no desenvolvimento de ações em três eixos de atuação: pesquisa e inovação; qualidade de vida; e empreendedorismo. A inauguração ocorreu às vésperas do Dia Internacional do Idoso, celebrado dia 1º de outubro.

Segundo o Censo Demográfico 2020 do IBGE, o Brasil tem atualmente 28 milhões de idosos, isto é, 13% da população tem 60 anos ou mais. O Instituto estima que o percentual deve dobrar nas próximas décadas, exigindo iniciativas e políticas públicas que assegurem seus direitos a saúde, trabalho, assistência social, educação, habitação, cultura e esporte.

O Centro de Longevidade da PUC-Campinas, projeto criado no contexto do plano estratégico da Universidade – que tem o envelhecimento como um de seus eixos –, busca atuar justamente na proposição e implementação de programas que favoreçam o bem-estar dessa população. Serão promovidas pesquisas internas, por meio dos cursos de Pós-Graduação, visando diagnosticar as principais demandas relativas ao envelhecimento e apresentar soluções aos problemas encontrados. Haverá, ainda, oferecimento de cursos de capacitação e oficinas voltadas à atenção aos idosos, bem como incentivo para criação de negócios focados no público 60+.

Atenta às mudanças sociais, incluindo o aumento na expectativa de vida da população ao longo dos anos, a Universidade tem investido, desde o início da década de 90, em ações direcionadas à terceira idade. Em seu discurso no lançamento do Vitalità, o Prof. Dr. Germano Rigacci Júnior, Reitor da PUC-Campinas, destacou projetos importantes como a Universidade da Terceira Idade, que atuou por 27 anos na formação de idosos interessados em desenvolver estudos no âmbito do ensino superior, bem como inúmeras iniciativas de extensão universitária que possibilitaram o levantamento de indicadores e elaboração de planos revertidos ao público idoso.

“O Centro de Longevidade Vitalità segue o mesmo propósito: fomentar e implementar projetos interdisciplinares na perspectiva da inovação, envolvendo a elaboração de projetos de pesquisa e extensão focados na qualidade e vida, no cuidado da saúde e no empreendedorismo sênior junto à comunidade dos jovens de 60 anos para mais”, afirmou o Reitor.

Palestrante na inauguração do Vitalità, o gerontólogo Alexandre Kalache, fundador e presidente do Centro Internacional de Longevidade Brasil e ex-diretor do Programa de Envelhecimento da Organização Mundial da Saúde (OMS), ressaltou os prejuízos causados pela desigualdade social no país, que comprometem o envelhecimento digno da população. “Com tanta gente que ainda vive ampla insegurança alimentar, qual é a chance de chegar bem à velhice?”, questionou.

Diante dos desafios que surgem em meio ao crescimento da população idosa, que incluem vários segmentos, como saúde, trabalho e educação, Kalache cobra solidariedade geracional, de forma que as pessoas acima de 60 anos possam ter autonomia e manter a capacidade funcional. Para ele, além da criação de políticas públicas, torna-se necessário o apoio de outras instituições para o alcance desse objetivo.

“É nesse contexto que parabenizo a PUC-Campinas, que pode vir a ser a primeira Universidade brasileira amiga de todas as idades. Por tudo que ouvi, a Instituição tem todos os ingredientes e elementos para isso. Será um centro de investigação, treinamento, know-how e concentração de saberes, visando responder aos desafios da longevidade”, pontuou o médico.

A partir de outubro, O Centro de Longevidade Vitalità inicia sua jornada com atividades remotas ao público interno e externo, aproximação com empresas para suporte às ações desenvolvidas, além de planejamento para a realização do I Simpósio Vitalità PUC-Campinas sobre Longevidade e Envelhecimento.

Outras informações podem ser obtidas pelo ­e-mail vitalita@puc-campinas.edu.br.



Vinícius Purgato
30 de setembro de 2020