Acessibilidade  
Central de Atendimento ao Aluno Área do aluno
Vestibular 2021

Saber aproveitar as oportunidades. Esta frase define a trajetória acadêmica do Engenheiro Ambiental e Mestrando do Programa de Pós-Graduação em Sistemas de Infraestrutura Urbana da PUC-Campinas, Fernando Henrique Silva Ribeiro.

 

Durante 10 dias do mês de julho de 2015, o estudante esteve em Genebra, na Suíça, no Programa Educacional 53º Graduate Study Programme (GSP) na Organização das Nações Unidas (ONU).

 

O GSP é organizado pelo Serviço de Informação – UNIS (United Nations Information Service) do Escritório das Nações Unidas em Genebra – UNOG (United Nations Office at Geneva). O Programa de Estudos permite aos estudantes do mundo inteiro aprofundar seus conhecimentos dos princípios, atividades e objetivos da ONU, bem como, de suas instituições especializadas, programas e fundos.

 

O Programa é ministrado em francês e em inglês e trata-se de uma mistura de estágio com curso de curta duração, constituído de palestras e debates ministrados por altos funcionários das Nações Unidas e membros de outras Organizações Internacionais especializadas nas áreas vinculadas ao tema do programa do ano.

 

O estágio incluiu também uma visita à UNOG e a outras instituições internacionais presentes em Genebra, com direito inclusive de acesso à biblioteca da ONU, a maior do mundo, e eventos de networking.

 

Cerca de 70 estudantes do mundo inteiro foram selecionados para participar do Programa.

 

“Convivi com pessoas de 34 nacionalidades. Cidadãos da Alemanha, Áustria, Japão, Cuba, França, Espanha, Filipinas, Indonésia, Nigéria, Egito, Irã, Afeganistão, entre outros. A troca cultural foi enriquecedora”, avalia Fernando.

 

Os estudantes foram divididos em Grupos de Trabalho para produzir um relatório sobre o tema do ano que será publicado pela ONU. Em 2015, o estágio de estudos abordou a temática “Do milênio ao desenvolvimento sustentável: elaborar novos objetivos de desenvolvimento para o futuro que queremos”.

 

Fernando tratou sobre as mudanças climáticas em um Grupo da Organização Meteorológica Mundial (OMM), uma das agências especializadas da ONU.

 

“Criamos uma ferramenta para atrair a atenção das pessoas sobre o clima. Uma página no Facebook chamada “Actions We Take”, onde todos podem compartilhar ideias de como combater as alterações do clima”, explica.

 

Conheça o “Actions We Take” AQUI.

 

Saiba mais sobre o Graduate Study Programme (GSP) AQUI e AQUI.

 

Iniciação Científica e intercâmbios

 

Fernando, o jovem de 24 anos, graduado em 2014 também pela PUC-Campinas, abraçou as atividades promovidas pela Universidade para o enriquecimento curricular. Ainda cursando a graduação, Fernando participou da Iniciação Científica, o que lhe proporcionou o convívio com o ambiente dos Grupos de Pesquisa.

 

Em seguida, aproveitando o fato de ser pré-requisito a passagem pela Iniciação Científica, Fernando foi à China. Participou do Programa de Bolsas Top China do Santander Universidades, que incentiva a cooperação bilateral para debate de temas de interesse global entre o Brasil e a China, contribuindo com a internacionalização da atividade acadêmica. Teve então a chance de aprender um pouco mais da cultura chinesa com aulas ministradas no idioma inglês.

 

A visita ao território chinês fez com que o estudante ganhasse asas. Após um estágio na Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), Fernando embarcou para a França, pelo programa do Governo Federal, Ciências sem Fronteiras. O projeto permitiu que o então estudante fizesse um estágio no exterior com a finalidade de manter contato com sistemas educacionais competitivos em relação à tecnologia e inovação.

 

“Já estudava o idioma francês e acreditava que poderia aprimorá-lo. Escolhi a França para que pudesse aprender visitando o País”, revela.

 

Ao final do curso de Engenharia Ambiental, Fernando candidatou-se a uma vaga no curso de Mestrado do Programa de Pós-Graduação em Sistemas de Infraestrutura Urbana, com um projeto sobre Mobilidade Urbana, orientado pela Profa. Dra. Sueli do Carmo Bettine.

 

“Observo meu amadurecimento desde a primeira viagem que fiz, à China. Nunca havia saído do País e hoje tomei gosto por viajar. Antes pensava apenas no meu crescimento pessoal e agora observo o que irá agregar na minha vida profissional. Em minha formação na PUC-Campinas destaco as oportunidades que a Instituição oferece para os alunos participarem da Iniciação Científica e de atividades de Intercâmbio”, salienta Fernando.

 

Para o Coordenador do Programa de Pós-Graduação em Sistemas de Infraestrut
ura Urbana da PUC-Campinas, Prof. Dr. Alexandre de Assis Mota, a formação integrada dentro da Universidade torna-se um diferencial para o mercado. “Esta formação interdisciplinar é muito importante. Temos carência de profissionais que possam pensar os problemas enfrentados pelas cidades”, avalia.

 

O Prof. Dr. Alexandre de Assis Mota destaca que a internacionalização e o aproveitamento das atividades complementares oferecidas pela Universidade, darão condições de Fernando socializar a vivência adquirida. “Ele agregou novos conhecimentos e desenvolveu outros saberes com todas essas experiências. Agora é hora de frutificar”, conclui.



Portal Puc-Campinas
4 de agosto de 2015