Acessibilidade  
Central de Atendimento ao Aluno Área do aluno
Vestibular 2021

Alunas de Relações Internacionais participam de simulação organizada pela Delegação da União Europeia no Brasil

Estudantes representam a PUC-Campinas em Brasília; dupla de destaque viajará a Bruxelas para conhecer sede da União Europeia

As alunas Isabela Colombini e Larissa Alves, tutoradas pela Profa. Dra. Ana Paula Lage de Oliveira, representam o Curso de Relações Internacionais da PUC-Campinas nos dias 10 e 11 de outubro, em Brasília (DF), em simulação organizada pela Delegação da União Europeia (UE) do Brasil, que terá como pauta um acordo de livre-comércio entre seus países-membros.

As estudantes, que submeteram suas candidaturas à representação da UE – embaixada do bloco regional no Brasil –, foram selecionadas após participação em simulações e atividades do Grupo de Estudos em Relações Internacionais (GERI), vinculado ao Curso de RI, que promove pesquisas, análises de conjuntura, palestras e eventos relacionados à área, tendo como principal objetivo aprofundar os conhecimentos de alunos e docentes sobre os acontecimentos mundiais.

Na simulação, as alunas terão a incumbência de defender as políticas externas da França durante um acordo de livre-comércio com os demais países-membros, representados por estudantes de outras instituições de ensino superior. Para tanto, elas vêm se dedicando aos estudos acerca das regras comerciais da União Europeia, da política comercial francesa e dos interesses propagados pela França em sua política externa.

De acordo com a Profa. Ana Paula, a preparação requer comprometimento e estudo direcionado sobre as temáticas envolvidas, com redação de discursos e de documentos, de tal forma que as alunas reconheçam quais países podem ser aliados ou contrários à França.

“Essa oportunidade é ímpar ao crescimento acadêmico e profissional dos estudantes de RI, que saem desta atividade mais preparados para o mercado de trabalho. A negociação e o ambiente competitivo fazem parte da vida profissional e tal vivência os amadurece, uma vez que eles têm a chance de colocar em prática os conteúdos adquiridos em sala de aula, bem como desenvolver outras habilidades pessoais, como oratória, perspicácia e poder de análise e reflexão crítica em direção à concertação entre as nações”, destaca.

Além da simulação, que permite aos participantes uma compreensão aprofundada da realidade internacional, a atividade contempla a divulgação de bolsas e incentivos para que os estudantes brasileiros realizem estudos na Europa. A dupla de destaque na apresentação, por exemplo, terá como premiação uma viagem a Bruxelas para conhecer a sede da União Europeia.

Isabela, que está no 3º ano do Curso de RI da PUC-Campinas, vê a participação como privilégio, sobretudo pela possibilidade de debater assuntos pertinentes ao bloco. “É uma oportunidade de exercitarmos o que temos aprendido na Universidade de modo prático e enriquecedor. Esta experiência certamente acrescentará novos valores e conhecimentos à nossa formação”, disse.

A aluna Larissa, por sua vez, enaltece que a vivência não apenas agrega ao lado profissional, mas também ao pessoal. “Vamos nos esforçar muito para ter a chance de conhecer a sede da União Europeia, reconhecimento dado à melhor delegação do simulado. Contudo, as experiências que vamos extrair desta ocasião já se tornam um prêmio para nós”, analisa.



Vinícius Purgato
16 de setembro de 2019