Acessibilidade  
Central de Atendimento ao Aluno Área do aluno
Vestibular 2021

PUC-Campinas completa 79 anos unindo tradição e protagonismo em inovação e tecnologia

Universidade é apontada como destaque nacional e internacional por rankings variados

 
A Pontifícia Universidade Católica de Campinas completa 79 anos de atividade em 7 de junho de 2020. Sua história, que se aproxima de oito décadas de formação de profissionais de alta qualidade, é marcada pela busca ininterrupta pela excelência do ensino como uma missão da Instituição. Ao mesmo tempo, não deixa de lado a dedicação constante em inovação, modernização e sustentabilidade.
A Universidade está consolidada como uma das principais instituições de ensino superior do Brasil. Uma série de rankings nacionais e internacionais, entre os mais respeitados do mundo, tem colocado a Universidade entre as de maior destaque na qualidade de ensino, sustentabilidade, pesquisa, inovação e protagonismo das mulheres na academia.

A PUC-Campinas foi apontada em 2019 como a segunda universidade particular do Brasil com mais notas máximas no Guia da Faculdade do jornal O Estado de S. Paulo e a melhor particular do interior do estado pelo RUF (Ranking Universitário da Folha) 2019 e pela consultoria britânica Quacquarelli Symonds (QS).
No UI GreenMetric World University Ranking 2019, que avalia as universidades mais sustentáveis ecologicamente, a PUC-Campinas apareceu entre as mais responsáveis do mundo. Ela é uma das três mais bem avaliadas no estado de São Paulo, sendo a primeira particular no levantamento.

Saguis em árvore no Campus I da PUC-Campinas


UI GreenMetric World University Ranking é uma iniciativa da Universitas Indonesia (UI), que criou um ranking de alcance global para avaliar quesitos relativos à sustentabilidade nas instituições de ensino superior. Em 2019, entraram para o ranking 780 universidades.
A Instituição também está entre as com os maiores percentuais de pesquisadoras beneficiadas com bolsas, segundo dados da CAPES (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior). O ranking foi realizado pela Revista Quero Bolsa, especializada na área de educação e em avaliações universitárias, a partir de informações do Censo da Educação Superior de 2018, divulgadas no final de 2019 pelo Ministério da Educação (MEC).

“Nesses 79 anos, a Universidade tem formado profissionais aptos a fazer parte de mundo em constante transformação e prontos para contribuir, com suas habilidades e competências, para a construção de uma sociedade justa e solidária. Uma missão realizada com sinergia entre estudantes, docentes e funcionários e funcionárias”, disse o reitor Prof. Dr. Germano Rigacci Júnior.
 
Tradição e modernidade
A Universidade mostra como aliar a forte tradição e a conexão ao mundo contemporâneo e suas transformações. Futuro, inovação, empreendedorismo e sustentabilidade são a base de um ambiente que integra a evolução da ciência, do conhecimento e da tecnologia, de uma forma multidisciplinar.
Esses conceitos são visíveis e palpáveis na estrutura de nossos dois campi, com laboratórios nas mais diversas áreas de conhecimento. Em especial, o recém-criado Espaço Mescla, um hub que conecta pessoas e ideias, por meio de um ambiente colaborativo composto por um laboratório de fabricação digital e uma área de coworking. Assim, é estimulada a manutenção de um ecossistema fértil em inovação que incentiva o empreendedorismo de maneira sustentável.
Com cerca de 60 cursos de graduação de qualidade nas áreas de exatas, humanas e biológicas, distribuídos em cinco centros, 10 mestrados e três doutorados, além de uma série de cursos de especialização, extensão e grupos de pesquisa, a Universidade desenvolve estudos nas mais diversas áreas.
 
Saúde
Uma das áreas de maior destaque é a da saúde, que tem se mostrado referência nacional em diversos setores. Neste momento da covid-19, nossos cursos ganharam ainda mais notoriedade e reconhecimento da sociedade.
As Faculdades de Medicina, Odontologia, Enfermagem, Psicologia, Fisioterapia, Terapia Ocupacional, Biologia, Ciências Farmacêuticas, Fonoaudiologia e Nutrição têm atuado diretamente no auxílio à comunidade durante a pandemia, com uma série de serviços on-line e na Universidade.
Estudantes, professores e pesquisadores têm colocado todo o seu conhecimento à disposição da comunidade por meio de sitesblogs, serviços telefônicos e cartilhas para dar orientação e melhorar a qualidade de vida da população. Mesmo antes da pandemia, uma série de serviços era prestada aos públicos interno e externo pelos docentes e estudantes dos cursos da área de saúde.

O Hospital PUC-Campinas representa um cenário prático fundamental para os cursos da área de saúde da Universidade, recebendo auxílio direto de toda a comunidade acadêmica, que está, inclusive, produzindo em seus laboratórios protetores faciais para os profissionais de saúde da região.
Neste ano, também foi inaugurada a Clínica Veterinária da Universidade, ligado diretamente ao Curso de Medicina Veterinária, que é recente na Instituição e, em breve, irá formar sua primeira turma, auxiliando na melhoria da saúde pública.
 
Órgãos inovadores
Mas, além da Saúde, a PUC-Campinas se destaca em todas as áreas do conhecimento e conta com investimentos em diversos órgãos auxiliares e de estímulo ao conhecimento e empreendedorismo. Conheça alguns deles:
 
Núcleo de Inovação Tecnológica
O Núcleo de Inovação Tecnológica (NIT) tem como missão promover e estimular a inovação a partir da pesquisa básica e aplicada às demandas do setor produtivo, de forma a integrar ou maximizar os benefícios acadêmicos da PUC-Campinas com a sociedade, contribuindo para o desenvolvimento socioeconômico e científico-tecnológico.
O objetivo do NIT/PUC-Campinas é o de gerir a política de inovação, assim como aproveitar oportunidades resultantes de pesquisas da PUC-Campinas, a partir de proposições, coordenação e acompanhamento de programas e projetos que possam ser aplicados ao ambiente produtivo ou social que resulte em novos produtos, processos ou serviços.
 
Observatório PUC-Campinas
O Observatório PUC-Campinas conta com a colaboração de professores extensionistas e demais docentes da Universidade que buscam analisar e compreender indicadores da realidade regional.
O Observatório PUC-Campinas acompanha e analisa indicadores que refletem a realidade da Região Metropolitana de Campinas (RMC), compartilhando conhecimento com a comunidade. Destina-se à divulgação de estudos temáticos regionais e promove a discussão sobre desenvolvimento econômico e social da RMC.
Essa plataforma está organizada de forma a permitir o acesso às informações que possam ser de interesse da comunidade acadêmica, de gestores públicos e cidadãos.
Embora as principais áreas de estudo e debate recaiam sobre assuntos pertinentes à realidade regional, seus resultados não se limitam à localidade, mas possibilitam um olhar abrangente sobre os aspectos mais globais. Dessa forma, indicadores e temas como renda, trabalho, emprego, setores econômicos, educação, sustentabilidade, saúde e demais aspectos sociais são analisados pelos pesquisadores.
 
Centro Interdisciplinar de Atenção à Pessoa com Deficiência – CIAPD
O Centro Interdisciplinar de Atenção à Pessoa com Deficiência (CIAPD) é um órgão complementar da Reitoria que vai de encontro à missão da Universidade de contribuir com a construção de uma sociedade justa e solidária. O Centro, criado em 1991, tem como missão contribuir para a inclusão social de pessoas com deficiência.
Desde o ano de 2015, o CIAPD vem desenvolvendo o Projeto “Preparando Pessoas com Deficiência para a Inclusão no Mundo do Trabalho”, que tem como objetivo promover o desenvolvimento de competências e habilidades cognitivas, motoras e sociais das pessoas com deficiência visando à sua preparação, ingresso e permanência no mundo do trabalho. As oficinas são desenvolvidas pela equipe de profissionais do CIAPD e contam com o apoio de estudantes bolsistas matriculados nos diferentes cursos de graduação da Universidade.
Nos diversos cursos da PUC-Campinas, os estudantes e professores também são incentivados a desenvolver estudos e projetos voltados para pessoas com deficiência. Entre os projetos desenvolvidos recentemente, estão aplicativos para celular que identificam notas de dinheiro, cores de roupas e produtos em supermercados para auxiliar deficientes visuais e os que alertam deficientes auditivos quando a campainha da residência ou o telefone estão tocando.
 
Grupos de Pesquisa
Na década de 1980, foram implantadas na PUC-Campinas as Coordenadorias de Pós-Graduação e de Estudos e Apoio à Pesquisa, os Núcleos de Extensão de Saúde e Educação, a Assessoria de Planejamento da Reitoria, além de diretrizes da Carreira Docente. Como forma de fomentar a pesquisa e a extensão, a Universidade passou a contar com docentes em regime de dedicação para o desenvolvimento de projetos de pesquisa, extensão e capacitação para os Programas de Pós-Graduação Stricto Sensu.
Ainda nesse período, foram implantados os Programas de Bolsa de Pós-Graduação da CAPES/MEC e o Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica (1993).

A consolidação da pesquisa na Universidade ocorreu durante a década de 1990; entretanto, é a partir de 2002 que se estabeleceu uma política de Pesquisa e Pós-Graduação. Tal política promoveu a reorganização dos grupos de pesquisa já existentes e a constituição de novos grupos, possibilitando a integração entre as atividades-fim da Universidade: ensino, pesquisa e extensão.
Atualmente a Universidade tem 46 grupos de pesquisa institucionalmente certificados pelo CNPq.
 
Cultura e Internacionalização
Além das pesquisas e estudos, a PUC-Campinas também investe em produção artística voltada para alunos, professores e comunidade externa, além de promover o intercâmbio, convênios e parcerias com instituições de ensino de todo o mundo.
Veja um pouco do que é realizado pelo Centro de Cultura e Arte (CCA) e pelo Departamento de Relações Exteriores (DRE) da Universidade:
 
Centro de Cultura e Arte (CCA)
O Centro de Cultura e Arte (CCA), Órgão Complementar a Pontifícia Universidade Católica de Campinas, fundado em 24 de agosto de 1987, é um espaço de educação alternativa e permanente onde o aluno da PUC-Campinas tem a oportunidade de se expressar criativamente numa atividade cultural ou artística que o valorize enquanto pessoa.
Atualmente o CCA abrange cinco grupos artísticos: Coral, Teatro, Dança, Música de Câmara e Música Popular, todos formados por alunos dos vários cursos da PUC-Campinas, por pessoas da comunidade em geral e por funcionários. O CCA promove eventos com o objetivo difundir cultura e arte na Universidade.
 
Departamento de Relações Externas (DRE)
O Departamento de Relações Externas (DRE) da PUC-Campinas é responsável pelo desenho do projeto de cooperação nacional e Internacional da Universidade, cujo objetivo é fomentar a troca de informações e a produção de conhecimento, incentivando a formação integral de discentes e docentes. A PUC-Campinas possui 98 parcerias em diferentes países de todo o mundo, oferecendo diversos programas de intercâmbios.
 
Atualmente, o Departamento trabalha na manutenção e diversificação de convênios de cooperação, na regulamentação do envio e acolhida de alunos e professores e na organização e coordenação dos programas de intercâmbio. Atua, ainda, como facilitador da experiência internacional dos estudantes, divulgando e promovendo palestras, apresentações, feiras e workshops que informem o aluno sobre cursos, programas e bolsas de estudo diversos, além de orientá-lo sobre como obter os documentos necessários para a realização do intercâmbio.
 
Espaço Mescla
O Espaço Mescla é uma iniciativa promovida pela PUC-Campinas com o objetivo de estimular atividades de inovação e empreendedorismo. O espaço é formado pelo Mescla Coworking e pelo Laboratório de Fabricação Digital.
O Mescla Coworking garante o suporte necessário para que empreendedores e startups desenvolvam e consolidem seus projetos e atividades. Composto de um espaço de trabalho e de colaboração com serviços e soluções integrados que facilitam a implementação de todo o projeto, desde a ideia inicial até o mercado. Além disso, o Ecossistema do Mescla conecta Universidade, empreendedores, grandes empresas, investidores e todos aqueles interessados em discutir e gerar inovação.

O Laboratório de Fabricação Digital PUC-Campinas é voltado para quem deseja agilidade para ir da ideia ao protótipo físico em seus projetos. Sua finalidade é desenvolver a cultura de inovação, aprendizagem e colaboração por meio da prática, permitindo às comunidades interna e externa realizar projetos práticos em um espaço transdisciplinar.
Caracteriza-se como um espaço colaborativo e criativo articulado com conhecimentos, métodos, técnicas e ferramentas adequadas para a fabricação digital e prototipação. Busca, assim, promover a inovação junto às comunidades externa e interna de alunos e professores, desenvolvendo atividades sobre usinagem básica, eletrônica, robótica, programação, produção gráfica, arte interativa, entre outras.
Os interessados em utilizar o espaço podem se capacitar para o uso de equipamentos e ferramentas de fabricação digital, tais como fresadora CNC, impressora 3D, cortadora a laser, entre outros. Desta forma, o Laboratório de Fabricação Digital exercita a colaboração e gestão de tarefas em equipe para a criação de protótipos, potencializando competências e habilidades na criação de projetos ligados à tecnologia e design, além de oferecer programação de eventos e atividades, tais como palestras, oficinas, workshops, hackathons e demonstrações.
 
Auditórios e espaços para eventos
A Universidade conta com diversos espaços para a realização de congressos, seminários, feiras, exposições e outras atividades acadêmicas nacionais e internacionais, que atraem professores, estudantes e pesquisadores de todo o mundo.

Os principais espaços são os auditórios Dom Gilberto Pereira Lopes, Cardeal Agnelo Rossi e Monsenhor Salim. Todos eles contam com infraestrutura para realização de eventos variados, com apoio de sistemas de iluminação, som e filmagens próprios, inclusive utilizados para transmissões ao vivo pela internet.
Além dos eventos acadêmicos, os auditórios têm sido utilizados por todos os cursos da Universidade para a realização de colações de grau. A Instituição fornece desde 2019 toda a infraestrutura, filmagem, fotografias, decoração e mestres de cerimônia para a realização dos eventos voltados para os formandos, professores, familiares e convidados dos estudantes.



Marcelo Andriotti
5 de junho de 2020