Acessibilidade  
Central de Atendimento ao Aluno Área do aluno
Vestibular 2021

Os dados parciais do Boletim Econômico da PUC-Campinas – Acompanhamento de Emprego da RMC, referente ao mês de abril, aponta que os setores industriais da Região Metropolitana de Campinas (RMC) diminuíram o ritmo de demissões, mas ainda apresenta uma perda de 624 postos de trabalho, ocorrendo uma contração de mais de R$ 5 milhões da massa salarial. No total foram criados 3.085 empregos formais na RMC.

As áreas que apresentaram desempenho negativo foi o setor metalúrgico e de material elétrico. Os setores de serviços criaram 1.659 postos de trabalho, no segmento de transportes e comunicação foram criados 1.375 postos de trabalho. O segmento da construção civil também criou 854 postos de trabalho. As cidades que apresentaram resultados negativos estão Sumaré e Jaguariúna, com a perda de 351 e 339 postos de trabalho, respectivamente.

Dos dezenove municípios da RMC, as cidades que contribuíram positivamente para a criação de empregos estão Valinhos, com a criação de 991 postos de trabalho e Cosmópolis com 576 vagas na indústria de produtos alimentícios e bebidas. Na cidade de Campinas, os destaques foram para as atividades na Construção Civil (319 vagas) e no Comércio varejista (325 vagas).

Os dados do Boletim Econômico da PUC-Campinas – Acompanhamento Emprego é realizado pela professora Eliane Navarro Rosandiski do Centro de Economia e Administração (CEA) da PUC-Campinas. A pesquisa completa pode ser acessada no site www.puc-campinas.edu.br/imprensa.



Portal Puc-Campinas
16 de junho de 2009