Acessibilidade  
Central de Atendimento ao Aluno Área do aluno
Vestibular 2021

RMC REGISTRA 20,6 MIL NOVOS EMPREGOS
NOS PRIMEIROS CINCO MESES DO ANO

Entre os meses de abril de maio de 2007, a Região metropolitana de Campinas (RMC) teve 9.966 novos postos de trabalho, dos quais 49% foram ocupados por trabalhadores com idade entre 18 e 24 anos. O saldo de emprego nestes primeiros cinco meses de 2007 corresponde a 20,6 mil postos de trabalho, ou aproximadamente 66% do volume de emprego criado em 2006. As cidades de Campinas, Americana, Santa Bárbara, Sumaré e Indaiatuba apresentaram os maiores fluxos de admitidos e a remuneração média dos contratados foi de R$ 776,00. Esses são alguns dos pontos destacados pela pesquisa Emprego na RMC que integra o Boletim Econômico PUC-Campinas e é realizada pela professora da Faculdade de Economia Eliane Rosandiski Navarro. A íntegra da pesquisa pode ser consultada no Portal PUC-Campinas, no link Imprensa – www.puc-campinas.edu.br/imprensa.

De acordo com a pesquisa os segmentos industriais e terciários foram responsáveis pelo incremento das novas vagas. O maior volume de novos postos de trabalho foi gerado no segmento terciário de apoio às atividades produtivas: 1.400 postos. O segundo melhor desempenho, com a criação de 1.217 vagas, foi observado na indústria de produtos alimentícios, bebidas e álcool etílico. Dentre as atividades terciárias destacam-se também os serviços de transportes, comunicação e do comércio varejista com a criação de aproximadamente 800 vagas, cada um. Em seguida, vem o setor da administração pública. Entre as atividades industriais também cabe destacar a indústria de material de transporte, com a criação de 673 novos postos de trabalho.

O levantamento sobre o emprego utiliza as informações obtidas a partir do Cadastro Geral de Emprego e Desemprego (CAGED) do Ministério do Trabalho e Emprego e visa mapear as características do emprego formal gerado na RMC e sinalizar para as tendências do mercado de trabalho. Ou seja, identificar, a partir dos resultados observados no mercado de trabalho, os segmentos de atividade econômica e/ou municípios mais dinâmicos no processo de desenvolvimento regional.



Portal Puc-Campinas
16 de julho de 2007