Acessibilidade  
Central de Atendimento ao Aluno Área do aluno
Vestibular 2021

Parceria entre a Faculdade de Engenharia Elétrica da PUC-Campinas, a Unicamp e o Centro de Pesquisa e Desenvolvimento em Telecomunicações (CPqD) vem possibilitando experimentos bem-sucedidos para melhorar a qualidade dos sinais emitidos pela Internet, substituindo os atuais componentes elétricas por componentes ópticos. O estudo envolve oito pesquisadores das três instituições e dois alunos de graduação de Engenharia Elétrica da PUC-Campinas.

Na transmissão de dados pela Internet atual, quando estes chegam aos servidores voltam a ser eletrônicos, levando à perda de tempo para serem transformados em ópticos novamente. Segundo o professor Marcelo Abbade, da Engenharia Elétrica da PUC-Campinas, a pesquisa tem comprovado que é possível reduzir o tempo de conexão e transmissão de dados de um local para o outro quando se elimina a conversão.

A partir do Laboratório de Meios de Transmissão (LMT), da PUC-Campinas, foram gerados sinais, chamados pacotes ópticos, e testada a qualidade de transmissões de dados por fibra óptica entre as três instituições. Esses pacotes percorreram ao todo 20 quilômetros de fibra óptica e foi observada uma qualidade excelente, com somente um bit errado a cada um trilhão de bits enviados – valor mil vezes melhor que o normalmente aceitável em uma transmissão pela Internet convencional.

Durante o período de testes todos os envolvidos se comunicaram através de videoconferência. Os experimentos foram realizados por intermédio do Projeto KyaTera, que integra por fibra ótica, 21 instituições do Estado de São Paulo. O estudo foi apresentado pelo professor Eric Fagotto em 1º de novembro no encontro anual da Lasers And Electro Optics Society (Leos), em Montreal (Canadá).

KyaTera

O Projeto KyaTera integra 21 instituições no Estado de São Paulo por uma rede de fibras ópticas dedicada ao teste de tecnologias para a nova geração da Internet. Esta rede possibilitou a criação do maior laboratório integrado do Estado de São Paulo, facilitando o trabalho de pesquisadores das instituições de pesquisa e universidades participantes. A interação dos pesquisadores dessas instituições vem se dando por meio de web-câmeras, que possibilitam a visualização das atividades que estão desenvolvendo em tempo real em seus respectivos laboratórios.

Além da PUC-Campinas, a cidade de Campinas é também representada no Projeto KyaTera pela Unicamp, pelo Centro de Pesquisas Renato Archer (Cempra) e pelo Centro de Pesquisa e Desenvolvimento em Telecomunicações (CPqD).



Portal Puc-Campinas
14 de novembro de 2006