Acessibilidade  
Central de Atendimento ao Aluno Área do aluno
Vestibular 2021

Os dados do Boletim Econômico da PUC-Campinas – Acompanhamento de Emprego da RMC, referente ao mês de fevereiro, aponta que a Região Metropolitana de Campinas (RMC) já perdeu em 2009 cerca de 3.067 postos de trabalho. No total, as perdas nos últimos seis meses chegam a 11.333 vagas formais.

Os setores industriais da RMC perderam aproximadamente 2.377 vagas e foram responsáveis pela diminuição de mais de 5 milhões da massa salarial. No setor de serviços foram criados 1.346 postos de trabalho. Entre os destaques de novas vagas estão atividades de ensino e serviços de alimentação.

As cidades da RMC que apresentaram saldo positivo de emprego foram: Campinas, Cosmópolis, Itatiba, Monte Mor, Santa Bárbara D´Oeste, Hortolândia e Vinhedo. Na cidade de Campinas foram criadas 564 vagas de trabalho. Já no município de Jaguariúna houve uma perda de 326 postos.

Os dados do Boletim Econômico revelam que as faixas etárias mais atingidas pela crise foram de 25 a 39 anos e com 40 a 65 anos, sendo compensado pelo volume positivo de contratação de jovens até 24 anos.

A pesquisa também aponta diminuição de vagas que exigem ensino fundamental completo. O saldo de emprego foi positivo nos setores em que é preciso nível superior. O Boletim Econômico PUC-Campinas – Acompanhamento de Emprego da RMC é realizado pela professora Eliane Navarro Rosandiski do Centro de Economia e Administração (CEA) da PUC-Campinas. A pesquisa completa pode ser acessada no site www.puc-campinas.edu.br/imprensa.



Portal Puc-Campinas
23 de abril de 2009