Acessibilidade  
Central de Atendimento ao Aluno Área do aluno
Vestibular 2021

Quatro alunos e uma professora participam do Programa TOP CHINA, do grupo Santander e ficam três semanas nas cidades de Pequim e Shanghai Jiao Tong, na China

As férias de julho serão bem longe daqui para quatro alunos e uma professora da PUC-Campinas. Eles foram selecionados pelo Programa TOP CHINA, do grupo Santander, e vão aproveitar, três semanas, nas cidades de Pequim e Shanghai Jiao Tong, na China. De malas quase prontas, eles acertam os últimos detalhes e tentam controlar a ansiedade. Amanhã (06/07), os estudantes participam de um Seminário “Conhecendo a China”, no Auditório da Torre Santander, em São Paulo e, no dia seguinte (07/07), os 100 estudantes e professores que selecionados para o Programa participam de uma integração, também na Torre Santander. O embarque dos universitários para a China será na quinta-feira (08/07).

Durante a viagem, eles vão aliar a diversão ao conhecimento. A lista de atividades já está pronta. Estão previstas visitas históricas e culturais nas duas cidades, e a Muralha da China não poderá faltar. Eles também visitarão Universidades e a Expo Shanghai 2010. “É uma loucura pensar que vou para a China! Foi uma grata surpresa, porque vou conhecer um país que tem uma previsão de desenvolvimento tecnológico bastante promissor”, explicou Lucas Coelho Cavalheiro, aluno do 4º ano da Faculdade de Engenharia Elétrica.

Neste ano, a exposição, que espera receber 70 milhões de visitantes, traz o lema: Better city, better life (Cidade melhor, vida melhor) que expressa o desejo comum, de toda a humanidade, por uma vida melhor nos ambientes urbanos do futuro. Essa será uma oportunidade de debater temas relacionados ao meio ambiente e urbanismo, com foco em sustentabilidade. “Durante as férias eu ia adiantar meu Trabalho de Conclusão de Curso (TCC), mas os planos mudaram e eu vou para a China. Espero aliar meu TCC à experiência vivida lá, porque meu projeto trata de sustentabilidade que também é o tema da Expo Shanghai”, completou Leandro Nascimento Ortiz, aluno do 4º ano da Faculdade de Engenharia Elétrica.

De cabeça fresca, já em clima de férias, os viajantes não veem a hora de embarcar. “Assim que fui informada sobre o Programa, fiz minha inscrição. Sempre tive vontade de conhecer a China, porque lá o urbanismo é bastante desenvolvido e divulgado, o que me atrai bastante. Estou ansiosa e acho que a minha ficha ainda não caiu. Essa viagem será um grande presente para mim, até porque vou comemorar meu aniversário lá”, revelou Rebeca Ribeiro Braga, aluna do 4º ano da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo.

Os alunos revelaram uma única e unânime preocupação: como se comunicar num país em que a língua oficial é o mandarim – que não tem a menor semelhança com o português. Para diminuir esse contraste cultural, os viajantes também participarão de aulas de mandarim e cultura chinesa. “Espero ter a oportunidade de conversar com pessoas do mundo inteiro sobre sustentabilidade, durante a Expo Shanghai. Essa viagem será uma realização pessoal, porque tenho curiosidade de visitar a China. É melhor do que presente de Natal”, disse Mariana Uhrighardt Farrão, aluna do 5º ano da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo.

A PUC-Campinas está entre as 20 universidades brasileiras que participam do Programa, tudo custeado pelo grupo Santander. “Acreditamos que investir em educação é a melhor forma de fazer o mundo do conhecimento e das oportunidades girar. Por isso, desenvolvemos diversas iniciativas de alto impacto para apoiar alunos, professores, jovens profissionais e universidades em seu crescimento acadêmico, profissional e pessoal”, falou a gestora de convênios da Divisão Global Santander Universidades-Brasil, Karen Marcondes Neves.

A parceria foi intermediada pela Coordenadoria Geral da Iniciação Científica vinculada a Pró-Reitora de Pesquisa e Pós-Graduação (PROPESQ), em conjunto com o Departamento de Relações Externas (DRE), cuja missão é promover a mobilidade nacional e internacional de seus alunos e professores. “O TOP CHINA vem bem ao encontro da missão da PUC-Campinas, que preza pela atualização e humanização. Nosso próximo passo será fortalecer a participação dos docentes no exterior e, até o final desta gestão, o objetivo é firmar um convênio para cada Faculdade, no exterior”, ressaltou o coordenador do DRE, José Antonio Bernal Fernandez Olmos.

Segundo o vice-reitor, Eduard Prancic, somente a formação nos bancos escolares não é suficiente. “O objetivo da Universidade é oferecer cada vez mais oportunidades aos alunos e professores de conhecerem outras culturas”, completou.

Coordenando o grupo durante as três semanas, a professora da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo Laura Machado de Mello Bueno disse ter uma grande expectativa para conhecer as universidades de Pequim e Shanghai. “Acredito que faremos boas trocas de experiências. Quero conhecer a organização desse país que é tão grande e que tem tanta gente”, finalizou a professora.

Atendimento à Imprensa:
Adriana Furtado
afurtado@puc-campinas.edu.br
Telefone: (19)3343-7674



Portal Puc-Campinas
5 de julho de 2010