Acessibilidade  
Central de Atendimento ao Aluno Área do aluno
Vestibular 2021

Os dados do Boletim Econômico da PUC-Campinas – Acompanhamento de Emprego da RMC, referente ao mês de março, aponta que a Região Metropolitana de Campinas (RMC) acumula uma perda de 3.362 postos de trabalho, no primeiro trimestre de 2009. No mês de março, a perda foi de 295 postos de trabalho. O setor industrial perdeu aproximadamente 2.886 vagas, sendo responsável pela contração de mais de R$ 7 milhões da massa salarial, de um total de 7,4 milhões. O pior desempenho na indústria foi no setor metalúrgico.

O setor de serviços criou 1.475 postos de trabalho, mas com uma redução de cerca de R$ 50 mil na massa salarial. Outros setores que contribuíram para novos postos de trabalho foram a Construção Civil, com 861 vagas e a Administração Pública, com 420 postos de trabalho.

Dos 19 municípios da RMC, Campinas, Itatiba e Paulínia se destacaram pela geração de empregos, compensando a perda de outros municípios. Na cidade de Campinas foram criadas cerca de 401 vagas de trabalho.

Boletim Econômico PUC-Campinas – Acompanhamento de Emprego da RMC é realizado pela professora Eliane Navarro Rosandiski do Centro de Economia e Administração (CEA) da PUC-Campinas. A pesquisa completa pode ser acessada no site www.puc-campinas.edu.br/imprensa.



Portal Puc-Campinas
21 de maio de 2009