Acessibilidade  
Central de Atendimento ao Aluno Área do aluno
Vestibular 2021

2º Encontro Redes Digitais e Culturas Ativistas da PUC-Campinas começa amanhã

 

A PUC-Campinas realiza nos dias 5 e 6 de junho de 2018, o 2º Encontro Redes Digitais e Culturas Ativistas, promovido pelo Programa de Pós-Graduação em Linguagens, Mídia e Arte da Universidade. O evento acontecerá no Centro de Linguagem e Comunicação, no Campus I da Instituição e será aberto à comunidade.

No primeiro dia do evento estão previstas uma oficina e a exibição de documentários com a presença dos produtores. (Confira a programação)

Já no segundo dia do Encontro acontecem a conferência de abertura, as mesas de debate no período da manhã e da noite e a abertura de exposição na galeria de arte. Serão também apresentados trabalhos de docentes e pesquisadores em nível de graduação e pós-graduação que relatem suas pesquisas e/ou experiências voltadas a causas ativistas e a forma como são articuladas a partir de sua relação com as mídias, artes e tecnologias. (Confira a programação)

Serão 22 painéis apresentados em cinco grupos de trabalhos (GT) divididos pela seguinte temática:

GT1 – Artivismo – diálogos entre arte e política em suas diversas abordagens e atravessamentos. Serão acolhidos trabalhos que discutam essa temática nos tópicos:

  • Arte e Natureza
  • Arte e Sincretismo
  • Arte e Tecnologia
  • Coletivos na Arte
  • Políticas Públicas para a Arte

GT2 – Ativismo midiático – práticas ativistas em sua relação com as mídias. Serão acolhidos trabalhos que discutam essa temática nos tópicos:

  • Ativismo e narrativas transmídia
  • Jornalismo independente
  • Marcas, fã-ativismo, culture jamming
  • Mídia e esfera pública
  • Mídia tática
  • Redes sociais, engajamento e mobilização
  • Tecnologia e cultura hacker

GT3 – Cidade e Urbanismo – projetos, lugares ou objetos que interagem com o urbano e tomam dimensões, muitas vezes, políticas. Serão acolhidos trabalhos que discutam essa temática nos tópicos:

  • Arte Urbana
  • Derivas e nomadismos
  • Intervenções sobre a cidade (ecologia, arquitetura e mobilidade)
  • Museus e memória
  • Ocupações e territorialidades
  • Vigilância e contravigilância

GT4 – Culturas ativistas – Falar sobre cultura implica diferença e pluralidade. Serão acolhidos trabalhos que dialoguem com os seguintes temas:

  • Cinema independente e vídeo-ativismo
  • Estudos culturais (pós-colonialismo, diversidades culturais, diálogos do sul global, latinidades e africanidades).
  • Ecocrítica (ativismo ambiental, ativismo alimentar, direitos dos animais)
  • Literatura marginal/periférica
  • Manifestos, fanzines e panfletos
  • Moda e consumo sustentável

GT5 – Identidades e minorias – vai debater e dar visibilidade às diversas políticas de identidade que se fortalecem no mundo contemporâneo. Serão acolhidos trabalhos que discutam (in)visibilidade e (in)dizibilidade, empoderamento e reconhecimento social de grupos nos tópicos:

  • Afrodescendentes
  • Feministas
  • Imigrantes
  • Indígenas
  • LGBTQ
  • Pessoas com deficiência
  • Religiosos

 

Serviço
Redes Digitais e Culturas Ativistas
Data: 5 e 6/6
Local: Centro de Linguagem e Comunicação – Campus I



Silvia Perez de Freitas
4 de junho de 2018